terça-feira, 30 de junho de 2015

CINE HISTÓRIA: O CAÇADOR DE BRUXAS (1968)


FICHA TÉCNICA

Título OriginalWitchfinder General
Duração: 86 min.
Ano: 1968
Diretor: Michael Reeves 
País:  Inglaterra
Idiomas disponíveis e legendas: Inglês/Português
Gênero: Terror/ Aventura/ Drama Histórico 
Temática: Inquisição/ Caça as Bruxas/  Revolução Inglesa/ Fim do Absolutismo na Inglaterra

SINOPSE (Fonte: Filmow)

 Na Inglaterra do século XVII, Matthew Hopkins, um cruel e violento auto-intitulado caçador de bruxas recebe ouro da população em troca de seus serviços. Inocentes e pecadoras eram torturadas e pagavam com a morte por seus supostos envolvimentos com bruxaria. Um homem, Richard Marshal, está determinado em acabar de vez com o reinado de sangue de Hopkins. 

COMENTÁRIO


 Baseado na obra escrita por Edgar Allan Poe, O Caçador de Bruxas é um clássico do cinema britânico, sendo estrelado por um dos atores mais atuantes em filmes de terror, o talentoso e inesquecível Vincent Price, que faz o papel de um inquisidor malvado e corrupto, sendo essa uma das suas atuações mais marcantes de sua carreira cinematográfica.
 Como o título já indica, o tema do filme é os processos realizados pela Inquisição na Inglaterra, ia de cidade em cidade, a procura de pessoas que supostamente tinham envolvimento com bruxaria, promovendo violentos interrogatórios, torturando e matando essas pessoas na forca ou fogueira, mesmo elas sendo inocentes, muitas vezes acusadas injustamente ou por motivos banais, como ciúme, dinheiro e intrigas de cunho religioso ou político.
 Ambientado na Inglaterra do século XVII, o filme mostra o período da Revolução Inglesa (também conhecida como Revolução Puritana) onde o rei Carlos I foi deposto do trono, iniciando o período republicano, que foi comandado por Oliver Cromwell, o qual culminou na derrota finitiva do absolutismo na Inglaterra, no fim do século XVII.
 Diferentemente de outros filmes de terror sobre o tema, O Caçador de Bruxas mostra a sensação de injustiça, pavor e sofrimento que as pessoas passavam durante as horrendas sessões de tortura nos interrogatórios promovidos pela Inquisição, aproximando-se totalmente das fontes históricas oficias, evitando mostrar o lado mitológico e sobrenatural das bruxas.
  O grande ponto alto desse filme sem dúvida é a questão do realismo, usando de cenários reais do século XVII, como castelos, casarões e igrejas, as vestimentas de época e das belíssimas paisagens naturais da Inglaterra, além é claro do enredo bastante empolgante, transformando O Caçador de Bruxas em um verdadeiro clássico do cinema.
 Abaixo confira o filme na integra, basta clicar PLAY e assistir.



Grande abraço, BOA SESSÃO, até a próxima!

segunda-feira, 29 de junho de 2015

LIVRO: A VOLTA AO MUNDO EM 80 DIAS- JÚLIO VERNE


Olá caros leitores tudo bem com vocês?

 Conhecido mundialmente por ser o precursor da ficção científica,  escritor francês Júlio Verne (1828-1905) escreveu romances de aventura que exaltavam os progressos científicos e tecnológicos de sua época, prevendo avanços que aconteceriam posteriormente, como o submarino, máquinas voadores, televisão e viagens pelo espaço, podendo ser sentido sua influência nos escritores até os dias de hoje. 
 Lançado pela primeira vez em 1873, A Volta ao Mundo em 80 Dias é uma das obras-primas escritas por Júlio Verne, foi publicado em forma de série no jornal Le Temps, causando enorme expectativa no público, que aguardava ansiosamente o próximo capítulo. É bom frisar que no século XIX, era bastante comum os escritores publicar capítulos de suas obras no jornais, antes de lançarem oficialmente os livros, gerando expectativa nos leitores, sendo semelhante ao que acontece hoje com as novelas e seriados exibidos na televisão.
 De forma bastante divertida e inteligente, A Volta ao Mundo em 80 Dias conta as aventuras do excêntrico milionário Phileas Fogg e seu empregado Passepartout ao redor do mundo, no intuito de venceram uma aposta feita por colegas de um clube onde frequentam, a qual seria possível viajar ao redor do mundo em exatos 80 dias.
 Magistralmente, Júlio Verne nesse romance apresenta culturas distintas e acontecimentos históricos ocorridos no século XIX, como a marcha ao oeste nos Estados Unidos, inicio da era Meiji no Japão e a colonização na África e Ásia pelas nações europeias, além é claro de apresentar avanços tecnológicos de sua época, como o balão, o trem e navio a vapor.
  Devido ao grande sucesso, A Volta ao Mundo em 80 Dias foi adaptada inúmeras vezes para as telas de cinema e da televisão, em filmes ou desenhos animados com enredo de diversas formas, mas sendo mantendo a idéia original da obra. Uma das melhores versões cinematográficas dessa obra foi feita em 1956, a qual tive a oportunidade de escrever um resenha aqui no blog, CLIQUEM AQUI E CONFIRAM.
 Além de um grande clássico da literatura universal, A Volta ao Mundo em 80 Dias é uma verdadeira aula divertida e empolgante de geografia, História, cultura, antropologia, ciência e de aventura.  Abaixo está o link do livro em versão e-book para quem quiser baixar e ler, confiram:


Um grande abraço, boa leitura,  até a próxima.

domingo, 28 de junho de 2015

A MÚSICA E A HISTÓRIA: REISADO- PENA BRANCA & XAVANTINHO


Olá caros leitores, tudo bem com vocês?

 Dupla surgida no interior de São Paulo na década de 60, Pena Branca & Xavantinho representou o que tem mais de autêntico na música sertaneja, sempre trazendo em suas músicas a realidade do homem que trabalha no campo, a cultura e religiosidade do caipira que vive no interior do Brasil.
 Lançada em 1991, Reisado faz parte do álbum Por seus Autores e Interpretes, é uma canção que remete a manifestação folclórica da Folia de Reis (também conhecida como Reisado ou Terno de Reis), trazida pelos portugueses e açorianos ao Brasil, sendo muito difundido no interior e litoral, a qual acontece durante as festas de Natal, até a grande festa do dia de Santos Reis, dia 06 de janeiro, anunciando o nascimento do menino Jesus e homenageando os Três Reis Magos, que vistaram e presentearam o menino, segundo os relatos bíblicos.
 Abaixo confiram um vídeo com a música, prestem bem a atenção na letra, pois explica bem o motivo dessa manifestação folclórica, e é claro, no jeito que Pena Branca & Xavantinho cantam, bem naquele estilo bem caipira, a qual faz as pessoas com mais idade lembrar de tempos maravilhosos, o qual essa tradição era bem frequente, e mostrar as novas gerações a importância de cultivar e resgatar tradições belíssimas como essa, as quais merecem ser mostradas a todos.


Um grande abraço, BOA SEMANA, tudo de bom, até a próxima.
  

sábado, 27 de junho de 2015

POEMA: BOAS AÇÕES VERSUS MATERIALISMO



O que adianta ter bastante dinheiro?
Ter um carro de luxo?
Uma casa bem bonita e confortável?
Ter um status social privilegiado?
Ter poder apenas para satisfazer suas próprias vontades?
Mas não tem amor e paz em seu coração?
Lembre-se, bens materiais e poder acabam,
Boas ações e sentimentos verdadeiros permanecem para sempre,
Pense bem antes de escolher o que tu queres em tua vida,
Pois toda escolha, tem uma consequência,
Portanto, faça o melhor para você e a todos que vivem ao seu redor,
Seja bastante feliz.

Autor: Andrio Cardoso Pereira

BOA SEMANA, ATÉ A PRÓXIMA!

sexta-feira, 26 de junho de 2015

POEMA: CHEGA


Chega de discursos inflamados em redes sociais,
Isso não vai te levar a lugar algum,
Melhor agir do que ficar de conversa fiada,
Chega de pensar que é o dono da verdade,
Pois isso fará você criar inimigos,
Chega de defender ideologias políticas com fervor,
As lideranças estão nem aí para sua opinião,
Chega de fazer acusações sem sentido,
Só irá trazer problemas para você,
Chega de defender teorias infundadas,
Isso fará você ser um chato e um imbecil,
 Chega de se fazer de vítima em todos os sentidos,
Caiu, erga-se e continue em frente, sem choradeira,
Chega de bancar o filantropo para parecer ser bonzinho,
Se quer ajudar alguém, faça de coração e pensando no bem daquela pessoa,
Egoismo e falsidade são coisas desnecessárias e não fazem bem a ninguém,
Chega de intolerância, preconceitos e julgamentos precipitados,
Precisamos é de amor, paz e união,
Chega de drogas e de criminalidade,
A juventude precisa é de amor, carinho, cultura e educação,
Chega de corrupção em todos os sentidos,
Não interessa partido, pessoa ou grupo começou,
Isso faz mal a todos e merece prisão quem estiver envolvido,
Enfim, CHEGA DE TODAS AS FORMAS DE MALDADE.

Autor: Andrio Cardoso Pereira

GRANDE ABRAÇO, BOM FIM DE SEMANA!







quinta-feira, 25 de junho de 2015

SRS ESPECIAL: REFLEXÃO SOBRE NOSSA CULTURA


Olá caros leitores, tudo bem com você?

  Sou morador de Santa Rosa do Sul desde 1996, mesmo tendo nascido em outra cidade, aos poucos fui me identificando com a História e cultura do munícipio, agora fervoroso defensor da cultura local, uso desse blog para divulgar as tradições, História e manifestações culturais que acontecem aqui, além de ser membro do conselho de cultura e participar ativamente das atividades culturais que tem aqui, isso não é nenhuma novidade para quem me conhece.
 Em todos esses anos aqui e participando ativamente de inúmeros acontecimentos culturais, percebi que Santa Rosa do Sul é um fenômeno único em toda região, tem uma cultura maravilhosa e bastante diversificada, oriunda de inúmeras correntes imigratórias que passaram por aqui, sendo que cada comunidade tem suas peculiaridades, conseguindo manter vivas muitas tradições, tais como eram cultuadas nos tempos antigos.
Mesmo sendo um tempo onde muitas pessoas consomem uma cultura de fora e deixando de lado aquilo que temos aqui perto, a cultura de Santa Rosa do Sul é bastante viva, basta olhar a quantidade de eventos que nosso munícipio tem durante o ano, seja de caráter religioso, social, comunitário ou particular, todos eles têm alguma atração cultural, seja na parte musical, teatral, cinematográfica, artesanal, poética ou folclórica, e na maioria das vezes, acontecem naturalmente, fazendo parte da identidade cultural do povo sul santarosense.
É bastante compreensivo para moradores de Santa Rosa do Sul quando visitam outros munícipio catarinenses ou de qualquer outro lugar do Brasil, onde tem incontáveis espaços de cultura, eventos e museus no mesmo lugar, fique maravilhado, inclusive isso já aconteceu comigo uma infinidade de vezes, é normal, porém não podemos cair na bobagem de sair dizendo que aqui não tem nada, que somos um povo sem cultura e tantas outras besteiras que é melhor nem citar, pois temos sim espaços de cultura, temos um calendário de eventos e um museu, é evidente que temos poucos, mas temos que aproveitar ao máximo aquilo que tem disponível da melhor forma possível.
 Concordo plenamente quando se fala que o Poder Público tem que investir muito mais na cultura, sem desmerecer as ações que já estão sendo feitas, as quais eu ajudo também, são louváveis e feitas na medida do possível, mas a população tem um papel fundamental no processo cultural: fiscalizar, cobrar e principalmente ajudar que os patrimônios culturais tanto imateriais, naturais e materiais sejam preservados e que sejam dados continuidade, para que as próximas gerações possam desfrutar e também tenham a consciência de isso é importante e tem que ser continuado, pois faz parte da raiz cultural da cidade de Santa Rosa do Sul.
 Para encerrar essa breve reflexão sobre a cultura em Santa Rosa do Sul, antes de sair falando bobagem em redes sociais ou na rua, parem e olhem ao seu redor, a comunidade em que vivem, os tipos de festa (família, cultural, religiosa, cívica ou municipal), os costumes, o linguajar, as lendas, o artesanato, a História, enfim tudo que é peculiar, basta apenas isso para saber que o munícipio tem SIM cultura e que a missão de TODOS, é restaurar aquilo que está danificado, divulgar aquilo que existe e principalmente, dar continuidade a cultura, pois ela pertence a todo povo de Santa Rosa do Sul e merece cuidados especiais.

 Grande abraço, BOM FIM DE SEMANA, até a próxima!

quarta-feira, 24 de junho de 2015

POEMA: A PAZ E AMOR ESTÁ DENTRO DE CADA UM


A humanidade parece não aprender,
Sempre repetindo os mesmos erros,
Guerras, massacres ,destruição, preconceito, demonstrações excessivas de poder,
Até quando aprenderemos a História da pior forma?

Não queremos mais ter outros Holocaustos,
Bombas atômicas e 11 de setembro,
Chega de maldade, é hora de mudarmos o jogo,
A História tem que ser rescrita com flores e com alegria.

A paz e o amor está dentro de cada um de nós,
Se cada um de nós fizermos nossa parte,
Podemos transformar a Terra num paraíso.

Autor: Andrio Cardoso Pereira

terça-feira, 23 de junho de 2015

CINE HISTÓRIA: HOMEM SEM RUMO (1955)


FICHA TÉCNICA

Título Original Man Without a Star  
Duração: 89 min.
Ano: 1955
Diretor: King Vidor
País:  Estados Unidos
Idiomas disponíveis e legendas: Inglês e Português
Gênero: Faroeste/ Aventura/ Ação
Temática: Vida de Cowboy no Velho Oeste   

SINOPSE (Fonte: Cineplayers)

O caubói Dempsey Rae chega, depois de uma temporada perdido pela vida, ao rancho da bela rancheira Reed Bowman. Junto com o seu jovem e às vezes inapto amigo e braço-direito Jeff Jimson, ele resolve ficar no rancho e aceitar a proposta de trabalho de Reed - muito mais fascinado pela linda e desbocada chefe do que pelo trabalho em si. Mas quando Rae descobre que ele e seu colega foram contratados, na verdade, para cercar terrenos ilegalmente, ele resolve abandonar seu emprego e voltar-se para o lado dos pequenos e lesados rancheiros que foram roubados.

COMENTÁRIO

 Belíssimo faroeste realizado na década de 50 estrelado pelo grande astro Kirk Douglas, Homem sem Rumo é uma daquelas obras raras do cinema, com uma fotografia de tirar o fôlego explorando ao máximo as paisagens do Velho Oeste com todo vigor do Technicolor, trilha sonora bastante empolgante, uma trama que mistura aventura, romance e doses de humor, tudo com a direção afiada de King Vidor, mesmo diretor de clássicos como Guerra e Paz, O Grande Desfile, Salomão e a Rainha de Sabá, Duelo ao Sol e tantos outros. 
 Ambientado no sul dos Estados Unidos no século XIX, o filme mostra as transformações que o modo de vida rural passaram naquele período, como a chegada das ferrovias, a vinda de pessoas de outras regiões do país, a proliferação da violência e a dominação dos grandes fazendeiros sobre os pequenos (uma espécie de coronelismo), são alguns temas abordados na película,  sendo inspirado em uma estória escrita por Dee Lindford.
 Feito mais no intuito de divertir do que abordar questões mais profundas, Homem sem Rumo usa de forma magistral inúmeros clichês do gênero faroeste como o cowboy que se rebela contra a situação de opressão, fazendeiro ambicioso que busca o poder absoluto em uma cidade através da dominação e da violência, camponeses empobrecidos e explorados que lutam contra o algoz e o conflito por terras, sendo um filme indispensável para todos aqueles que gostam de uma boa estória ambientada no Velho Oeste cheia de aventura, ação e humor, um clássico do cinema.   

CLIQUE AQUI PARA ASSISTIR AO FILME

Grande abraço, BOM FILME, até a próxima!

segunda-feira, 22 de junho de 2015

LIVRO: O REGIME MILITAR BRASILEIRO (1964-1985) MARCOS NAPOLITANO


Olá caros leitores, tudo bem com vocês?

 Doutor em História Social pela USP, o professor e historiador Marcos Napolitano é um entusiasta do uso da cultura, televisão, cinema, música e das fontes históricas nas salas de aula, tendo inúmeros artigos e livros publicados no Brasil e no exterior, entre eles Como Usar o Cinema na Sala de Aula Como Usar a Televisão em Sala de Aula Cultura Brasileira: Utopia e Massificação (1950-1980) .
 Publicado pela primeira vez em 1998, O Regime Militar Brasileiro (1964-1985) é um dos primeiros livros publicados por Marcos Napolitano, sendo um grande sucesso editorial na época de seu lançamento, apresentando uma das temáticas a qual o historiador é especialista: a Ditadura Militar no Brasil, mostrando o que levou os militares ao poder em 1964, os desdobramentos, a resistência e as consequências desse período no setor político, social e cultural, além de mostrar os efeitos catastróficos  de toda essa época nos dias de hoje.
 Escrito numa linguagem bastante simples e objetiva, sem abusar em questões ideológicas, é uma obra muito oportuna para as novas gerações que não vivenciaram esse período, fazendo relações bem legais de ontem e do hoje, apresentando os principais fatos  ocorridos entre 1964 a 1985, além de fazer uma denúncia consistente aos atos violentos de repressão ocorridos nessa época, tornando um livro essencial para todos aqueles que querem conhecer esse período turbulento da História do Brasil de forma rápida e de fácil entendimento.

Grande abraço, BOA LEITURA, até a próxima. 

domingo, 21 de junho de 2015

A MÚSICA E A HISTÓRIA: LAGO VERDE AZUL


Olá caros leitores, tudo bem com vocês?

 Quando se fala em música gauchesca, a dupla Oswaldir & Carlos Magrão é uma das referências obrigatórias, devido sua afinação, repertório variado que une nativismo, rock e MPB, além cantar grandes clássicos da música gaucha com novas roupagens e músicas próprias trazendo emotividade, carisma, nostalgia e bom humor, sendo essas a marca registrada dessa dupla.
 Lançado em 1998, Lago Verde Azul faz parte do álbum de mesmo nome, é um dos grandes sucessos da dupla, reconta um episódio vivido durante a infância de um deles, que vivia passeando próximo a famosa Lagoa dos Patos, fazendo uma homenagem linda a esse patrimônio natural do sul do Brasil, localizado no Rio Grande do Sul, além descrever as belezas naturais, considerando um grande tesouro, o qual merece ser preservado. Confiram  um vídeo com essa música bonita, prestem atenção na letra:


Grande abraço, BOA SEMANA, até a próxima!   

sábado, 20 de junho de 2015

RETRÔ: PICA-PAU


Olá caros leitores, tudo bem com vocês?

Criado em 1940 pelo cartunista estadunidense Walter Lantz, o Pica-Pau (Woody Woodpecker) é um dos personagens mais populares dos desenhos animados, sendo exibido até os dias de hoje na televisão, sempre conquistando as crianças com suas maluquices e trapalhadas.
 Segundo o próprio Lantz, a inspiração para a criação do personagem foi a sua lua-de-mel em Sherwood Lake, na Califórnia, onde a paz dele e de sua esposa era interrompida inúmeras vezes por um pica-pau barulhento, que ficava bicando o teto do quarto. Logicamente, essa estória da criação está envolto em lendas, pois Lantz sempre acrescentava um elemento novo cada vez que contava ela.
A primeira aparição do Pica-Pau foi em um curta-metragem do Andy Panda, lançado em 1940 e conhecido no Brasil como Pica-Pau Ataca Novamente (Knock Knock), onde o Pica-Pau infernizava a vida do pai do Andy Panda.
 Inesperadamente, o Pica-Pau acabou conquistando o público mesmo sendo o antagonista do curta, obrigando Lantz a produzir um desenho próprio para o Pica Pau, e em 1941 ganha seu primeiro desenho exclusivo, conhecido como Pica-Pau Biruta (The Craked Nut), onde o nosso herói é tachado de louco pelos bichinhos da floresta, que acabam mandando-o para um psiquiatria. 
 O sucesso do curta foi grandioso, a ponto de transformar o Pica-Pau imediatamente num astro dos desenhos animados, que Walter Lantz realizou curtas dele por 32 anos, obtendo cada vez mais popularidade. Em 1957, foi exibida pela primeira vez na televisão os desenhos do Pica-Pau. Em 1972, forma feito os últimos curtas do personagem. No começo dos anos 2000, foi produzido uma nova série do Pica-Pau, recheada de elementos novos, porém com as características clássicas do personagem.
 Além do comportamento anárquico e maluco, o Pica-Pau é um anti-herói, ou seja ele é carismático e engraçado, porém passa a perna em todos, comete delitos, quebra pau com todos e absolutamente nada o consegue impedir de fazer suas travessuras e de se dar bem em todas as situações. Conforme a passagem do tempo, o personagem foi mudando de comportamento, de cor e de formas, mas sempre sendo hilariante e completamente biruta.
 Um das características mais lembradas do Pica-Pau sem dúvida é a sua risada maluca e estridente, a qual permanece inigualável. Foi feita por Mel Blanc (dublador da Turma do Pernalonga). No Brasil, houveram diversos dubladores como Garcia Júnior (dubador brasileiro oficial do ator Arnold Schwarzenegger) e Olney Cazarré.
 Atualmente, o desenho do Pica-Pau é constantemente exibido na emissora Rede Record nos fins de semana, tantos antigos como os da nova série, fazendo a alegria das novas gerações e dos fãs mais nostálgicos, que se divertem com as trapalhadas do personagem mais biruta e divertido dos desenhos animados. Assista abaixo uma seleção divertida de episódios do Pica-Pau, confiram:



Grande abraço, BOA SEMANA, ATÉ A PRÓXIMA.

sexta-feira, 19 de junho de 2015

POEMA: IMIGRANTES E EMIGRANTES


Vindo de várias partes do mundo e do próprio país,
Buscam melhores condições de vida,
Refugiados de guerras, da fome, da pobreza e de catástrofes naturais,
Enfrentaram os perigos de uma viagem marítima, área ou rodoviária, 
Desbravaram selvas, enfrentando os perigos e os preconceitos,
Ergueram cidades, construíram máquinas para suprir suas necessidades,
Deixaram um inestimável legado cultural,
Sua História chega até os dias de hoje,
É um processo que nunca acaba, só muda as formas,
Muita gente continua a chegar de fora,
Seja aquelas pessoas que migram de uma região para outra do mesmo país, os emigrantes,
Ou aqueles que vem de um país para outro, os imigrantes,
Precisam respeitados, pois cada um contribuiu da sua maneira,
Para construir esse país em que vivemos hoje.

Autor: Andrio Cardoso Pereira

BOM FIM DE SEMANA, GRANDE ABRAÇO!



quinta-feira, 18 de junho de 2015

SRS ESPECIAL: FESTA JUNINA EMEMBARA PEROBA (12/06/2015)


Olá caros leitores, tudo bem com você?

 No Brasil, o mês de junho é tradicionalmente conhecido por causa das tradicionais festas juninas, que fazem alusão as santos mais populares da Igreja Católica, Santo Antônio, São Pedro, São Paulo e especialmente  a São João, sendo realizadas em diversos lugares do país.
 Em Santa Rosa do Sul, não é diferente, as festas juninas são muito populares a bastante tempo, realizadas pelas escolas, instituições, igrejas e em algumas ocasiões, pela prefeitura municipal, sempre atraindo um grande publico.
 Aconteceu na última sexta, dia 12 de junho, na aconchegante comunidade de Peroba, uma das festas juninas escolares mais tradicionais de Santa Rosa do Sul, a Festa Junina da Escola Municipal de Ensino Básico Ana Regis Arantes (também conhecida como EMEMBARA), atraindo uma grande multidão, mesmo com o forte frio.
 Como já é de costume nas festas dessa escola, as atrações culturais e folclóricas estiveram presentes, mostrando os talentos de toda a comunidade, com apresentações musicais, danças, peças teatrais, desfiles e casamento do Jeca, além é claro, de deliciar as tradicionais comidas típicas de festa junina, com as famosas barraquinhas, que tinham também jogos como a pescaria, onde as crianças ganham presentes bastante legais, como brinquedos e materiais escolares.
Com toda certeza, o grande momento da festa foi a apresentação do Boi-de-Mamão, folguedo oriundo das antigas tradições açorianas, união cantoria, dança, folclore e teatro popular, contando a estória de Mateus e sua esposa Moreninha, que está grávida e sente desejo de comer o boi de estimação da família, então o animal é sacrificado, porém com a ajuda de uma benzedeira, o boi ressuscita, havendo uma grande festa, onde surgem personagens como o cavalinho, a cabra, macaco, ursos, a Maricota, a bernúncia (espécie de dragão) e tantos outros, todo realizado por alunos da própria escola Ana Regis Arantes.
  Mantendo a cultura da comunidade de Peroba praticamente intacta, mesmo com a passagem do tempo, a Festa Junina da escola Ana Regis Arantes é um exemplo  de uma comunidade escolar unida, que trabalha todo mundo em prol do evento, o qual mostra ser maior a cada ano que passa, é mais um exemplo claro a todas comunidades de Santa Rosa do Sul, quando une forças em prol da cultura, educação e diversão, para um propósito do bem, no caso melhorias para a escola, as coisas acontecem de maneira positiva, a tal ponto que deixa de ser uma simples festa, transformando em um importante evento do calendário cultural de Santa Rosa do Sul.

Grande abraço, BOM FIM DE SEMANA, até a próxima! 


   

quarta-feira, 17 de junho de 2015

POEMA: A VIDA CONTINUA


Precisamos de força para seguir a nossa vida em frente,
Por mais que seja dolorido perder alguém que amamos,
Não podemos perder a esperança em dias maravilhosos,
As lágrimas vão cessar, a alegria retornará aos nossos rostos,
Aqueles que já partiram iluminam nossos caminhos,
Nos protegem dos perigos que surgem,
Nos inspiram com seus exemplos de vida,
É inevitável que ficaremos com saudades,
Mas temos que tocar o barco,
Um dia a gente chega, no outro a gente vai embora,
Como dizia uma velha canção,
Assim é a vida,  ora maravilhosa, ora dolorida,
A única única que nos resta a fazer:
Consolar nossos corações, 
Manter a memória viva das coisas positivas que essas pessoas fizeram,
Jamais perder a esperança, a solidariedade, a alegria e o foco na vida,
Pois a vida continua e temos muito a percorrer,
Aqueles que partiram, jamais serão esquecidos e lembrados com alegria.

Autor: Andrio Cardoso Pereira


Olá caros leitores, tudo bem com vocês?

Quero dedicar a versos aos meus tios José Cardoso e Lores Aguiar, que infelizmente recentemente faleceram, mas continuam vivos nos corações de toda família, e também a todos parentes e amigos que não estão mais entre nós, também continuaram vivos em nossos corações e que iluminem os nossos caminhos.

Grande abraço a todos, até a próxima.






terça-feira, 16 de junho de 2015

CINE HISTÓRIA: DETONA RALPH (2013)


FICHA TÉCNICA

Título Original Wreck-It Ralph
Duração: 108 min.
Ano: 2013
Diretor: Rich Moore
País:  Estados Unidos
Idiomas disponíveis e legendas: Inglês e Português
Gênero: Animação/ Aventura/ Comédia 
Temática: Mundo dos Videogames  

SINOPSE (Fonte: Adoro Cinema)

Ralph (John C. Reilly) é o vilão de Conserta Félix Jr., um popular jogo de fliperama que está completando 30 anos. Apesar de cumprir suas tarefas à perfeição, Ralph gostaria de receber uma atenção maior de Felix Jr. (Jack McBrayer) e os demais habitantes do jogo, que nunca o convidam para festas e nem mesmo o tratam bem. Para provar que merece tamanha atenção, ele promete que voltará ao jogo com uma medalha de herói no peito, no intuito de mostrar seu valor. É o início da peregrinação de Ralph por outros jogos, em busca de um meio de obter sua sonhada medalha. 


COMENTÁRIO

 Nova animação dos estúdios Disney, Detona Ralph é uma aventura agitada, baseada no universo dos videogames, temática a qual a Disney almejava fazer um filme desde os anos 80, porém somente agora, com novas tecnologias de computação gráfica, foi possível realizar esse antigo sonho do estúdio de animação mais famoso do mundo.
 Detona Ralph traz ao espectador todo o clima retrô dos jogos eletrônicos, apresentando a estória de um vilão cansando de ser malvado, tenta provar aos outros personagens do fliperama que pode ser herói, entrando em outros jogos, mostrando seu valor e que tem sentimentos, passando por uma mudança em sua vida.
Usando efeitos especiais e sonoros dos jogos originais, o filme é um belíssimo passeio visual pelo mundo dos games, até mostrando de forma lúdica como eles funcionam na prática, explicando de forma divertida o que é uma pane nos jogos, tornando a animação muito interessante.
 Fazendo uma homenagem aos clássicos dos games, Detona Ralph faz inúmeras referências a jogos e a participações especiais de personagens de games como Pac Man, Street Fighter, Sonic, Altered Beast, Final Fantasy, Super Mario Bros, Donkey Kong, Dig Dug, Frogger,  Metal Gear e muitos outros, fazendo a alegria dos nostálgicos fãs de videogame.
 Como é de costumes nos filmes de animação da Disney, o tom de fábula predomina, mostrando que uma pessoa, mesmo tendo aparência mau encarada, pode ter bons sentimentos e que a amizade deve prevalecer sempre, em todas as situações.  Sem dúvida, esse vai vai agradar tanto crianças como adultos, pois não existe idade para gostar de jogos de videogame. Assistam o filme abaixo:


Grande abraço, BOM FILME, até a próxima!

segunda-feira, 15 de junho de 2015

LIVRO: HENRIQUE V- WILLIAN SHAKESPEARE


Olá caros leitores, tudo bem com vocês?

 Um dos maiores dramaturgos da História da literatura universal, Willian Shakespeare (1564-1616) dispensa qualquer apresentação, suas peças são encenadas até os dias de hoje, tendo diversas adaptações em livros, televisão, cinema e no teatro, como Romeu e Julieta, Hamlet, Macbeth, Rei Lear, Sonho de uma Noite de Verão e tantas outras, consideradas clássicos e de leitura obrigatória nas universidades de todo o mundo.
 Publicada e encenada provavelmente em 1599, Henrique V é um drama épico que narra episódios da vida do rei Henrique V, que reinou a Inglaterra no início do século XV, sendo responsável pela vitória dos ingleses  na sangrenta batalha de Azincourt em 25 de outubro de 1415, durante a famosa Guerra dos Cem Anos (1335-1453), o qual combateu os franceses, devido a questões territoriais, sendo o episódio que marca boa parte do enredo da peça.
 Ambientada no fim do período medieval na Europa, essa obra tem o tom épico e heróico das guerras daquele período, mostra as intrigas palacianas, um rei absoluto destinado a vencer uma batalha mesmo estando em enorme desvantagem , o sentimento de nacionalidade e a rivalidade entre os reinos europeus,são temas dessa peça que traz consigo temas tão atuais como o senso de dever, a honra e a luta por um ideal, transformam-a em um clássico atemporal do teatro e da literatura universal.

Grande abraço, BOA LEITURA, até próxima.   

domingo, 14 de junho de 2015

A MÚSICA E A HISTÓRIA: POEIRA DA ESTRADA- JOÃO PAULO & DANIEL



Olá caros leitores, tudo bem com vocês?

 Dupla sertaneja formada na cidade de Brotas em São Paulo, João Paulo & Daniel fizeram muito sucesso nas décadas de 80 e 90, batendo recordes de vendas de discos, em apresentações na televisão e muitos hits de sucesso, tendo um estilo que mistura sertanejo de raiz com pop romântico. Infelizmente em 1997, João Paulo veio a falecer, vítima de um grave acidente de carro, encerrando assim a dupla, porém Daniel continuou em carreira solo, mantendo o velho estilo que ele cantava junto com João Paulo, estando sempre presente nas paradas de sucesso.
 Lançada em 1997 no último álbum de estúdio lançado pela dupla, Poeira da Estrada é uma canção emocionante, que relata a estória de um velho boiadeiro do interior brasileiro, que relembra seu passado ao olhar seu antigo laço dentro de um baú, onde a estrada era de chão batido chegando a levantar poeira para cima, mas vê tristemente que seu modo de vida acabou graças ao progresso, onde a estrada acabou sendo asfaltada e trocam o cavalo pelo caminhão, sendo as festas de peão de boiadeiro o único resquício de seu cultura que conseguiu sobreviver a modernidade. Confiram abaixo um vídeo com essa música, prestem atenção na letra: 

Grande abraço, BOA SEMANA, até a próxima.  

sábado, 13 de junho de 2015

RETRÔ: RAUL SEIXAS



Olá caros leitores, tudo bem com vocês?

