segunda-feira, 31 de março de 2014

POEMA: NÃO A TODO TIPO DE DITADURA


Nem de direita,
Nem de esquerda, centro ou de trás,
Nem com motivação religiosa,
Nem por ideologias,
Digo não a tortura, perseguição, censura ou fanatismo,
Digo não a todos tipos de ditadura.


Autor: Andrio Cardoso Pereira

23/10/ 2002

domingo, 30 de março de 2014

POEMA: PESSOAS ESPECIAIS ENTRAM PARA A HISTÓRIA



Somente pessoas especiais entram para a História,
Aquelas que não desistem de seus sonhos,
Fazem acontecer aquilo que planejaram,
Não se intimidam com comentários sem fundamento,
Falham, mas persistem até chegar ao objetivo,
São corajosos, ousados e determinados,
Não tomam atitudes grosseiras e egoístas,
Sabem agir na hora certa,
Não deixa nada para amanhã,
Jamais quer os holofotes apontados o tempo todo,
Sabem se comportar, não são narcisistas,
Sabem o que querem da vida,
São felizes, fazem sua vida ser exemplo,
Sabendo que serão lembrados para sempre.

Autor: Andrio Cardoso Pereira

Um grande abraço, BOA SEMANA, até a próxima.

Essa é a postagem número 600 desse blog, MUITO OBRIGADO A TODOS PELO APOIO ;)












sábado, 29 de março de 2014

POEMA: NUNCA DIGA EU NÃO VOU CONSEGUIR


Precisamos parar e pensar antes de agir,
Ser firme mesmo quando tudo treme,
Não fugir da luta mesmo na pior das batalhas,
Pois a vitória vem quando menos esperamos.

Desespero não leva a lugar algum,
Ao contrário, só traz destruição e lágrimas,
É um caminho longo e dolorido,
Por tanto sempre evite ele.

Nunca diga: eu não vou conseguir,
Coloque no seu coração e mente otimismo,
O resto deixa que o tempo se encarrega de fazer.

É preciso ter coragem e ousadia, ser otimista
Deixar a vida te surpreender de forma maravilhosa,
Pois quando é para vencer, nenhum obstáculo irá te impedir.



Autor: Andrio Cardoso Pereira

UM BOM FIM DE SEMANA, ABRAÇO, ATÉ A PRÓXIMA

sexta-feira, 28 de março de 2014

POEMA: NÃO SOMOS


  Não somos,
Robôs manipulados,
Somos seres humanos,
Pensamos e vivemos.

Autor: Andrio Cardoso Pereira

quinta-feira, 27 de março de 2014

POEMA: UM POEMA



Um
Simples
Poema
Pode
Mudar
O Mundo
pois
As
palavras
tem
Poder.


Autor: Andrio Cardoso Pereira

quarta-feira, 26 de março de 2014

CINE HISTÓRIA ESPECIAL: GLAUBER ROCHA DOSE DUPLA


Olá caros leitores, tudo bem com vocês?


Hoje iremos trabalhar com dois filmes clássicos do diretor Glauber Rocha, um dos maiores ícones do cinema brasileiro, fazendo sinopse de cada um deles, finalizando com um comentário, mostrando o que tem em comum os filmes Deus e o Diabo na Terra do Sol O Dragão da Maldade Contra o Santo Guerreiro, suas duas obras primas, confiram:

FICHAS TÉCNICAS

DEUS E O DIABO NA TERRA DO SOL


Título Original Deus e o Diabo na Terra do Sol
Duração: 125 min.
Ano: 1964
Diretor: Glauber Rocha
País: Brasil
Idiomas disponíveis e legendas: Português
Gênero: Aventura/ Épico/ Drama Social
Temática: Conflitos Sociais na Velha República/ Coronelismo/ Cangaço/ Messianismo

SINOPSE (Fonte: Adoro Cinema)

