quarta-feira, 5 de julho de 2017

CINE HISTÓRIA: O CAMPEÃO (1979)



FICHA TÉCNICA

Título Original: The Champ
Duração: 120 min.
Ano: 1979
Diretor:  Franco Zeffirelli 
País: Estados Unidos
Idiomas disponíveis e legendas: Inglês e Português
Gênero:  Drama Esportivo/ Ação 
Temática: Bastidores do Boxe

SINOPSE (Fonte: Adoro Cinema)

Billy Flynn (Jon Voight) é um ex-lutador de boxe que agora trabalha como adestrador de cavalos em Hialeah. Ele ganha um salário baixo, mas o suficiente para manter a si próprio e seu filho T.J. (Rick Schroder), o qual ganhou a custódia de sua ex-esposa Annie (Faye Dunaway) há sete anos atrás. Visando ter um futuro melhor para o garoto, Billy aceita a oferta de retornar aos ringues.

COMENTÁRIO

 Grande clássico exibido exaustivamente na Sessão da Tarde nas décadas de 80 e 90, O Campeão é um filme que não envelheceu com a passagem do tempo, marcando uma geração que se emocionou com essa linda estória de amor entre pai e filho, muito lembrada no Brasil graças ao belíssimo trabalho dos dubladores brasileiros que fizeram a dublagem clássica na década de 80, especialmente do menino na cena final, que é simplesmente de cortar o coração.
 Diferente de Rocky, outro filme que retrata os ringues de boxe feita praticamente na mesma época, O Campeão é uma obra que caminha por um caminho mais sério, evitando piadinhas e misturando com maestria um poderoso drama familiar com filme de esportes, além de ter um elenco maravilhoso encabeçado por Jon Voight e Faye Dunaway, além de ter direção afiadíssima de Franco Zeffirelli, diretor de lindos filmes épicos clássicos como Romeu & Julieta,  Irmão Sol Irmã Lua  e Jesus de Nazaré.
 Sendo uma obra que ficou conhecido como o filme mais triste da História do cinema, O Campeão retrata o mundo do boxe de forma melancólica e brutal, um esporte que pode levar os atletas a glória ou a derrota num piscar de olhos, onde veteranos se arriscam em lutas com atletas mais jovens e no vigor da forma, se sujeitando arriscar a própria vida em nome da vitória, mesmo com essa visão bem cruel do esporte, em nenhum momento o filme não crítica o boxe ou qualquer esporte de luta, ele apenas retrata a realidade de que campeões vem e vão, além de ter uma mensagem belíssima sobre família, um clássico que deve ser assistido por todos, confiram o filme completo abaixo dividido em três partes:




Grande abraço, BOA SESSÃO, até a próxima! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário