sábado, 31 de maio de 2014

POEMA: SEJA MUITO FELIZ



Como numa rosa que nasce no meio da pedra,
A esperança por dias melhores não pode morrer,
Sempre devemos cultivar um belo sorriso no rosto,
Enfrentando as dificuldades com muita irreverência,
Otimismo para seguir a vida em frente,
Acreditar que pode ir além,
Esquecer daquilo que nos faz sofrer,
Usar da criatividade para driblar o mau humor,
Faz a vida ser um grande aprendizado,
Para tudo se tem um jeito, menos para a morte,
Tudo se resolve com o tempo, temos que ser pacientes,
A vida é aqui e agora, nunca deixe nada para trás,
O objetivo de viver é buscar a felicidade,
Então, vá atrás e SEJA MUITO FELIZ.

Autor: Andrio Cardoso Pereira

BOM FIM DE SEMANA, GRANDE ABRAÇO

sexta-feira, 30 de maio de 2014

POEMA: INFÂNCIA FELIZ


Já joguei videogame,
Brinquei de esconder,
corria o tempo todo,
Me arrebentava,
Mas estou aí firme e forte,
Como era bom meu tempo de criança.

Autor: Andrio Cardoso Pereira


quinta-feira, 29 de maio de 2014

POEMA: INSPIRAÇÃO


Estou muito além da compreensão humana,
Vivo na imaginação de pessoas especiais,
Poetas, músicos, filósofos e muitos outros me conhecem,
Fui eu que criei todas as artes conhecidas.

A sabedoria é minha melhor amiga,
Ajudo o herói dar sentido a sua epopeia,
Equilíbrio a luta entre os opostos,
Dou vida a poemas e canções.

Mistério é a palavra que me define,
Vivo entre os deuses do Olimpo e de outras terras,
Sou imortal, quem precisar de mim, estarei a sua disposição.

Eu me chamo inspiração,
Felizes aqueles que me pedem auxílio,
Pois jamais deixarei suas obras sem vida.

Autor: Andrio Cardoso Pereira     

quarta-feira, 28 de maio de 2014

terça-feira, 27 de maio de 2014

LIVRO: A ERA DA ESCRAVIDÃO- BIBLIOTECA NACIONAL


Olá caros leitores, tudo bem com vocês?

Lançado pela Revista de História da Biblioteca Nacional, o livro A Era da Escravidão reúne artigos escritos por grandes historiadores e publicados na revista, todos tendo uma temática em comum: a escravidão no Brasil.
 Abrangendo várias temáticas, como as revoltas, comparações da escravidão e das lutas sociais do Brasil com a dos Estados Unidos, a visão dos poemas abolicionistas de Castro Alves, a questão do significado da abolição da escravatura, a realidade do passado e de hoje das populações quilombolas e muito mais, mostrando um panorama completo e interessante sobre a escravidão nos períodos colonial e imperial, além de comparar com a situação racial e social atual do Brasil.
 De um jeito bem fácil de entender, A Era da Escravidão é um excelente livro para iniciantes no tema, sem deixar de ser interessante, e faz referências a grandes nomes da historiografia brasileira como Sergio Buarque de Holanda e Gilberto Freyre.
 Um dos melhores artigos do livro sem dúvida é a entrevista com o historiador estadunidense Joseph Miller, maior perito mundial em escravidão na América colonial. Um livro importante, que não pode faltar na prateleira das bibliotecas em todo o Brasil, indico a todos.

Um grande abraço, boa leitura, até a próxima.

segunda-feira, 26 de maio de 2014

A MÚSICA E A HISTÓRIA: BALANÇA BRASIL- COPACABANA BEAT


Olá caros leitores, tudo bem com vocês?

 Grupo de funk melody formado em 1994 na cidade do Rio de Janeiro, o Copacabana Beat começou sua trajetória de sucesso em meados dos anos 90, tendo suas músicas tocadas em rádios e apresentações na televisão, sempre com letras falando sobre amor, festa e temas nacionais, sempre num ritmo dançante e bem brasileiro.
 Lançada em 1996 no álbum de mesmo nome, Balança Brasil é um dos maiores hits do Copacabana Beat, sendo sempre usada em eventos cívicos, por ter um ritmo muito animado e bem contemporâneo, tornando essa música muito atual.
 O tema dessa canção são as paisagens, cidades e a cultura do Brasil, além de passar uma mensagem muito otimista, de alegria e esperança por dias melhores, com muita emotividade, sendo uma música perfeita para se trabalhar com temáticas nacionais em sala de aula para professores de História ou Geografia, ou simplesmente para conhecer aquilo que nosso país tem de melhor. Abaixo confiram um vídeo com essa belíssima música:


Um grande abraço, BOA SEMANA, até a próxima.

domingo, 25 de maio de 2014

POEMA: AS FLORES DA POESIA


O tempo traz versos certos,
Rimas com extrema precisão,
Musicando as coisas da vida,
Indo além da imaginação,
Com os pés na realidade,
Inspirando em tudo para criar sua arte,
Transformando suas idéias em arte,
Sua mente é como um grande jardim,
Onde cultivas belíssimas flores,
Onde poucos conseguem decifrar,
Encanto e mistério,
Portanto o poeta é um grande jardineiro das palavras.

Autor: Andrio Cardoso Pereira

Grande abraço, BOA SEMANA, até a próxima.

sábado, 24 de maio de 2014

POEMA: MANIFESTO CULTURAL



Queremos cultura,  
Bibliotecas funcionando,
Emissoras de televisão que exibam programas educativos,
Shows e espetáculos que valham a pena assistir,
Divulgação de músicas realmente de qualidade,
Casas da cultura para toda a população,
Além de saúde, emprego, segurança e educação,
O povo tem direito a ter diversão e de manifestar suas tradições,
Ela não é somente para um ou para um grupo,
CULTURA É PARA TODOS,
Cultura para todas as cidades do Brasil.



Autor: Andrio Cardoso Pereira


GRANDE ABRAÇO, BOM FIM DE SEMANA, ATÉ A PRÓXIMA.

sexta-feira, 23 de maio de 2014

POEMA: FAÇA VALER A PENA



Procure sempre a tranquilidade, 
Fale sempre com muita serenidade,
Evite que sua diversão incomode os outros,
O mundo precisa de pouco barulho,
Não é necessário muito para ser feliz,
Apegue-se as pequenas coisas da vida,
Por isso, viva na paz e no amor,
Faça valer a pena cada minuto de sua vida.

Autor: Andrio Cardoso Pereira

Um bom fim de semana, forte abraço, até a próxima.

quinta-feira, 22 de maio de 2014

POEMA: QUERO MAIS


Sempre quero mais quando é bom,
Isso é algo que não abro mão,
Faz a vida ser deliciosa.

Autor: Andrio Cardoso Pereira

quarta-feira, 21 de maio de 2014

CINE HISTÓRIA: MESTRE DOS MARES- O LADO MAIS DISTANTE DO MUNDO (2003)



FICHA TÉCNICA

Título Original Master and Commander: The Far Side Of The World
Duração: 140 min. 
Ano: 2003
Diretor:  Peter Weir
País: Estados Unidos
Idiomas disponíveis e legendas: Inglês e Português 
Gênero: Aventura/ Ação/ Épico/ Guerra
Temática: Guerras Napoleônicas 

SINOPSE (Fonte: Interfilmes)

 Jack Aubrey (Russell Crowe) é o capitão do H.M.S. Surprise, um dos principais navios de guerra da marinha britânica. Com seu país em guerra contra a França de Napoleão Bonaparte, Aubrey é atacado por um navio inimigo mais poderoso, que fere boa parte de sua tripulação e ainda danifica o navio. Aubrey então se sente dividido entre cumprir seu dever e tentar derrotar o inimigo ou retornar para cuidar dos feridos.


COMENTÁRIO


Inspirado nos livros escritos por Patrick O’ Brien, esse filme retrata a tensão entre ingleses e franceses pela supremacia naval, no início do século XIX, em pleno período das guerras napoleônicas, de forma aventuresca, épica, dramática, assim como os livros, tendo atuação impecável de Russel Crowe.
A vida nos navios daquela época, os perigos naturais e de ataques franceses, a forma de tratamento que cada patente dá aos seus subordinados, a lealdade dos tripulantes ao seu capitão e as duras batalhas navais enfrentadas pelos heróis da película são questões que o filme pode servir para ilustrar.
Vários aspectos dessa obra não podem ficar de lado: a presença de crianças e adolescentes no navio de guerra, inclusive com patentes militares, demonstrando como era tratada a juventude daqueles tempos; a presença de um biólogo em busca de plantas e animais exóticos no litoral, ao estilo Charles Darwin; e as belas paisagens marítimas e litorâneas da América do Sul, inclusive o litoral brasileiro e a Patagônia, onde o filme é ambientado.

Além de ser uma aventura dinâmica e cheio de ação, serve para visualizar como eram as guerras napoleônicas, e que elas foram além do continente europeu, chegando muito próxima de nosso litoral, trazendo enorme destruição as frotas que nela participaram.

                         CLIQUE AQUI PARA ASSISTIR

Grande abraço, BOA SESSÃO, até a próxima.

terça-feira, 20 de maio de 2014

POEMA: VIAJAR


Ver o mundo todo,
  Imaginar fantasias,
Adorar o diferente,
Jamais quer pouco,
Até mesmo ser feliz,
Retornando novamente.


Autor: Andrio Cardoso Pereira

segunda-feira, 19 de maio de 2014

A MÚSICA E A HISTÓRIA: PLANETA AZUL- CHITÃOZINHO & XORORÓ


Olá caros leitores, tudo bem com vocês?

 Uma das duplas mais conhecidas da música sertaneja, Chitãozinho & Xororó são destaques por terem vozes afinadas e por uniram em seu repertório música sertaneja de raiz, country music, algumas pitadas de pop e romantismo, estando sempre nas paradas de sucesso desde os anos 70, além de serem referência obrigatória quando se fala em música sertaneja.
 Lançada em 1991, Planeta Azul faz parte do disco de mesmo nome, além de ser um das músicas obrigatórias em coletâneas de sucesso ou em seus shows. O começo da música lembra um trecho do tema do filme 2001: Uma Odisséia no Espaço (1968) dirigido por Stanley Kubrick, dando um tom bastante especial.
 Como o título já indica, a música fala sobre o planeta Terra, sendo um apelo para preservarmos a natureza, cuidarmos de nossas florestas, águas e paisagens, contendo o aquecimento global, tema o qual estava começando a ser debatido na época do lançamento dessa canção, e também, impedir que as ambições humanas destruam completamente o meio ambiente. Abaixo confiram um clipe da música, prestem bastante atenção na letra:


Um grande abraço, BOA SEMANA, até a próxima.  

domingo, 18 de maio de 2014

RETRÔ: JAIR RODRIGUES



Olá caros leitores, tudo bem com vocês?

 No último dia 08 de maio, o Brasil acordou mais triste com a notícia da morte de Jair Rodrigues, um dos cantores mais queridos da MPB, aos 75 anos, causando grande comoção em todos os meios de comunicação e da cultura, especialmente nas emissoras de televisão e do cenário musical, gerando muitas homenagens no país todo.
 Começando a carreira artística ainda muito jovem, Jair Rodrigues participou de diversos festivais no interior de São Paulo em meados dos anos 50, decidiu ir para a capital do estado no começo dos anos 60, tentar a sorte, participando de programas de calouros em emissoras de televisão, até que em 1965, estrelou o programa O Fino da Bossa na TV Record, em parceria com a cantora Elis Regina, fazendo um enorme sucesso.
 Em 1966, Jair Rodrigues emocionou o Brasil ao interpretar a canção Disparada, escrita pro Geraldo Vandré, no Festival da Canção da TV Record, alcançando o primeiro lugar, junto com a canção A Banda, escrita e interpretada por Chico Buarque. Isso bastou para Jair Rodrigues alcançar fama a nível nacional, não parando de fazer sucesso de gravar discos e fazer discos.
 Demonstrando ser uma pessoa simples, bastante alegre e cheia de energia, Jair Rodrigues ficou conhecido por cantar sambas, mas também se aventurou em outros estilos musicais como a música sertaneja, rock, música de protesto, romântica,  MPB e rap, seja em seus discos ou em parceiras em shows ou programas de televisão, tornando ele um dos artistas mais completos da música brasileira.
 Com voz afinada e inconfundível, Jair Rodrigues foi um cantor talentoso e defensor fervoroso da música brasileira, com toda certeza não será esquecido e amado por todos aqueles que gostam da verdadeira música brasileira. Abaixo confiram um vídeo com a História de vida e sucessos musicais de Jair Rodrigues, feito pela TV Record:


Um grande abraço, BOA SEMANA, até a próxima.


sábado, 17 de maio de 2014

POEMA: HOJE EM DIA



Hoje em dia se fala muito em desapego,
Não criar expectativas com nada,
De viver o hoje e não pensar no amanhã,
Onde o mundo vai parar com tudo isso?