Manuel (Geraldo Del Rey) é um vaqueiro que se revolta contra a exploração imposta pelo coronel Moraes (Mílton Roda) e acaba matando-o numa briga. Ele passa a ser perseguido por jagunços, o que faz com que fuja com sua esposa Rosa (Yoná Magalhães). O casal se junta aos seguidores do beato Sebastião (Lídio Silva), que promete o fim do sofrimento através do retorno a um catolicismo místico e ritual. Porém ao presenciar a morte de uma criança Rosa mata o beato. Simultaneamente Antônio das Mortes (Maurício do Valle), um matador de aluguel a serviço da Igreja Católica e dos latifundiários da região, extermina os seguidores do beato.

O DRAGÃO DA MALDADE CONTRA O SANTO GUERREIRO



Título Original O Dragão da Maldade Contra o Santo Guerreiro 
Duração: 100 min.
Ano: 1969
Diretor: Glauber Rocha
País: Brasil
Idiomas disponíveis e legendas: Português
Gênero: Aventura/ Épico/ Drama Social
Temática: Conflitos Sociais na Ditadura Militar/ Coronelismo/ Cangaço/ Messianismo

SINOPSE (Fonte: Interfilmes)

Antônio das Mortes é contratado para matar um bando de jagunços numa pequena vila. Lá, encontra um coronel com delírios de grandeza, um professor desiludido, um delegado com ambições políticas, um padre em crise mística e uma mulher solitária.

