sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

LIVRO: BAILEI NA CURVA- JÚLIO CONTE


Olá caros leitores, tudo bem com vocês?

 Um dos maiores clássicos do teatro gaúcho, Bailei na Curva foi escrita por Júlio Conte em 1983 e encenada pela primeira vez no mesmo ano, sendo um grandioso sucesso de crítica e de público, havendo diversas montagens desde então, passando por inúmeras cidades brasileiras, emocionante e divertindo o público há 30 anos.
 Ambientada em Porto Alegre entre as décadas de 60 e 80, a peça remonta a estória de um grupo de amigos desde a infância até a vida adulta, tendo como pano de fundo a ditadura militar, as lutas sociais, os modismos, os dilemas da juventude, a repressão política e os acontecimentos históricos daquela época.
 O ingrediente para o sucesso e a vitalidade de Bailei na Curva é misturar doses altas de comédia com um drama bem emotivo, em algumas montagens tendo inclusive números musicais, moldando-se conforme a passagem do tempo, sem tirar o charme e a mensagem principal da peça.
 Falando em música, a canção Horizontes, escrita por Flavio Bicca Rocha, é cantada no encerramento da peça, resumindo todo o contexto histórico encenado, tornando-se também um clássico da música gaúcha, além de ser um documento histórico sobre a ditadura militar na cidade de Porto Alegre, assim como a peça, tornando-se um verdadeiro patrimônio cultural de Porto Alegre. Para encerrar, confiram a linda versão da canção Horizontes, interpretada de forma emotiva pela cantora Elaine Geissler:



Um grande abraço, bom fim de semana, até a próxima.

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

TODOS PRECISAMOS UNS DOS OUTROS


Não importa os bens materiais que você tem,
A quantia em dinheiro que tens no banco,
As festas ou status social,
Sem ter amor e paz no coração,
Sem ter a liberdade de poder ser você mesmo,
Não adianta de nada, é ser escravo do modismo,
Por isso, rompa as correntes que te aprisionam,
Ajude a quem precisa, seja solidário,
Ame a todos, evite intrigas ou brigas,
Conquiste tuas vitórias sem precisar passar por cima dos outros,
Dê chance para as outras pessoas possam também conquistar seus objetivos,
Aprenda que egoismo não leva lugar algum,
Todos precisamos uns dos outros,
Pois somente unidos poderemos fazer o mundo melhor.

Autor: Andrio Cardoso Pereira










quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

POEMA: SER BABACA


 

Se achar melhor do que todos,
Não respeitar ninguém,
Não cumprir o que prometeu,
Não aceitar perder,
Isso é ser babaca.

Autor: Andrio Cardoso Pereia 

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

A HISTÓRIA E A MÚSICA: HOMENAGENS AS VÍTIMAS DA BOATE KISS


Olá caros leitores, tudo bem com vocês?

 No dia 27 de janeiro de 2013, há exato um ano atrás, a cidade de Santa Maria (RS) chorava pelas vítimas do incêndio ocorrido na boate Kiss, o qual deixou 242 mortos e centenas de feridos, causando uma enorme comoção que ultrapassou as barreiras territoriais do Brasil, além de gerar debates sobre a segurança e prevenção de incêndios em bares e casas noturnas, discussão que continua cada vez mais forte nos meios de comunicação.
 Pelo fato da grande maioria das vítimas serem jovens e pelo incidente ter ocorrido durante uma festa, músicos do Rio Grande do Sul fizeram duas emocionantes homenagens as vítimas dessa tragédia em forma de música, reunindo nomes como Duda Calvin (Tequila Baby), MC Jean Paul, Vanessa (Claus & Vanessa), Zé Natálio (Papas da Língua), Jacques Maciel (Rosa Tattoada), Shana Müller, Fabrício Beck (Vera Loca) e muitos outros.
 As músicas Um Novo Domingo de Sol e Cinzas ao Amanhecer falam sobre o sentimento que pairou naquele trágico dia, mas também fala de esperança, de saudade e de conforto aos familiares, além de citar o acontecimento de forma indireta, transformando essas canções em relatos históricos, com bastante emoção e  sutilidade. Confira abaixo as duas canções:

UM NOVO DOMINGO DE SOL
    
CINZAS AO AMANHECER


Para encerrar essa postagem especial, quero deixar o vídeo da música Um dia Depois do Silêncio, feita pelo cantor Daniel Santos, autor do canal Não Famoso no Youtube, prestando uma homenagem emocionante as vítimas da tragédia na boate Kiss, confiram:


Um grande abraço, até a próxima.




segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

POEMA: NÃO


Não as cercas e muros que nos separam,
Não ao discursos falaciosos,
Não a politicagem e ao desrespeito aos seres humanos,
A toda a maldade, eu digo NÃO.

Autor: Andrio Cardoso Pereira

domingo, 26 de janeiro de 2014

POEMA: TRANQUILIDADE


Um dia de cada vez,
Um passo por vez,
A pressa é inimiga da perfeição,
Não podemos ser impacientes,
Com tranquilidade, se chega lá.


Autor: Andrio Cardoso Pereira

sábado, 25 de janeiro de 2014

VÍDEO-INFORMATIVO: IRMÃOS LUMIÈRE, OS PAIS DO CINEMA


Olá caros leitores, tudo bem com vocês?


 Esse pequeno vídeo acima feito em 2009 pela ANDRIOFILMES, conta um pouco da trajetória dos irmãos inventores Louis e Auguste Lumière, que foram responsáveis pela invenção do cinema e pela primeira exibição pública de filmes feita na História, ocorrida em Paris, no dia 28 de dezembro de 1895, e também responsáveis por outros inventos revolucionários, como o processo de colorização de fotos. Confiram o vídeo, um grande abraço, bom fim de semana, até a próxima.   

sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

ACREDITO NA EDUCAÇÃO


Acredito muito na educação,
Ela salva milhares de vidas,
Transforma sociedades inteiras,
Acaba com a opressão de regimes autoritários,
Leva alegria, amor e conhecimento a todos,
Dela nascem nações livres e fortes,
Sou testemunho do que ela pode fazer,
Sou grato por ter transformado no que sou hoje,
Defenderei ela até meu último suspiro,
Pois quem aposta nela, só tem a ganhar.

Autor: Andrio Cardoso Pereira

Um bom fim de semana

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

PENSA E EXISTA


PENSAR É BOM DEMAIS,
NUNCA DEIXEM DE FAZER ISSO,
TE FAZ VIVER MAIS,
POR ISSO, PENSA E EXISTA!

Autor: Andrio Cardoso Pereira
        

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

POEMA: EU




Eu,
sou,
aquilo
que
escolho
ser
portanto
não se abale
seja você mesmo sempre.

Autor: Andrio Cardoso Perei

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

A MÚSICA E A HISTÓRIA: A GREAT DAY FOR FREEDOM- PINK FLOYD


Olá caros leitores, tudo bem com vocês?

 Banda inglesa surgida no fim dos anos 60, O Pink Floyd encantou o mundo com uma fusão perfeita  de psicodelismo, música erudita, experimentalismo e vários subgêneros do Rock, sempre trazendo a tona temas existenciais, espaciais, políticos, sociais e passagens épicas, tornando uma banda versátil a cada novo álbum, além de fazer shows espetaculares, com uso de shows de luzes e pirotecnia, e as capas dos álbuns serem verdadeiras obras de arte , tornaram o Pink Floyd uma verdadeira referência quando se fala em música altamente sofisticada e de extrema qualidade artística.
 Lançada em 1994, A Great Day For Freedom faz parte do álbum The Division Bell, um dos últimos registros em estúdio do Pink Floyd, é uma belíssima canção, que tem um do solos de guitarra mais belos feitos por David Guilmour, além de ser participação de uma orquestra, que dá um tom mais emotiva a música. Confiram abaixo uma apresentação ao vivo feita por David Guilmour na Polônia, com tradução da letra em português, é de ficar arrepiado:


Como no início da postagem já indica, a o tema da música é a Queda do Muro de Berlim, ocorrida no dia  09 de novembro de 1989, data que marca o fim da Guerra Fria, conflito ideológico, político e tecnológico protagonizado por Estados Unidos (capitalismo) e União Soviético (comunismo), iniciado logo após o fim da Segunda Guerra Mundial.
 Na letra narra de forma poética ao mesmo tempo a euforia das pessoas com esse acontecimento, mas também de tristeza, pois muitas pessoas não encontraram seus entes queridos que estavam desaparecidos e também pelos massacres em todo mundo que iniciaram após a queda do muro, como por exemplo na Iugoslávia e em diversas partes da África e da Ásia, mostrando os dois lados da moeda, oscilando tons heroicos e melancólicos durante o desenrolar a música.