Hoje em dia poucos acreditam verdadeiramente no amor,
Felicidade é motivo de inveja para alguns,
Podar sonhos das pessoas é algo comum,
Será que estamos indo rumo a nossa própria ruína?

Hoje em dia dizer a verdade é algo extremamente perigoso,
Dão mais valor a ilusão, alienação e ao medo,
Quando sairemos de sala de espelhos?

Infelizmente, a realidade é assim hoje em dia,
Mas não podemos ser escravos de falsos conceitos morais,
A vida é simplesmente lutar, sonhar, amar e viver.

Autor: Andrio Cardoso Pereira

Um grande abraço, BOM FIM DE SEMANA, até a próxima.

sexta-feira, 16 de maio de 2014

SRS ESPECIAL: MARAVILHAS GASTRONÔMICAS DE SANTA ROSA DO SUL (POEMA)


Olá caros leitores, tudo bem com vocês?

 Dentre todos os aspectos culturais presentes no munícipio de Santa Rosa do Sul, sem dúvida a que mais chama atenção é a gastronomia. Feitos na sua grande maioria pela população que mora no interior do munícipio, os principais pratos típicos são de origem dos dois principais produtos de nossa economia: o polvilho e a banana, inclusive tendo uma festa cultural que faz referência direta a essas maravilhas gastronômicas, a Polvilhana.
 Eu como um grande fã da gastronomia de Santa Rosa do Sul, escrevi um pequeno poema homenageando as maravilhas gastronômicas que são feitas em nosso munícipio. Em outras oportunidade, pretendo falar mais detalhadamente sobre cada prato típico, inclusive com receitas e outras curiosidades bem bacanas. confiram abaixo o poema:

MARAVILHAS GASTRONÔMICAS DE SANTA ROSA DO SUL
Venha, a mesa logo estará servida,
Tem rosca quentinha saindo do forno,
Prove um pedaço de um delicioso bolo de banana,
Pegue um bolinho de queijo,
Tem broa, beiju, voadeiras, cuscuz,
Rosquinha de polvilho, bolo de limão,
Pode chegar, a casa é simples, sinta-se bem acolhido,
Tem aquele delicioso cheiro de saudade,
Não existe coisa melhor do que
Saborear pratos típicos de Santa Rosa do Sul.

Autor: Andrio Cardoso Pereira

Um grande abraço, bom fim de semana até a próxima. 

quinta-feira, 15 de maio de 2014

POEMA: DIGA NÃO A DESCRIMINAÇÃO


Todo ser humano merece ser livre,
Tem direito de ter suas opiniões e convicções,
De ser feliz do jeito que ele acha melhor,
Sem tirar a felicidade e a liberdade do próximo.

Todo ser humano precisa de atenção,
Tem direito de desabafar, de ser escutado,
Sem ser ofendido ou satirizado,
Mas sim ajudado.

Todo ser humano precisa de respeito,
Em todos os sentidos,
Sem ser prejudicado, todos merecem ser felizes.

Diga não a toda forma de descriminação,
Vamos fazer um mundo novo,
Onde a paz, o amor, o respeito e a igualdade una toda humanidade.

Autor: Andrio Cardoso Pereira


quarta-feira, 14 de maio de 2014

CINE HISTÓRIA: TRÊS HOMENS EM CONFLITO (1966)


FICHA TÉCNICA

Título Original Il Buono, Il Brutto, Il Cativo/ The Good, The Bad and The Ugly
Duração: 160 min. 
Ano: 1966
Diretor:  Sérgio Leone
País: Itália
Idiomas disponíveis e legendas: Italiano, Inglês e Português 
Gênero: Faroeste/ Aventura/ Ação/ Épico/ Guerra
Temática: Guerra Cívil Americana/ Velho Oeste Americano 

SINOPSE (Fonte: Interfilmes)

 Durante o auge da Guerra Civil, um misterioso pistoleiro (Clint Eastwood) vaga pela fronteira do oeste. Ele não possui um lar, lealdade ou companhia... Até que encontra dois estrangeiros (Eli Wallach e Lee Van Cleef), que são tão brutos e desapegados quanto ele. Unidos pelo destino, os três homens juntam suas forças para tentar encontrar uma fortuna em ouro roubado. Mas trabalho em equipe não é uma coisa natural para voluntariosos pistoleiros, e eles logo descobrem que seu maior desafio é concentrar-se em sua perigosa missão - e em manterem-se vivos - atravessando um país arrasado pela guerra.