COMENTÁRIOS


Duas grandes obras-primas do cinema nacional, realizada por Glauber Rocha na década de 60, dispensam apresentações, devido a grande valor simbólico e contribuição significativa para a construção do atual momento em que vive o cinema brasileiro, e também a denunciar os males que a sociedade brasileira vivia naqueles tempos de Ditadura Militar.
 Sendo o segundo uma continuação do primeiro, o que muda além de um ser filmado em preto e branco o outro colorido, são as ambientações das tramas. Enquanto Deus e o Diabo na Terra do Sol se passa nos anos 30, durante a chamada República Velha e  O Dragão da Maldade Contra o Santo Guerreiro é ambientado na época em que foi feito o filme, mas ambos mostram os problemas político-sociais de suas respectivas épocas, porém direcionadas ao governo militar.
 Misturando elementos das escolas cinematográficas do neo-realismo, cinema político soviético e do western spaghetti com ópera, cultura genuinamente brasileira, literatura de cordel e clássica e realidade sócio-política do país, Glauber apresentou um Brasil recheado de desigualdades sociais, mas rico em crenças, costumes e cultura, especialmente o sertão nordestino, povoado por pessoas oprimidas, coronéis malvados, cangaceiros, profetas messiânicos que anunciam a vinda de um reino de paz e sem males, pessoas iludidas com a vida, jagunços  e assassinos profissionais, como Antônio das Mortes.
 Interpretado com maestria pelo ator Maurício do Valle, o personagem Antônio das Mortes é uma figura sombria, assustadora e impiedosa, sempre vestido com roupa de vaqueiro, chapéu, armado de facão e de seu inseparável rifle, virou um dos personagens mais conhecidos do nosso cinema. Inspirado no cordel e nos faroestes feitos na Itália, especialmente no personagem Django, interpretado em diversos filmes por Franco Nero, Antônio das Mortes é um assassino profissional, conhecido por matar cangaceiros ou pessoas que desafiam as autoridades, que faz o serviço sem reclamar e sem defender ideal, mesmo das pessoas que o contratam. Enquanto no primeiro filme ele é encarregado de destruir um movimento messiânico e com o bando do famoso cangaceiro Corisco; no segundo ele acaba se unindo a um povoado que é oprimido por um coronel, refletindo tudo o que fez em vida.
 A presença de cangaceiros demonstra bem a situação de miséria do povo do interior brasileiro, que sendo massacrado pelas desigualdades sociais, pela desilusões da vida, acabam aderindo ao banditismo, mesmo sabendo dos riscos que estão correndo, como uma espécie de fuga da realidade. Tanto em Deus e o Diabo como O Dragão da Maldade apresentam cangaceiros que são bandidos, mas porém tem senso de justiça e acreditam serem salvadores e santos.
 Em contramão do cangaço, os profetas messiânicos aparecem como uma espécie de fuga da situação de exploração vivida pelos camponeses, aonde multidões se reúnem ao seu redor para ouvir suas palavras, acabam se tornando fiéis, desafiando as autoridades religiosas, militares e políticas. Há uma passagem em Deus e o Diabo que faz referências diretas as pregações de Antônio Conselheiro e o massacre da cidade de Canudos, ocorridas exatamente ocorrido no período a República velha. 
 Já os coronéis, fazendeiros, militares e políticos, são retratadas como figuras mesquinhas e repugnantes, que pensam em si mesmo, só pensam em mandar; escravizam as pessoas e as reprimem se elas se rebelaram; acreditam ser justas e cometem crimes bárbaros, mas na verdade são iludidas e fracassadas. Nos dois filmes fazem muitas alusões nos diálogos sobre as práticas de torturas apoiadas por esses grupos na ditadura militar, que estava apenas no inicio quando esses  filmes foram rodados e lançados.
 Aproveitando bastante da tradição do cordel, do repente e dos ritmos musicais do nordeste, Glauber Rocha junto com Sérgio Ricardo e outros músicos consagrados, compôs toda a trilha sonora dos dois filmes, que se sincronizam perfeitamente com as imagens do sertão, sendo comparados com verdadeiras óperas. Aproveitando de todas as manifestações religiosas e culturais que existem no país, Glauber usou elementos vindos do europeu, índio e africano, apresentando o processo de miscigenação do povo brasileiro, não só nesses dois filmes, mas em toda sua obra.
 Tanto aqui em terras brasileiras como no mundo inteiro, essas duas jóias do cinema brasileiro vem influenciando há mais de 4 décadas diversos cineastas, tornando sua obra imortal e de forte em influência. Há quem que se não fosse Glauber Rocha existir ou tivesse não realizado filmes como Deus e o Diabo na Terra do sol e o Dragão da Maldade contra o Santo Guerreiro, não existiria o cinema social e engajado politicamente no Brasil. Acredito que essa seja o grande legado de Glauber a cultura brasileira, de nos fazer refletir sobre nossa situação e fazer mudanças.
  Escrever sobre qualquer filme ou a vida de Glauber Rocha é um grande desafio, há muitas interpretações de sua obra, que torna difícil escolher as mais interessantes, assumo que tentei analisar os detalhes mais significativos desses dois filmes, que aparentemente são iguais, mas recheados de significativos diferentes. para quem quiser conhecer mais, recomendo acessarem o site do projeto criado por sua família após sua morte, o TEMPO GLAUBER aonde tem detalhes preciosos sobre sua obra, os projetos de restauração de seus filmes e a divulgação daquilo que ele ele criou, tanto filmes, como livros, poemas, gravuras e muito mais, vale a pena conhecer. Abaixo confiram essas duas obras-primas do cinema brasileiro

DEUS E O DIABO NA TERRA DO SOL (1964)



O DRAGÃO DA MALDADE CONTRA O SANTO GUERREIRO (1969)



 Um grande abraço, BOA SESSÃO  até a próxima.

terça-feira, 25 de março de 2014

POEMA: FUTURO



Caminhamos rumo ao desconhecido,
Nem imaginamos o que vem pela frente,
O mundo é uma caixinha de grandes surpresas,
Tudo pode acontecer, estejamos preparados.

O futuro não é ficção científica,
Muito menos noção de coisas fabulosas,
Ele é daqui a pouco, o dia seguinte, daqui a um ano,
Não está longe de nós.

Ninguém pode prever absolutamente nada,
Planejar coisas sim, isso podemos fazer,
Mas adivinhar o que vai acontecer, isso é charlatanice.

Todos nossos atos refletiram adiante,
Mas não saberemos quais as consequências,
Pois o futuro é algo muito relativo.

Autor: Andrio Cardoso Pereira  

segunda-feira, 24 de março de 2014

POEMA: FIM


A vida não é longa,
Passa muito rápido,
Ela termina no fim.

Autor: Andrio Cardoso Pereira

domingo, 23 de março de 2014

RETRÔ: LANGO LANGO


Olá caros leitores, tudo bem com vocês?

 Quem teve a infância nos anos 80, com toda certeza lembra desses divertidos bonecos da foto acima, foram responsáveis por uma verdadeira febre entre a criançada na época, estou falando é claro do Lango Lango. Se você não lembrou com a a imagem, com toda certeza lembrá com o comercial televisivo, que tinha um jingle bastante animado, em ritmo caribenho, com a letra bem chiclete, o qual ajudou ainda mais popularizar esse brinquedo em todo o Brasil, curtam o comercial da época:


 Produzido e comercializada pela empresa de brinquedos Balila, o Lango Lango eram bonecos em forma de monstrinhos de fantoche articulados, que davam soco, os quais eram defendiam as crianças e a natureza da ambição de caçadores e criminosos, cada um representando um elemento da natureza (mar, floresta, fauna, flora, planetas, etc), sendo divertido brincar entre duas ou mais pessoas, disputando uma divertida lutinha para ver quem vencia.
 Mesmo sendo bastante raro de se encontrar um exemplar do boneco nos dias de hoje, o Lango Lango marcou a infância de muita gente, seja por ser um brinquedo bastante divertido, pelo comercial bem pegajoso, pelo apelo ambiental ou simplesmente por serem diferentes de todos os brinquedos que existiam na época, transformando em um dos presentes mais adorados daquela época. Espero que um dia voltem a fabricar esses bonecos para essa garotada de hoje se divertirem e para os nostálgicos, voltarem a ser crianças novamente.

Um grande abraço,BOA SEMANA, até a próxima.



sábado, 22 de março de 2014

POEMA: POETA DA ALEGRIA


Vejo o mundo com muita simplicidade,
Não ligo muito para estética, coisas banais, vaidade,
A vida apesar de ser misteriosa,
Elá é a minha inspiração maravilhosa.

Meus versos falando sobre amor, paz, alegria, liberdade,
Crítico os males do mundo, sou comprometido com a verdade,
Defendo a História, cultura, arte, educação,
Considero um poeta do povão.

Levanto a bandeira da esperança,
Escrevo para todos, de idoso até criança,
Tenho respeito por todos leitores, considero todos meus amigos.

Enquanto eu viver,
Podem ter a certeza,
Sempre escreverei para alegrar a todos e mandar embora a tristeza.

Autor: Andrio Cardoso Pereira

Um bom fim de semana, até a próxima.

sexta-feira, 21 de março de 2014

SRS ESPECIAL: VISITA DA CRUZ PEREGRINA DA JMJ (05/01/2013)


Olá caros leitores, tudo bem com vocês?

Na tarde do dia 05 de janeiro de 2013, a Paróquia Santa Rosa de Lima, em Santa Rosa do Sul recebeu visitas muito especiais: a Cruz Missionária da Juventude e o ícone de Nossa Senhora, divulgando o grande evento católico, a Jornada Mundial da Juventude, que aconteceu em julho de 2013, na cidade do Rio de Janeiro, evento com a presença do Papa Francisco e que reuniu milhares de pessoas de todo o mundo, havendo inclusive uma caravana de jovens sul santarosenses que foram no evento representar nosso município.
 O curta abaixo é um pequeno registro desse acontecimento belíssimo que emocionou todos presentes, filmado e editado por mim (ANDRIOFILMES), tudo com muita simplicidade, apenas com intenção de preservar a História atual do município de Santa Rosa do sul. Confiram o vídeo abaixo:


Um grande abraço, BOM FIM DE SEMANA, até a próxima.

quinta-feira, 20 de março de 2014

POEMA: MUITA BESTEIRA


 
Muita besteira,
Pouca ação,
Poucos fazem as coisas certas,
O resto caiu no chão.

Autor: Andrio Cardoso Pereira  

quarta-feira, 19 de março de 2014

POEMA: FORA HIPOCRISIA


Não quero besteira,
Fora hipocrisia,
Quero vida melhor.

Autor: Andrio Cardoso Pereira     

terça-feira, 18 de março de 2014

POEMA: CINCO BOBINHOS


Cinco bobinhos foram votar,
Acreditando que iam arrasar,
Mas depois, voltaram fazendo buá buá,
Se deram conta que iam se ferrar,
Parece música da Xuxa,
Mas é isso que acontece,
Quando se vota em fantasia,
Termina em choro e arrependimento.

Autor: Andrio Cardoso Pereira

 
  

segunda-feira, 17 de março de 2014

A MÚSICA E A HISTÓRIA: HERDEIRO DA PAMPA POBRE- ENGENHEIROS DO HAWAII


 Olá caros leitores, tudo bem com vocês?

Surgida em Porto Alegre em 1984, Engenheiros do Hawaii é uma banda de Rock que ganhou enorme popularidade por suas letras inteligentes e críticas, hits radiofônicos e a presença inconfundível de Humberto Gessinger, único integrante que sobreviveu a todas as mudanças de formação e é considerado a alma e voz da banda.
 Lançada em 1991 no álbum Várias Variáveis, Herdeiro da Pampa Pobre é uma releitura de um antigo sucesso do Gaúcho da Fronteira, um dos cantores mais populares da música gaúcha, trazendo uma roupagem bem Rock, tornando um dos hits mais conhecidos desse disco, mostrando a influência musical do Rio Grande do Sul nos álbuns dos Engenheiros do Hawaii.
 A letra conta a estória de um pobre agricultor gaúcho, explorado e marginalizado de forma violenta por um rico fazendeiro, fazendo ele se revoltar contra esse patrão, assim como fizeram os seus antepassados que lutam por liberdade em conflitos travados em terras gaúchas, especialmente a Revolução Farroupilha, marco histórico do Rio Grande do Sul. Confirma abaixo a música, prestem a atenção na letra:

 
Um grande abraço, BOA SEMANA, até a próxima.
  

domingo, 16 de março de 2014

POEMA: PALAVRA MARAVILHOSAMENTE DIVINA



Palavra abstrata necessária ao mundo,
Pacificadora dos corações mais conflitantes,
Transcende todas barreiras do homem e da natureza,
Desde que o homem pisa na terra, ela nunca sai de moda.

Rima perfeita em qualquer poema,
Muitos fazem loucuras em nome dela,
Tema recorrente em todas formas de arte,
Pequena no nome, gigantesco sentimento.

És uma dádiva dos céus,
Como o vento, não podemos ver,
Mas podemos sentir ela tocando nosso coração.

Palavra mágica de tudo, revolucionária e apaixonante,
Só ela pode salvar a humanidade da destruição,
O AMOR.

Autor: Andrio Cardoso Pereira.

Uma boa semana, grande abraço, até a próxima.

sábado, 15 de março de 2014

POEMA: CICLO DA VIDA


Há dias que não podemos esquecer,
Sejam tristes ou alegres,
Aonde o sorriso ou as lágrimas nos emocionam,
Deixam muitas lembranças,
As quais marcam demais nossa existência,
Há também pessoas inesquecíveis,
As quais nos marcam durante nossa existência,
Com seus atos das mais variadas formas,
Assim é o ciclo da vida,
Aquilo que nos marca, permanece vivo em nosso coração.