 Quem nunca ouviu ou cantarolou sucessos Gita, Rock das Aranhas ou Sociedade Alternativa? Ou simplesmente ouviu ou gritou a famosa frase, a qual não escapa de nenhum show de rock: TOCA RAUL? Pois bem o autor dessas canções se chama Raul Seixas, um dos pioneiros na formação do Rock'n'Roll do Brasil, um verdadeiro ícone da música brasileira, criando uma vasta discografia de sucesso.
  Nascido no dia 28 de junho de 1945, na cidade de Salvador, Bahia, Raul Seixas começou sua carreira nos anos 60 com a banda Raulzito & Os Panteras, gravando apenas um disco, mas acabou sendo um fracasso de vendas.
  Somente em 1972 consegue obter projeção nacional participando do Festival Internacional da Canção com a canção Let Me Sing, Let Me Sing, daí em diante nunca mais parou de fazer sucesso, batendo todos os recordes de vendas de disco, sendo insuperáveis até hoje.
  No ano de 1973, Raul Seixas conhece o hoje renomado escritor Paulo Coelho, iniciando uma longa parceria, escrevendo inúmeras canções inesquecíveis, as quais são incorporadas no cancioneiro popular brasileiro.
   Misturando a energia contagiante do rock com elementos da música nordestina, ocultismo, misticismo, movimento hippie e filosofia oriental, Raul Seixas criou canções irreverentes, inteligentes, provocativas e filosóficas, muitas das quais foram censuradas pelos órgãos de repressão do Regime Militar (1964-1985), acusadas descriminadamente de serem subversivas.
   Inspirando no pensamento do famoso mago britânico Aliester Crowley, velho conhecido do mundo do rock, Raulzito criou a irreverente Sociedade Alternativa, baseada em uma de suas canções de maior sucesso, com o lema "faça tudo o que tu queres, há de ser tudo da lei". Devido as letras e a criação dessa sociedade, teve que se exiliar nos Estados Unidos até passar o período mais violento da ditadura, mas isso não impediu de continuar fazendo sucesso.
   A partir de 1978, Raul Seixas começa a ter problemas de saúde, devido ao consumo exagerado de bebidas alcoólicas e de drogas, ficando progressivamente debilitado, realizando alguns shows e participações na televisão, até que no dia 21 de agosto de 1989, acaba falecendo com apenas 44 anos, causando uma grande comoção nacional.
   É inegável a contribuição de Raul Seixas na MPB, devido a suas letras inovadoras, influenciando inúmeros cantores e bandas de rock do Brasil, tamanha a influência havendo inclusive tributos e show em homenagem, alguns inclusive gravados em DVD ou vídeos espalhados no Youtube.
   Recentemente foi lançado o filme O Início, o Fim e o Meio, belíssimo documentário o qual conta a vida e obra de Raul Seixas com diversos depoimentos do próprio Raulzito e de pessoas que conviveram com ele e fãs, apresentando também os grande sucessos de sua carreira, um filme indispensável para quem é fã ou quer conhecer sua obra profundamente. Para matar a saudade, abaixo uma coletânea de sucessos do eterno Maluco Beleza, confiram:


Grande abraço, BOA SEMANA, até a próxima.

sexta-feira, 12 de junho de 2015

POEMA: O PODER É CADA UM DE NÓS



Não preciso de nenhuma falsa ideologia,
Sou feliz sem elas por perto,
A inteligência sim, transforma pessoas,
Temos que evitar todo tipo de ilusão.

Dá vergonha de ver hoje como as coisas estão,
As coisas estão cada vez piores,
O mundo é tão bonito,
É a hora de arrumar essa bagunça.

Precisamos ouvir mais a voz da verdade,
Invés de ficar agindo sem pensar,
Fazendo besterias e quebrando a cara.

Danem-se os falsos moralismos,
Temos que lutar por liberdade,
Provar que o poder é cada um de nós.

Autor: Andrio Cardoso Pereira

BOM FIM DE SEMANA, GRANDE ABRAÇO

quinta-feira, 11 de junho de 2015

SRS ESPECIAL: MUSEU DO INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE



Olá caros leitores, tudo bem com vocês?

 Apesar de ser muito clichê, gostaria de fazer uma pergunta bem direta a todos meus conterrâneos e aos leitores desse blog: existe algum museu em Santa Rosa do Sul?  Se você respondeu que NÃO, sinto muito em informar que você está redondamente enganado, pois EXISTE SIM, está localizado no campus do Instituto Federal Catarinense, na comunidade de Vila Nova. Atualmente ele é coordenado pela historiadora e doutoranda em Museologia  Jaqueline Gallina.  
 Criado em 2011, o Museu do IFC  abriga um acervo permanente relativo a História da instituição, desde instalação da Escola Agrotécnica Federal de Sombrio (antigo EAFS) até os dias de hoje como Instituto Federal Catarinense de Santa Rosa do Sul, instrumentos que representam o trabalho e a cultura do trabalhador rural de nossa região, uma coleção de caixas de fósforos antigas, mas também recebe exposições renomadas, sempre com questões históricas e culturais da região ou de âmbito nacional e mundial.
 A última exposição recebida pelo Museu do IFC foi Carinhos D'Alma, da artista plástica mineira Patricia Krug, que ficou exposto do dia 03 de março até o dia 09 de junho desse ano, qual são expostos quadros onde a artista retrata sua visão do mundo, além de ser uma terapia para o sofrimento que Patricia Krug por ser portadora de doenças crônicas, todos com muito colorido e de grande beleza artística. Indo de encontro com as obras, a exposição organizada no museu trouxe o temática da acessibilidade, sendo adaptada para pessoas com necessidades especiais, sendo promovido diversas atividades de inclusão social, cultural e artística.  Confirma abaixo  alguns imagens dessa maravilhosa exposição:




 Junto com o museu, há salas bastante especiais, onde são realizadas oficinas conforme a exposição que está acontecendo, no intuito das pessoas interagirem mais com os temas expostos, adquirindo conhecimento de uma forma bem divertida, sendo um complemento importante de cada exposição, fazendo o visitante ter uma experiência nova a cada exposição.
Para encerrar essa postagem especial, quero agradecer a professora Jaqueline por me receber e por me autorizar a realização desse informativo, MUITO OBRIGADO, a partir de agora, a cada nova exposição do Museu do IFC, o Blog do Professor Andrio irá fazer um informativo e postar aqui, pois temos que valorizar esse espaço, pois até o momento é o único museu em Santa Rosa do Sul, merece o apoio de todos sul santarosenses, ele representa boa parte da História e da cultura de nosso munícipio, além é claro da visita nas exposições, um espaço o qual merece reconhecimento e da presença de toda a comunidade, cultura faz bem pra alma e para o coração.

Grande abraço, BOM FIM DE SEMANA, ATÉ A PRÓXIMA. 

POEMA: BASTA VIVER E PONTO FINAL


Nunca prometa aquilo que você não vai cumprir,
Não se envolva em missões que não vai conseguir chegar ao objetivo,
Se for falar besteira, melhor ficar de boca fechada,
Se sabe onde mora o perigo, simplesmente não vá,
Evite todo tipo de exagero, pois quem exagera chato fica,
Não tenha pressa, use o tempo que for necessário,
Pense muito antes de tomar qualquer atitude,
Pois existem erros que a vida não perdoa,
Depois fica complicado e dolorido para recuperar,
Gaste seu tempo com coisas boas,
A vida é curta para ficarmos parados com besteiras,
Dê um chega para lá na depressão, drogas, violência, politicagem e pessimismo,
Distribua alegria, amor, paz e solidariedade,
Participe das atividades culturais e sociais de onde vive,
Ajude ao próximo, não seja egoísta,
Faça a diferença, seja exemplo,
O mundo não para de girar, então 
Para viver, não precisa de livros de auto-ajuda,
Basta viver e ponto final.