COMENTÁRIO

 Grandioso faroeste dirigido por Sérgio Leone, Três Homens em Conflito (também conhecido como O Bom, o Mau e o Feio) é considerado o melhor filme do gênero de todos os tempos, devido sua trama intensa, atuações impecáveis, trilha sonora inovadora, emocionante e inesquecível feita pro Ennio Morricone e fotografia belíssima, sendo um filme que influenciou outras produções cinematográficas do gênero. Foi inteiramente rodado na Espanha.
 Estrelado brilhantemente por Clint Eastwood, esse filme apresenta um herói totalmente diferente de outros filmes de faroeste, sendo um homem totalmente desapegado de tudo, só pensa em se dar bem, bruto, com um senso de humor grande, misterioso, sincero e algumas vezes faz atos bondosos,  tornando-o um dos anti-heróis mais carismáticos e lembrados da História do cinema.
 Os personagens interpretados por Eli Wallach e Lee Van Cleef, apesar de terem os perfis muito semelhante ao do herói do filme, porém são criminosos impiedosos, corruptos e muito ambiciosos, mas que necessitam um dos outros para conseguiram chegar ao objetivo e a sobreviver a todas as provações que a guerra deixou no oeste americano.
 O pano de fundo desse faroeste é a Guerra Civil Americana (1861-1865), conflito que dividiu os Estados Unidos, devido a questão da escravidão, sendo que os estados do sul defendiam o uso da mão de obra escravo e os estados do norte defendiam o abolicionismo, deixando um rastro de destruição gigantesco, sendo um dos conflitos mais sangrentos da História da América.
 No filme, a Guerra Civil Americana é retratada de forma cruel e realista, sendo um grande desperdício de vidas humanas, sendo muito parcial, apresentando o sofrimento dos combatentes, as táticas de guerra, as armas utilizadas, a vida nos campos de prisioneiros, os hospitais lotados de feridos e a brutalidade dos combates, sendo os personagens principais apenas meros espectadores do conflito, aproveitando-se da guerra para conseguir chegar ao objetivo, passando de um lado para outro.
 O grande fator que ajudou Três Homens em Conflito ser um filme diferenciado foi o sincronismo perfeito das cenas com a trilha sonora feita por Ennio Morricone, que dá toda emoção e movimento ao filme, inclusive na cena do duelo final entre os protagonistas, que invés de durar apenas alguns segundos como nos faroestes habituais, tem todo um clima de apreensão e suspense, durando mais de 6 minutos, algo inovador na época de seu lançamento.
 Mesmo tendo mais de quarenta anos, Três Homens em Conflito continua a ser um filme obrigatório para todo cinéfilo ou apaixonado por faroeste, sendo uma obra inigualável e ser referência em inúmeros filmes que vieram depois, transformando o diretor italiano Sergio Leone em um dos cineastas mais populares do cinema mundial.

CLlQUE AQUI PARA ASSISTIR (PLAYER PUTLOCKER)

Um grande abraço, BOA SESSÃO, até a próxima.

terça-feira, 13 de maio de 2014

LIVRO: REVOLUÇÃO FRANCESA- ANDRÉ DINIZ & DANIEL BANDÃO

Olá caros leitores, tudo bem com vocês?

 Atualmente, as histórias em quadrinhos é um dos gêneros literários mais populares entre o público jovem, surgindo inúmeras inovações, como adaptações de grandes clássicos da literatura brasileira e universal, biografias de grandes personagens históricos ou recontar importantes fatos da História, vem sendo uma alternativa de unir uma linguagem bastante dinâmica com conteúdo de aprendizagem, tornando o gibi uma ferramenta poderosa para os professores de praticamente todas as áreas do conhecimento.
 Aproveitando dessas vantagens, a editora Escala Educacional lançou a coleção História Mundial em quadrinho, apresentando acontecimentos históricos importantes usando a linguagem do gibi. Além dessa, a Escala lançou uma coleção sobre História do Brasil e duas sobre literatura (brasileira e universal) em formatos de historias em quadrinhos.
 Feito por André Diniz e Daniel Roldão, A Revolução Francesa é um dos livros dessa coleção, tem um belíssimo visual, muito próximo dos quadros feitos na época em que o gibi foi ambientado,   textos muitos claros, simples e objetivos, consegue ser divertido e didático ao mesmo tempo, tornando a leitura muito agradável.
 O livro retrata o antes, o durante e depois da Revolução Francesa (1789-1799), apresentando seus principais personagens, os momentos épicos, as relações entre nobreza, clero e camponeses, os momentos mais violentos e as consequências deixadas por essa revolução não só na França, mas no restante do continente europeu, até a chegada de Napoleão Bonaparte, dando início ao período napoleônico.
 Sem esconder os acontecimentos mais polêmicos dessa revolução, esse livro é altamente recomendado para usar em sala de aula ou quem está com vontade de conhecer um pouco mais sobre a Revolução Francesa, saindo um pouco da linguagem acadêmica e usufruindo de todas as vantagens que somente os gibis podem te oferecer, sendo uma experiência bastante divertida e recompensadora.