Autor: Andrio Cardoso Pereira

UM BOM FIM DE SEMANA, GRANDE ABRAÇO, ATÉ A PRÓXIMA.

sexta-feira, 14 de março de 2014

SRS ESPECIAL: ABERTURA DA TEMPORADA 2014

 
Olá caros leitores tudo bem com vocês?

 Escrever sobre a cultura, História e eventos que acontecem aqui em Santa Rosa do Sul, como eu já disse em inúmeras postagens desse blog, para mim, é uma grande honra, além é claro de fazer coberturas de eventos locais, é motivo de muita alegria, por esse motivo decidi criar uma coluna totalmente dedicada ao povo sul santarosense, a qual foi uma das mais acessadas durante o ano de 2013.
 Após um período de descanso, a partir de hoje inicia a temporada 2014 da coluna Santa Rosa do Sul Especial, a qual toda sexta irá retratar a História, cultura, curiosidades e eventos culturais de nosso município, e  de agora em diante, estou de plantão, qualquer estória, imagens (fotos ou vídeos), evento ou curiosidade, por favor entrar em contato comigo, que o blog com toda certeza irá fazer um informativo bem legal.
 Acredito que 2014 será um ano bastante especial, pois esse ano além de eventos como Corpus Christi, Natal Iluminado, Festa Cívica (7 de setembro) e tantas outros, acontecerá a sexta edição da Festa do Polvilho e da Banana, a tradicional Polvilhana, evento o qual esse blog irá fazer uma cobertura bastante especial, e em breve estarei fazendo uma postagem explicando como vai funcionar a cobertura, divulgando as atrações, NÃO PERCAM.
 Agora quero mostrar um vídeo feito pelo site Prefeiturasul, mostrando a primeiro Festival de Voo Livre, que aconteceu no mês de janeiro em Santa Rosa do Sul, iniciando assim os eventos aqui no município em 2014. Por motivos pessoais, não participei desse evento, mas como toda certeza, em 2015, estarei no Morro da Embratel fazendo uma cobertura bem legal. Confiram o vídeo abaixo:

   

 Para encerrar essa postagem, quero pedir a todos sul santarosenses, divulguem as postagens da coluna SRS Especial com todos amigos nas redes sociais, conto com cada um de vocês, vamos fazer que cada vez mais essa coluna seja um grandioso sucesso, pois esse blog não é feito somente para divulgar aquilo que penso e faço, mas sim para mostrar o que esse município tem de melhor e valorizar a nossa cultura, esse é o verdadeiro motivo quando criei essa coluna.

Um grande abraço, BOM FIM DE SEMANA, até a próxima.

quinta-feira, 13 de março de 2014

POEMA: CORAÇÃO LIVRE E DE BEM COM A VIDA



Onde o mundo quer chegar,
Há espaço demais para a demagogia,
As pessoas precisam ter mais alegria,
Sentir que a Terra é realmente um lar.

Estamos cercados pela maldade,
Mas nunca devemos fraquejar,
Mas sim sorrir, viver, fazer o bem, amar,
Seguir sempre a luz da verdade.

Nos oferecem muitas ideologias maldosas,
Nosso coração deve ser livre e de bem com a vida,
Longe de barulho e coisas perigosas.

Mesmo com tanta coisa patética por aí,
Não devemos abandonar sonhos, de por eles lutar,
Pois mais cedo ou mais tarde, nossa vitória ira se concretizar.

Autor: Andrio Cardoso Pereira

quarta-feira, 12 de março de 2014

POEMA: MAIS PODEROSO


 Existe algo muito mais forte do que nós,
Muito poderoso do que qualquer governo,
Mais forte do que a luz do sul,
Chamado amor.


Autor: Andrio Cardoso Pereira

terça-feira, 11 de março de 2014

POEMA: QUER MUDANÇA?