Autor: Andrio Cardoso Pereira







terça-feira, 9 de junho de 2015

CINE-HISTÓRIA: KUNG FURY (2015)



FICHA TÉCNICA

Título OriginalKung Fury
Duração: 31 min.
Ano: 2015
Diretor:  David Sandberg 
País:  Suécia
Idiomas disponíveis e legendas: Inglês e Português
Gênero: Aventura/ Ação/ Artes Marciais/ Comédia/ Fantasia
Temática: Cultura Pop Década de 80

SINOPSE (Fonte: Adoro Cinema)

No filme online Kung Fury, Sandberg interpreta o personagem-título, um policial durão especialista em artes marciais que volta no tempo para enfrentar o “Kung Führer”, Adolf Hitler. Durante a viagem, ele ainda passa por tempos pré-históricos, encontra vikings, o deus do trovão nórdico e é auxiliado pelo seu parceiro, o Triceracop.

COMENTÁRIO

 Grande sensação no Festival de Cannes em 2015, Kung Fury é um filme no formato média-metragem lançado diretamente para a internet, dirigido e estrelado por David Sandberg, é fruto de uma campanha de financiamento no site KickStarter, com objetivo de arrecadar cerca de US$ 200 mil, para produzir o filme, conseguindo arrecadar US$ 630 mil com o apoio de 17 mil colaboradores, além de conquistar rapidamente uma verdadeira legião de fãs no mundo todo.
Fugindo totalmente da seriedade e de questões filosóficas ou científicas, Kung Fury é uma daquelas obras que se apegam fortemente na diversão e na na nostalgia, lembrando muito aqueles filmes que passavam na Sessão da Tarde ou no Cinema em Casa antigamente, sem fazer uma propaganda gigantesca de marketing (coisa comum no cinema atualmente), apostando em um enredo curto e simples, onde a ação e a aventura sejam incessantes nos 30 minutos de duração da obra.
 Todo filmado num aspecto retrô, assemelhando as antigas fitas VHS (graças a efeitos modernos de computação gráfica, é claro), esse filme é uma grande homenagem a cultura pop da década de 80, tanto que o filme é ambientado na cidade de Miami de 1985, onde a criminalidade tomou conta da cidade, a polícia não consegue conter, somente um policial chamado Kung Fury, um especialista em artes marciais com habilidades especiais, pode proteger a cidade dos malfeitores, mas acaba se envolvendo em uma aventura fantástica, para salvar o destino da humanidade.
 Recheada de clichês típicos dos filmes de ação e aventura da década de 80 com direto a divertidas frases de efeito e situações que beiram o surrealismo, Kung Fury é um espetáculo visual divertido, une elementos históricos completamente distantes uns dos outros como dinossauros, monges Shaolin, ninjas, robôs, vikings e nazistas no mesmo contexto, sem se preocupar com explicações historiográficas, somente em causar nostalgia e boas risadas no espectador.
 Sendo uma verdadeira concha de retalhos, o filme faz referências a desenhos animados, séries como Super Máquina, SOS Malibu e Miami Vice, filmes como Robocop, De Volta Para o Futuro, O Exterminador do Futuro, Conan o Bárbaro, Rambo, American Ninja, Aventureiros do Bairro Proibido, 2001: Uma Odisséia No Espaço, Um Tira da Pesada e também a games como Final Fight, Streets of Rage, Street Fighter, Mortal Kombat e Double Dragon, na trilha sonora toda inspirada no Pop Rock da época, tem a participação mais do que especial do cantor e ator  David Hasselhoff que canta a canção tema True Survivor , que faz um ponta muito bacana no filme, enfim são inúmeras referências a cultura pop oitentista, que seria necessário um livro grande para elencar, sendo isso o segredo do grande sucesso que esse filme está fazendo nas últimas semanas. Outra coisa bastante legal relativo ao filme é que foi produzido um game inspirado em Kung Fury, com todo o visual retrô que o filme tem, exclusivo para celulares e tablets, basta procurar, vale a pena, diversão garantida para quem curte games.
 Mesmo sendo uma estória bem previsível onde o bem vencerá o mal de forma triunfal, onde a fantasia ganha níveis estratosféricos, Kung Fury é um exemplo claro de como um filme feito apenas para divertir e relembrara de uma época inesquecível de forma totalmente independente pode fazer muito sucesso, tanto que vivemos uma época onde as pessoas gostam demais da cultura retrô mesmo num mar de tantas novidades e também que é possível lançar e fazer sucesso uma obra cinematográfica ou série diretamente na internet, invés do cinema ou Home Vídeo (DVD ou Blu Ray), um filme que veio para matar a saudade e celebrar  a cultura pop dos anos 80.
 
    CLIQUE AQUI PARA ASSISTIR

Grande abraço, BOA SESSÃO, até a próxima.

LIVRO: O SOL É PARA TODOS- HARPER LEE


Olá caros leitores tudo bem com vocês?

Grande escritora estadunidense, Harper Lee ficou conhecida mundialmente por publicar contos e romances por ser fortemente crítica as injustiças raciais ocorridas no sul dos Estados Unidos, graças a preconceituosa política racial daquela região, além de sua amizade com o também famoso escritor e dramaturgo Truman Capote (1924-1984), sendo inclusive agraciada em 2007 com o prêmio Medalha Presidencial da Liberdade dos Estados Unidos.
 Publicada em 1960, O Sol é Para Todos é uma das obras-primas de Harper Lee, sendo inclusive adaptada brilhantemente para o cinema, a trama se passa na década de 1930, conta a estória de uma família de um advogado, que sofre represálias de uma pequena cidade do sul dos Estados Unidos por defender um jovem afro-americano acusado de estuprar uma jovem branca, mesmo sendo evidente a inocência dele.
 Baseando-se em memórias de sua infância e de fatos históricos verídicos, esse livro é uma grandiosa denuncia contra o racismo presente na sociedade sulista dos Estados Unidos, onde impera a violência, o preconceito e a mentira, além de ser um elogio aos advogados, lideranças jurídicas, sociais, religiosas ou culturais que levantaram sua voz a favor de uma sociedade mais justa e igualitária, a qual brancos e negros pudessem viver em paz e harmonia, tornando inspiração para os movimentos sociais que iriam eclodir ainda nos anos 60, um livro tão atual e forte que transformou-se em um clássico da literatura mundial.

Grande abraço, BOA LEITURA, até a próxima. 

segunda-feira, 8 de junho de 2015

A MÚSICA E A HISTÓRIA: ÍNDIOS- LEGIÃO URBANA


Olá caros leitores, tudo bem com vocês?

Banda formada em Brasília, liderada pelo grande poeta Renato Russo, a Legião Urbana foi um sucesso tremendo do Rock brasileiro nas décadas de 80 e 90, sempre fazendo um som que unia poesia romântica, letras politizadas e instrumental que mistura ritmos como o punk, new wave, folk, rock, reggae, ska e MPB, fazendo uma verdadeira legião de fãs até os dias de hoje.
Lançada em 1986, Índios faz parte do álbum Dois, é outro grande sucesso do Legião Urbana, essa canção faz um apelo humanista a favor da proteção dos povos indígenas brasileiros, que sofrem situações de perseguição e assassinato no interior do Brasil, graças aos interesses dos grandes fazendeiros ou empresários, sendo mais fácil esconder essa realidade cruel, mentindo descaradamente que tudo está bem e que não existem matança de índios, sendo uma crítica impiedosa a falsidade humana. Confiram abaixo um vídeo com essa canção, prestem atenção na letra:



Grande abraço, BOA SEMANA A TODOS, até a próxima!    

sábado, 6 de junho de 2015

SRS ESPECIAL: FESTA JUNINA DO M.C.C. (06/06/2015)


Olá caros leitores, tudo bem com vocês?