Um grande abraço, BOA LEITURA, até a próxima.

segunda-feira, 12 de maio de 2014

A MÚSICA E A HISTÓRIA: SANGUE LATINO- SECOS & MOLHADOS



Olá caros leitores, tudo bem com vocês?

O maior fenômeno da música brasileira na década de 70, a banda Secos & Secos fundiu Rock, MPB, poesia, contestação política, teatro e humor, criando um som sofisticado e de extrema qualidade poética, tendo como grande destaque a voz inconfundível de Ney Matogrosso, além de suas famosas performances de palco, elementos o qual projetou no cenário musical brasileiro e internacional, estando muito ativo até hoje.
 Lançada no álbum de estréia da banda em 1973, Sangue Latino é a faixa que abre o disco, fala sobre o caminho dos povos latinos americanos, mesmo sofrendo com sistemas políticos opressivos, não desiste de lutar por sua liberdade, vindo de encontro com o momento histórico dos anos 70, a resistência contra os regimes militares que assolavam a América Latina. Confirma a música abaixo e prestem bastante atenção na letra:



Uma BOA SEMANA, grande abraço, até a próxima.

domingo, 11 de maio de 2014

ESPECIAL: HOMENAGEM AO DIA DAS MÃES


Olá caros leitores, tudo bem com vocês?

Como não poderia deixar de ser, o Blog do Professor Andrio faz uma singela homenagem a todas as mamães pela passagem do Dia das Mães. Primeiro, um clipe musical com a música Mãe, cantada pela dupla sertaneja Rick & Renner, a qual fala da importância da presença materna, finalizando com um poema de Mario Quintana.


MÃE

Mãe... São três letras apenas

As desse nome bendito:
Também o Céu tem três letras...
E nelas cabe o infinito.

Para louvar nossa mãe,
Todo o bem que se disse
Nunca há de ser tão grande
Como o bem que ela nos quer...

Palavra tão pequenina,
Bem sabem os lábios meus
Que és do tamanho do Céu
E apenas menor que Deus!

Mãe 


Autor: Mário Quintana

FELIZ DIA DAS MÃES A TODAS AS MAMÃES


Um grande abraço, até a próxima, uma boa semana.

sábado, 10 de maio de 2014

POEMA: VIVER O LADO BOM DA VIDA


Deixei de acreditar na estória da carochinha,
Já me cansei de viver amargas ilusões,
Vou em busca daquilo que me faz realmente bem,
Sentir novamente o gosto da liberdade.

Posso ir muito além do que imagino,
Fazer coisas incríveis usando a criatividade,
Sem pisar em ninguém, sendo eu mesmo,
Sempre conhecendo novos horizontes.

Viver uma intensa, porém discreta,
Respeitando tudo e a todos,
Tendo como lema: alegria, paz e amor.

Ver o lado bom das coisas,
Ser feliz acima de tudo,
Ser um cara satisfeito com a vida que tenho.

Autor: Andrio Cardoso Pereira

Grande abraço, BOM FIM DE SEMANA.

sexta-feira, 9 de maio de 2014

SRS ESPECIAL:SANTA ROSA DO SUL (POEMA)



Terra do polvilho e da banana,
De gente trabalhadora e festiva,
Lugar lindo e abençoado,
Essa é minha terra, Santa Rosa do Sul.

Autor: Andrio Cardoso Pereira

quinta-feira, 8 de maio de 2014

POEMA: CONHECIMENTO


Um é bom,
Dois é ótimo,
Três é demais,
Quatro nem se fala,
Quanto se fala em conhecimento,
quanto mais e mais, melhor.