Quer mudanças?
Está de saco cheio com o mundo?
Não espere pelos outros,
Comece por você mesmo.


Autor: Andrio Cardoso Pereira

segunda-feira, 10 de março de 2014

POEMA: RESULTADO


Vejam o resultado de nossa ignorância,
Um mundo em plena ebulição,
Guerras, todo tipo de maldade,
É hora de virar o jogo,
Para vermos um ótimo resultado.

Autor: Andrio Cardoso Pereira

domingo, 9 de março de 2014

POEMA: BOBIÇA


Aquilo que não me acrescenta,
Que não tem fundamento,
Que é só ilusão,
Tudo isso é bobiça.

Autor: Andrio Cardoso Pereira

sábado, 8 de março de 2014

VÍDEO-POEMA: HOMENAGEM AO DIA INTERNACIONAL DA MULHER



Olá caros leitores, tudo bem com vocês?

 Feito especialmente para celebrar o Dia Internacional da Mulher, data a qual é celebrada no dia de hoje (08/03) esse vídeo-poema revela o fascínio do autor pelo universo feminino, especialmente sua beleza, mistérios e lutas sendo uma linda homenagem a todas mulheres do mundo. Confiram o vídeo abaixo:


UM FELIZ DIA INTERNACIONAL DAS MULHERES, grande abraço, até a próxima !

sexta-feira, 7 de março de 2014

POEMA: NÃO CUSTA TENTAR


Não custar tentar,
Faça as pessoas ao seu lado serem felizes,
Nada de falsidades ou de querer algo em troca,
Amizade se conquista, não se compra,
Trate seus amigos com respeito, sinceridade, amor e carinho,
Ajude-os quando precisar, com muita vontade,
Pois quem faz alguém feliz, a alegria vem para você em dobro.

Autor: Andrio Cardoso Pereira

UM BOM FIM DE SEMANA, GRANDE ABRAÇO, ATÉ A PRÓXIMA.

quinta-feira, 6 de março de 2014

POEMA HISTÓRIA ARTE E CULTURA


História para compreender o passado, presente e projetar o futuro,
Arte para deslumbramos com as coisas mais belas da vida,
Cultura para entendermos aquilo que somos,
Não podemos viver sem essas três coisas,
São fundamentais para a existência da humanidade.

Autor: Andrio Cardoso Pereira

quarta-feira, 5 de março de 2014

POEMA: RIR


Desopilar o fígado,
Doer a barriga,
Se rachar,
Molhar as calças,
O que importa é rir.

Autor: Andrio Cardoso Pereira

terça-feira, 4 de março de 2014

POEMA: TROPICALISMO


Ir além dom tropical,
Quente como o sol,
Ser brasileiro acima de tudo,
Ser antropofágico cultural,
Viva o tropicalismo.

Autor: Andrio Cardoso Pereira  

segunda-feira, 3 de março de 2014

ESPECIAL: OSCAR 2014


Olá caros leitores, tudo bem com vocês?

 Nesse último dia 02/03 (domingo), em Hollywood, Estados Unidos, a 86ª edição dos Academy Awards, a popular entrega do Oscar, realizado no famoso Teatro Dolby, apresentando pela apresentadora de televisão e comediante Ellen DeGeneres, mostrando seu bom humor e grande versatilidade, agradando muito a todos que assistiram a cerimônia pela televisão. Foi ela autora da divertida foto com diversas estrelas de Hollywood, que instantaneamente bombou na internet, sendo uma imagem mais marcante dessa edição, que vocês podem conferir abaixo.