 No Brasil, o mês de junho é tradicionalmente conhecido por causa das tradicionais festas juninas, que fazem alusão as santos mais populares da Igreja Católica, Santo Antônio, São Pedro, São Paulo e especialmente  a São João, sendo realizadas em diversos lugares do país.
 Em Santa Rosa do Sul, não é diferente, as festas juninas são muito populares a bastante tempo, realizadas pelas escolas, instituições, igrejas e em algumas ocasiões, pela prefeitura municipal, sempre atraindo um grande publico.
 Aconteceu no último sábado (06/06) no salão paroquial da igreja Matriz Santa Rosa de Lima, a Festa Junina do Movimento de Cursilho de Cristandade (M.C.C.), organizado por todas as comunidades católicas junto com diversas entidades do nosso município, animando o sábado a noite, cada comunidade e entidade montou sua barraca conforme seus costumes e cultura, relembrando as antigas Festas Juninas de Santa Rosa do Sul,. 
  Abrindo espaço para os mais variados tipos de atrações, a festa contou com a presença de um grande público, a qual se divertiu com diversas apresentações musicais, danças, peças teatrais, desfiles das miss Jeca e casamento do Jeca, além é claro, de deliciar as tradicionais comidas típicas de festa junina, fazendo parte da cultura de Santa Rosa do Sul. Confiram abaixo um vídeo com os melhores momentos da festa, confiram:



Um grande abraço, BOA SEMANA, até a próxima.

CINE HISTÓRIA: O LABIRINTO DO FAUNO (2006)


FICHA TÉCNICA

Título OriginalEl Laberinto del Fauno
Duração: 118 min.
Ano: 2006
Diretor:  Guilherme del Toro
País:  Espanha/ México
Idiomas disponíveis e legendas: Espanhol e Português
Gênero: Suspense/ Terror/ Fantasia/Aventura/ Guerra/ Drama Histórico
Temática: Guerra Civil Espanhola/ Segunda Guerra Mundial/ Ditadura Franquista

SINOPSE (Fonte: Adoro Cinema)

Espanha, 1944. Oficialmente a Guerra Civil já terminou, mas um grupo de rebeldes ainda luta nas montanhas ao norte de Navarra. Ofelia (Ivana Baquero), de 10 anos, muda-se para a região com sua mãe, Carmen (Ariadna Gil). Lá as espera seu novo padrasto, um oficial fascista que luta para exterminar os guerrilheiros da localidade. Solitária, a menina logo descobre a amizade de Mercedes (Maribel Verdú), jovem cozinheira da casa, que serve de contato secreto dos rebeldes. Além disso, em seus passeios pelo jardim da imensa mansão em que moram, Ofelia descobre um labirinto que faz com que todo um mundo de fantasias se abra, trazendo consequências para todos à sua volta.

COMENTÁRIO

 Superprodução dirigida por Guilherme del Toro, O Labirinto do Fauno é um filme belíssimo em todos os sentidos, além de efeitos especiais impressionantes, uma fotografia assustadora, trilha sonora emocionante, elenco convincente e uma trama que oscila entre fantasia e realidade, sendo agraciado por três Oscars, transformando em um dos melhores filmes de língua espanhola dos últimos tempos.
 Tendo protagonista uma menina de 10 anos, a trama do filme é totalmente focada na visão que ela tem da realidade que a cerca, sendo que as coisas fantásticas que acontecem são fruto da sua imaginação, uma forma de fugir da brutalidade em que ela vive, atingindo em todas pessoas que convivem com ela, de uma forma positiva ou negativa.
 Tem como pano de fundo a Guerra Civil Espanhola e a Segunda Guerra Mundial, momentos históricos os quais a Espanha viveu períodos de intensa violência e perseguições políticas, a trama do filme pode ser dividida em duas partes, as quais acontecem ao mesmo tempo e são muito importantes para o desfecho final: fantasia e realidade.
 Na parte fantástica, o diretor usa demasiadamente os mitos antigos, contos de fadas, rituais de magia e elementos de filmes de terror, criando a atmosfera tenebrosa da obra. No mundo fantástico, as criaturas mágicas sem reflexos daquilo que Ofelia gostaria de viver, um mundo de aventuras e sem sofrimento, onde os perigos fossem só do fruto de sua imaginação.
 A parte realística, indo de encontro ao contexto histórico da trama, mostra o verdadeiro monstro da trama, um oficial franquista muito sádico, que adora torturar de forma cruel e matar a sangue frio os prisioneiros do guerra e pessoas que não obedecem suas ordens, além de ser autoritário, impiedoso e extremamente egoísta, fazendo todas as pessoas ao redor sentirem repulsa e medo, levando um rastro de destruição e sofrimento onde passa.
 Mesmo com um final inesperado e chocante, O Labirinto do Fauno é um filme emocionante e recheado de significados, uma fábula que crítica impiedosa a todo tipo de autoritarismo, mostra que os verdadeiros monstros são reais, de carne e osso e vivem sob a sombra de ideologias políticas violentas e que sempre o bem vencerá o mal, seja no mundo da fantasia ou não. Confirma abaixo o filme na integra:


Grande abraço, BOA SESSÃO, até a próxima.

quinta-feira, 4 de junho de 2015

SRS ESPECIAL: CORPUS CHRISTI (04/06/2015)


Olá caros leitores, tudo bem com vocês?

  O dia 04 de junho foi muito especial e festivo em Santa Rosa  do Sul, dia de Corpus Christi, festa comemorada 60 dias após a Páscoa, baseada em antigas tradições bíblicas, mas foi instituída com objetivo de celebrar o corpo e o sangue de Jesus Cristo, além da passagem do Espírito Santo na Terra, sendo feriado religioso no mundo católico.
 Desde os tempos mais antigos, em Santa Rosa do Sul tem como tradição no dia de Corpus Christi, confeccionar os tapetes nas ruas principais da cidade, onde o padre passa com a Eucaristia durante a procissão, chegando até a igreja matriz, onde é celebrada uma missa solene em honra ao corpo e sangue de Jesus Cristo, além de relembrar a passagem do Espírito santo pela terra.
 Além de tintas das mais variadas cores, aqui em Santa Rosa do sul costuma-se usar como material para confecção dos tapetes, serragem, sipilho, areia, flores, pó de café, giz, farinha, papel, e em alguns casos, agasalhos, bandeiras. Os desenhos variam com os costumes de cada grupo que confecciona, mas na grande maioria são temas religiosos e da cultura luso-açoriana.
Os tapetes são feitos pela população local que se reúne nas primeira horas da manhã para iniciar a confecção, sendo um dia de muita descontração, troca de conhecimento e unindo diversas entidades e pastorais importantes daqui do munícipio, um ajudando ao outro, seja com idéias, material ou mão de obra, tornando um momento bastante bonito e divertido.
 A tradição de confeccionar tapetes no dia de Corpus Christi faz parte da cultura sul santa rosense, além de enfeitar nossas ruas, essa tradição representa valores importantes de nossa sociedade e consegue unir inúmeras pessoas diferentes com o mesmo objetivo, transformando esse dia bastante especial no calendário cultural de Santa Rosa do Sul.

Grande abraço, BOM FIM DE SEMANA, até a próxima. 

quarta-feira, 3 de junho de 2015

SRS ESPECIAL: DEFENDER A CULTURA DE NOSSO MUNÍCIPIO



Olá caros leitores, tudo bem com vocês?