Autor: Andrio Cardoso Pereira


quarta-feira, 7 de maio de 2014

CINE HISTÓRIA: HERÓIS (2011)


FICHA TÉCNICA

Título Original Heróis
Duração: 40 min. 
Ano: 2011
Diretor:  Guto Aeraphe
País: Brasil
Idiomas disponíveis e legendas: Português e Alemão
Gênero: Aventura/Épico/Guerra/ Drama
Temática: Participação do Brasil Na Segunda Guerra Mundial

SINOPSE (Fonte: Webseriados)

Integrantes de uma patrulha, os três pracinhas mineiros se viram frente a frente com uma companhia alemã inteira. Receberam ordens para se render, mas continuaram em combate “até o último cartucho”, como se diz na caserna. Metralhados em 14 de abril de 1945, receberam, em vez da vala comum, as honras especiais do exército alemão.


COMENTÁRIO

 Baseado em acontecimentos reais, Heróis é considerado o primeiro filme a retratar a participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial, em especial a Batalha de Montesse, na Itália, onde a Força Expedicionária Brasileira (FEB) acabou conquistando uma grandiosa vitória em cima das forças nazistas, após meses de sangrentos combates.
 Centrado na incrível estória de três soldados perdidos em meio ao combate, o filme retrata as dificuldades enfrentadas por eles, tanto de entender o que estava acontecendo e também por estarem em desvantagem enorme perante ao inimigo, mesmo assim continuaram lutando até o final trágico. Além disso muitas questões como ética, coragem, companheirismo e política são também abordados na trama.
 Mesmo tendo duração de média metragem, feita no Brasil, a produção desse filme é grandiosa, havendo muitos efeitos especiais de alta qualidade, enredo repleto de ação, drama e emoção, lembrando muito as produções hollywoodianas sobre o tema, em outras palavras, um filme que agrada todos aqueles que são fãs de filmes sobre a Segunda Guerra.
 Devido a tudo isso, o filme vem chamando a atenção da mídia mundial, Heróis vem participando de inúmeros festivais ao redor do mundo, ganhando prêmios. Outro fator que ajuda no sucesso do filme é a internet, o diretor decidiu dividir o filme em 5 capítulos, transformando-o em uma websérie no  Youtube, a qual tem milhares de visualizações. Abaixo confiram as 5 partes dessa superprodução do cinema brasileiro:












Um grande abraço, BOA SESSÃO, até a próxima.

terça-feira, 6 de maio de 2014

POEMA: VIVA FELIZ E FAÇA OS OUTROS FELIZES


Seja livre de amarras,
Não vá atrás de falsos lideres,
Nunca diga que os outros são a fonte de teus problemas,
Viva feliz e faça os outros felizes.

Autor: Andrio Cardoso Pereira

segunda-feira, 5 de maio de 2014

A MÚSICA E A HISTÓRIA: ALUGA-SE - RAUL SEIXAS



Olá caro leitores, tudo bem com vocês?

 Maior expoente do Rock nacional nos anos 70, Raul Seixas dispensa qualquer apresentação, todas suas músicas são verdadeiros clássicos da MPB, além de ter toda uma mística e irreverência bem original em suas letras, tornando-o em um mito da cultura brasileira.
 Lançada em 1980 no álbum Abra-te-Sésamo, Aluga-se é outro grande hit de Raulzito, foi censurada pelos órgãos de repressão da época, pela letra ser uma crítica impiedosa e sarcástica a relação econômica brasileira durante o Regime Militar com outros países, especialmente os Estados Unidos. Abaixo confiram a música original, prestem bem atenção na letra.


 Um grande abraço, BOA SEMANA, até a próxima.

domingo, 4 de maio de 2014

RETRÔ: PINGU



Olá caros leitores, tudo bem com vocês?

 Você conhece esse pinguim de algum lugar? Ele é personagem de um dos desenhos animados mais divertidos e fofos de todos os tempos, estou falando do Pingu, que é exibido atualmente nas emissoras TV Cultura e TV Brasil.
 Criado em 1986 pela empresa Tricksfilm Studios, na Suíça, Pingu é uma série dirigida e animada por Otmar Gutmann, sendo que atualmente a empresa britânica HIT Entretainment tem os direitos autorias do personagem, produzindo novos episódios da série.
 Toda feita com a técnica do stop motion e com massinha de modelar, a grande atração da animação é o idioma usado por Pingu e seus amigos, o pinguinês, baseado em onomatopeias e sons de animais, criado pelo dublador italiano Carlo Bonomi, sem necessitar de legendas e de outras dublagens, sendo bastante compreensível especialmente pelas crianças.
 A série conta as aventuras de Pingu junto de sua família e amigos, que vivem no Polo Norte, sempre vivendo situações bem engraçadas, sempre tendo mensagens educativas e divertidas, tornando isso marca registrada desse desenho animado.
 Sendo um personagem tão marcante e carismático, Pingu encanta crianças e faz adultos nostálgicos ficarem emocionados, sendo bastante lembrada por fãs de desenhos animados. No Brasil, a série é exibida a mais de 20 anos na televisão, e muitos dos episódios estão disponíveis no Youtube, para aqueles mais fanáticos pelo personagem. Confiram abaixo uma coletânea de três horas de episódios do Pingu:

     
Um grande abraço, BOA SEMANA, até a próxima.

sábado, 3 de maio de 2014

POEMA: 1500, A VIAGEM DE FERNANDO DE LISBOA AO BRASIL


Naveguei por mares desconhecidos com meus conterrâneos,
Participei de diversas descobertas do ilustre império lusitano,
Ajudei a levar a fé cristã aos povos pagãos,
Lutei com bravura contras os inimigos do El-Rei D. Manuel.

Minha última viagem, cheguei ao Brasil, eu estava na esquadra de Pedro Alvares Cabral,
Lugar paradisíaco, cercado de uma densa mata, belas praias e animais selvagens,
Encontramos milhares de índios, o qual tivemos nosso primeiro contato com os nativos,
Dias depois foi rezado uma missa e a esquadra partiu para Portugal.

Acabei ficando em terras brasileiras junto com alguns conterrâneos,
Percebi a imensa quantidade de arvores de pau-brasil que aqui existia,
Aprendi a língua dos nativos e a respeitar a cultura deles,
Estava me sentindo no próprio Paraíso.

Tempos depois, navios portugueses aportaram novamente no Brasil,
Dessa vez, vieram tomar posse dessas terras em nome do rei,
Explorando de forma gananciosa os recursos naturais,
Especialmente o pau-brasil, antes que outros países fizessem.

Comprando os nativos com objetos desconhecidos,
Ou usando da própria violência,
Começaram a usar os índios como escravo,
Iniciando assim a explorá-los sem piedade.

Além de tudo isso, traziam doenças desconhecidos aos nativos,
As quais matavam aos milhares num curto período de tempo,
Além é claro da violenta escravidão que eram submetidos.

Acabei optando em lutar a favor dos índios,
A aldeia onde eu morava foi incendiada,
Houve um horrível massacre,
Todos aqueles que eu amava, acabaram morrendo.

Consegui escapar, mas paguei um preço muito alto,
Pouco tempo depois, fui preso, torturado, acusado de traição e morto,
Não me arrependo do que fiz pelos meus irmãos índios,
Como cristão, sinto-me feliz.

As terras que ajudei a descobrir, hoje é um país chamado BRASIL,
Mas o dinheiro e o poder continuam a explorar,
Fazendo ainda muitas pessoas inocentes sofrer.

Tanto tempo se passou de 1500 até os dias de hoje,
A situação continua deplorável, mas sou um eterno otimista,
Um dia veremos a justiça, paz e alegria reinar no Brasil.

Autor: Andrio Cardoso Pereira

OBS: Assim como personagem principal, esse poema épico é fictício, é apenas uma ilustração de como era a relação índios e portugueses no inicio da colonização do Brasil, trazendo elementos históricos reais. Esse poema foi escrito em 2008, durante a viagem que fiz a cidade Paranaguá, no Paraná junto com meus colegas de faculdade.



Um grande abraço, BOM FIM DE SEMANA, até a próxima!  

sexta-feira, 2 de maio de 2014

POEMA: EU SOU EU


Eu sou eu,
Uma verdadeira metamorfose ambulante,
Sem definições e sem preconceitos,
Alguém que gosta do amor, alegria e de aprender,
Esse sou eu.


Autor: Andrio Cardoso Pereira

quinta-feira, 1 de maio de 2014

POEMA: HOMENAGEM AO TRABALHADOR


Trabalhador merece ser feliz,
Condições dignas para trabalhar com segurança,
Ganhar salários dignos,
Ter seus direitos respeitados,
Não somente no dia 01 de maio,
Mas o ano inteiro, a vida toda,
Pois sem ele, esse país não vai para a frente,
VIVA O TRABALHADOR,
FELIZ DIA DO TRABALHO A TODOS TRABALHADORES.

Autor: Andrio Cardoso Pereira