  A cerimônia foi marcada com muitos números musicais, surpresas, homenagens emocionantes, inclusive ao cineasta brasileiro Eduardo Coutinho, e muitas piadas, como já é de tradição no Oscar, além é claro de na plateia estar inúmeros astros do cinema e da televisão, os quais dão aquele brilho bastante especial que essa festa tem de melhor.
 Sendo bastante disputada categoria por categoria, os filmes que sairão grandes vencedores do Oscar foram Gravidade, que levou sete estatuetas, e 12 Anos de Escravidão, que levou 3 estatuetas, inclusive a mais cobiçada de todas, a de Melhor Filme. Confirma abaixo a lista de todos os vencedores da 86ª edição do Oscar:

Gravidade - 7 prêmios 
Efeitos Visuais
Edição de Som
Mixagem de Som
Fotografia
Montagem
Trilha Sonora
Diretor: Alfonso Cuarón
Clube de Compras Dallas - 3 prêmios  
Ator: Matthew McConaughey
Ator Coadjuvante - Jared Letto
Maquiagem e Cabelo
 12 Anos de Escravidão - 3 prêmios 
Atriz Coadjuvante: Lupita Nyong'o
Melhor Filme
Roteiro adaptado
Frozen - 2 prêmios
 
Animação
Canção Original
 O Grande Gatsby - 2 prêmios
 
Figurino
Direção de Arte
Blue Jasmine - 1 prêmio
 
Melhor Atriz: Cate Blanchett 
 Ela - 1 prêmio
 
Roteiro Original
 A Grande Beleza - 1 prêmio
 
Filme Estrangeiro
Mr. Hublot - 1 prêmio
 
Animação em Curta-metragem
Helium - 1 prêmio 
Curta-metragem
 The Lady in Number 6: Music Saved My Life - 1 prêmio 
Documentário em Curta-metragem

A um Passo do Estrelato - 1 prêmio
 
Documentário em Longa-metragem
 Esses são os vencedores do Oscar 2014, quero deixar meus parabéns a todos os vencedores, aguardo em breve poder assistir a todos, e comentar esses filmes aqui no blog no decorrer desse ano, e aguardamos desde já as produções que irão concorrer em 2015, sem dúvida todo fã de cinema aguarda ansiosamente pelo que virá no ano seguinte, esperamos que venham produções melhores do que a do ano que passou, e sem dúvida esse humilde blog estará de olho na 87ª edição do Oscar.
Um grande abraço, BOA SEMANA, ATÉ A PRÓXIMA. 

 

domingo, 2 de março de 2014

A MÚSICA E A HISTÓRIA: ACES HIGH- IRON MAIDEN


 Olá caros leitores, tudo bem com vocês?

Uma das bandas mais carismáticas do mundo do Rock, o Iron Maiden surgiu no começo da década de 80, na Inglaterra, sempre teve características de instrumental bem elaborado, vocal super afinado e letras inteligentes, criando uma verdadeira legião de fãs, lotando estádios e casas de shows pelo mundo inteiro em suas super turnês. 
 Sendo o vocalista Bruce Dickinson professor de História, a banda sempre teve preferência por fazer letras de cunho épico, mitológico e histórico, sendo a sua marca registrada, além de recriar o ambiente das letras tantos nos shows como nos clipes. Essas características ajudaram a banda consolidar o Heavy Metal, sempre influenciaram incontatáveis bandas desse gênero.
 Lançada em 1984, Aces High  faz parte do álbum Powerslave, é um dos hits mais animados e conhecidos do Iron Maiden, devido os solos de guitarra bastante marcante como pelos vocais afinados de Bruce Dickinson, além da letra de cunho histórico, ou seja, uma música padrão Iron Maiden, sendo um dos singles mais bem sucedidos da banda.
 A letra dessa música fala sobre as acirradas batalhas áreas travadas entre os aliados e os nazistas nas ilhas britânicas durante a Segunda Guerra Mundial, a qual decidiu totalmente o destino do conflito, narrando toda a adrenalina que os combatentes tinham ao voar, além de demonstrar a outra grande paixão do vocalista Bruce Dickinson, a aviação. Abaixo confiram um clipe da música legendado, prestem a atenção na letra e aumentem o som ;)
Um grande abraço, BOA SEMANA, até a próxima.