  Há cada dois anos, aqui em Santa Rosa do Sul, aconteceu a tradicional Festa do Polvilho e da Banana, a Polvilhana, a qual leva ao povo sul santa-rosense quatro dias de muita alegria, entretenimento, oportunidades de negócio, shows musicais e é claro cultura, que em 2015 completa dez anos em que a primeira edição foi realizada, sendo um sucesso estrondoso a cada nova edição. 
  Pode parecer estranho para muitos, mas a Polvilhana é uma manifestação cultural de suma importância aqui, pois ela retrata a História de nossa cidade e a agricultura, setor o qual impulsiona praticamente toda a economia desse munícipio. É uma festa de cultura popular, para homenagear aquelas pessoas que trabalham na roça, sem deixar de apresentar as características principais e peculiares de Santa Rosa do Sul, as quais não se encontra nos municípios vizinhos.
  Como todos devem ter percebido, sou uma pessoa apaixonada, defensor e apoiador da cultura e da arte, especialmente as manifestações culturais que acontecem aqui nesse pequeno munícipio, seja festivais de música, dança, poema, arte, literatura, Polvilhana, Sábados Cultural, Festival de Folclore, Natal Iluminado, festa de Santa Rosa de Lima, Noite Gospel, etc, sendo cultura e arte, eu apoio pra valer, não interessa quem criou, o que importa é participar, apoiar e fazer que isso se repita muito mais vezes. Graças a esse meu ativismo cultural fui eleito para ser representante da cultura popular no Conselho municipal de cultural, a qual tomei posse juntamente com outros colegas sexta passada (15/05) que assim como eu sou, são ativistas culturais e farão um belo trabalho em suas respectivas funções, sendo um momento histórico para o munícipio.
  Por que isso professor? quais são tuas intenções? A resposta é que fui criado em um ambiente escolar onde se valorizava manifestações culturais, seja poemas, literatura, dança, música, teatro, etc. Também visualizei e participei ativamente de um período de muita efervescência cultural em Santa Rosa do Sul entre o fim dos anos 90 e começo dos anos 2000, os quais tenho muita saudade. Além disso, tenho primos músicos, os quais sempre estão participando de festivais aqui, e me influenciam muito até hoje.
   Minhas intenções de defender manifestações culturais e as práticas esportivas, seja nesse blog ou por outros meios, é de promover o bem estar e educação a todas as pessoas, seja criança, adolescentes, adultos e idosos, pois a cultura pode ser um bom aliado na luta contra as drogas, a violência e a outros males que afligem a nossa sociedade.
    Jamais tive a intenção de querer me aparecer ou tentando levar vantagem em cima dos outros, longe de mim isso, eu tenho uma dívida enorme de gratidão com as praticas culturais, pois sou essa pessoa que todos conhecem e admiram e prometi no dia da minha formatura, defender a cultura até os últimos dias de minha vida.
    O Blog do Professor Andrio, vendo a necessidade de falar sobre cultura aqui em Santa Rosa do Sul nos meios de comunicação, resolveu ser uma portal o qual mostra e apoia todas as manifestações culturais que aqui acontecem, além de fazer uma amostra da cultura e História do nosso munícipio, toda população agora pode ter certeza, podem contar comigo, sempre, estou a disposição de ajudar a todos, sem distinção e com muita vontade de fazer um bom trabalho, além de pode contar com o pessoal do Conselho municipal de Cultura. 
   Para finalizar, quero deixar claro que minha intenção aqui era mostrar um pouco das minhas ideias em relação a cultura, e também pedir a toda população de Santa Rosa do Sul, apoiem nossas manifestações culturais, incentivem seus parentes ou amigos a participar e mostrem que é um meio de promover bem estar social, qualidade de vida e bons valores, além de ser nossa identidade que faz sentirmos iguais, pois um povo o qual preserva sua cultura e História, é como uma árvore com raízes, SUL SANTAROSENSES, DEFENDA A SUA CULTURA E PASSE PARA AS PRÓXIMAS GERAÇÕES.

Um grande abraço, BOM FERIADO, até a próxima.

terça-feira, 2 de junho de 2015

CAMINHO DOS CANYONS ESPECIAL: SEMANA DO MEIO AMBIENTE, ARARANGUÁ


Olá caros leitores, tudo bem com vocês?

 Aconteceu em Araranguá entre o dia 01 ao 03 de Junho na praça Hercílio Luz,  a Semana do Meio Ambiente, evento cultural organizado pela Prefeitura Municipal, trazendo como tema principal a sustentabilidade, reunindo principalmente pessoas ligadas as causas ambientais, Apae, projetos sociais, e as escolas do munícipio, tendo como mensagem a defesa da natureza e o uso dela consciente, para que as próximas gerações possam aproveitar o que dela tem de melhor, sem destruir nada.
 Além de haver distribuição de plantas, também aconteceu a exibições de cinema, apresentando o filme S.O.S Planeta Terra, curta-metragem o qual trabalha com as questões ambientais, apresentando num formato totalmente diferente, em 3D, recheado de efeitos tridimensionais e de som, através do CineMagia, sendo uma das atrações de maior sucesso do evento.
 Paralelamente, também aconteceram durante o evento, muitas atrações culturais de dança, música e teatro, todos feitos por jovens e crianças das escolas, Apae e outros projetos culturais, mostrando um pouco dos talentos de Araranguá, abrilhantando ainda mais o evento. Também aconteceu exposições de plantas nativas, de equipamentos do Corpo de Bombeiros,  troca de equipamentos eletrônicos por plantas e uma mesa com folhas para recolher denúncias de maus-tratos aos animais.
 Outra grande atração dessa festa linda foi a Tenda Literária, local onde as pessoas podiam doar seus livros antigos e trocar por outros, no intuito de incentivar e divulgar o hábito da leitura na cidade de Araranguá e região, tendo uma boa participação de leitores, além de ser uma ótima iniciativa, podendo outros municípios seguirem o exemplo, pois leitura é um hábito saudável, faz bem a mente e ao coração, além de ser 100 % ecológico. Vale a pena salientar que a idéia dessa tenda de livros foi idealizada por Manuela Jacques Ferreira no projeto Vereadores Mirins, sendo aprovado e agora executado durante esse evento. 
 Para encerrar quero parabenizar a toda comissão organizadora desse evento lindo e também a vereadora mirim Manuela Jacques Ferreira pela idéia da Tenda Literária, iniciativas assim devem ser seguidas por todos municípios da região e do país todo, seja na questão cultural, turística, ambiental ou literária, pequenas idéias fazem sim uma grande diferença, sempre terão apoio firme desse humilde blog, torcemos pela próxima edição da  Semana do Meio Ambiente e da Tenda Literária. 

Grande abraço, BOM FERIADO, até a próxima!


LIVRO: IRACEMA- JOSÉ DE ALENCAR


Olá caros leitores, tudo bem com vocês?

Grande expoente da literatura brasileira, José de Alencar foi um dos escritores que mais se destacaram no movimento romântico, trazendo nas páginas personagens e estórias que representavam as diversidades regionais do país, a sociedade brasileira do século XIX, e especialmente, exaltou o índio brasileiro em diversos romances como Iracema, Ubirajara e principalmente em O Guarani, transformando os indígenas em heróis nacionais.
 Publicado em 1865,  Iracema é outra grande obra-prima de José de Alencar, assim como O Guarani, é um grande épico, pois reconta episódios históricos da colonização do Brasil no século XVII, onde uma jovem índia da tribo Tabajara chamada Iracema, a qual era dona de uma beleza extraordinária,  que luta pelo amor do colonizador português Martim em meio a uma guerra sangrenta entre sua tribo com os Potiguaras, além de sentir os primeiros efeitos devastadores da colonização portuguesa em seu território, o qual hoje está localizado o estado do Ceará.
 Além de retrata uma bela estória de amor, o livro mostra como eram as guerras entre as tribos indígenas naquela época, sendo possível perceber que os portugueses se aproveitavam  desses conflitos, aliando-se com as tribos conforme seus interesses, causando um efeito devastador, a relação entre colonizador e índios, toda mitologia e cultura dos povos indígenas de origem Tupi, descrição da paisagem do litoral cearense no século XVII e  exaltação dos índios, considerando eles heróis nacionais, sendo uma obra que melhor representa o romantismo brasileiro, um clássico de nossa literatura.

Grande abraço, BOA LEITURA, até a próxima.  

segunda-feira, 1 de junho de 2015

A MÚSICA E A HISTÓRIA: ALVORADA VORAZ-RPM


Olá caros leitores, tudo bem com vocês?

 Banda brasileira surgida nos anos 80, o RPM  marcou a História do Rock nacional devido seu instrumental bastante arrojado, letras inteligentes e pela voz inconfundível do baixista Paulo Ricardo, transformaram a banda num estrondoso sucesso nas rádios com sucessos como Olhar 43, Rádio Pirata e Revoluções por Minuto, que continuam na boca do povo e no repertório da banda, que continua firme e forte, lançando novos hits e atraindo grandes públicos em seus shows.
 Lançada em 1986 no álbum Rádio Pirata Ao Vivo, Alvorada Voraz é uma canção com as caraterísticas principais da banda, tendo um instrumental bastante marcadamente pop e letra altamente politizada, criticando os traumas deixados pela Ditadura Militar, a corrupção dos poderosos e do crescimento da escala da violência no Brasil, comparando com um filme de terror, sendo uma música bastante atual, pois a realidade em que cita a música, estamos ainda vivenciando. Confiram abaixo um vídeo com essa música, prestem atenção na letra:

  

Grande abraço, BOA SEMANA, até a próxima!