Um grande abraço, até a próxima.  



segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

VÍDEO-INFORMATIVO: GEORGE MÉLIES, O PAI DOS EFEITOS ESPECIAIS NO CINEMA



Olá caros leitores, tudo bem com vocês?



Feito alguns anos atrás pela ANDRIOFILMES, esse vídeo conta um pouco da trajetória do primeiro cineasta da História do cinema que usou efeitos especiais, misturando efeitos ópticos e fotográficos com ilusionismo, o francês George Mélies, considerado o "pai dos efeitos especiais. Recentemente o diretor Martin Scorsese homenageou Mélies no filme "A Invenção de Hugo Cabret", o qual foi o grande vencedor do Oscar em 2012. Confiram o vídeo e divirtam-se bastante. 

Uma grande abraço até a próxima   

domingo, 19 de janeiro de 2014

É HORA DE LEVANTAR


Amigo, levante-se do chão,
Não fique lamentando pelo leite derramado,
Muito menos fique dizendo que o mundo é cruel,
Não fique aí parado, esperando um milagre,
Seja você mesmo um verdadeiro milagre,
É hora de regaçar as mangas e ir a luta,
Fazer as coisas serem diferentes,
Evitar os antigos erros,
Assim você conseguirá alcançar  teus objetivos,
Então, esqueça do passado que não deu certo,
Viva o presente, pois num futuro próximo, a vitória chegará.

Autor: Andrio Cardoso Pereira

Uma BOA SEMANA, grande abraço, até a próxima

sábado, 18 de janeiro de 2014

VÍDEO: WOODSTOCK



Olá caros leitores, tudo bem com vocês?


 Vídeo feito pela ANDRIOFILMES em 2009, esse vídeo conta a estória do maior festival de música já feito em toda a História da arte, o Festival de Woodstock, ocorrido em agosto de 1969, em uma fazenda aos arredores de Noiva York, reunindo milhares de jovens e os maiores nomes do Rock mundial, como The Who, Janis Joplin, Jimi Hendrix, Carlos Santana e muitos outros, inspirando posteriormente na forma de pensar, comportamento, cultura e em todas as esferas da sociedade. Confiram o vídeo, um grande abraço a todos, tudo de bom, BOM FIM DE SEMANA até a próxima.

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

LIVRO: GARIBALDI & MANOELA, UMA HISTÓRIA DE AMOR (AMOR DE PERDIÇÃO)- JOSUÉ GUIMARÃES


Olá caros leitores, tudo bem com vocês?

 Nascido na cidade de São Jerônimo, o escritor gaúcho Josué Guimarães (1921-1986) foi um grande romancista, jornalista, cronista e contista, escrevendo livros para o público infantil e adulto que geralmente retratava acontecimentos históricos, especialmente ocorridos no Rio Grande do Sul, tornando-o muito popular em todo o Brasil.
 Lançado em 1986, Garibaldi & Manoela é o último livro escrito por Josué Guimarães, trata-se de uma novela curta, cheio de lirismo e sensibilidade, narrando uma estória de amor impossível, que é ao mesmo tempo requintada e simples, tendo um desfecho previsível, mas de intensa carga emotiva, que te prende da primeira a última página.
 A trama da novela nada mais é que o curto romance proibido vivido por Giuseppe Garibaldi e Manoela (sobrinha do general Bento Gonçalves), em meio a brutalidade da Guerra dos Farrapos, conflito ocorrido no sul do Brasil entre 1835 e 1845, pouco antes de Garibaldi partir para Santa Catarina com as tropas farroupilhas, onde conheceu e se apaixonou por Anita.
 Apresentando a sociedade gaúcha em meados do século XIX, a novela retrata um tempo bastante complicado, de fortes preconceitos, de homens corajosos, heróis de guerras e também de jovens reprimidos por um sistema patriarcal, o qual arranjava casamentos, conforme a vontade do chefe de família, sem respeitar a vontade de outros membros da família.
 Ricamente ilustrado por Nelson Jungbluth, Garibaldi & Manoela é uma obra-prima da literatura, escrito de forma arrebatadora e comovente, mostra de forma fictícia um dos conflitos mais sangrentos da História do Brasil e uma estória de amor conturbada, a qual só poderia nascer da mente genial de Josué Guimarães, autor de clássicos da literatura brasileira como Dona Anja, Camilo Mortágua, Tambores Silenciosos, As Muralhas de Jericó e  A Ferro e Fogo. 

Um grande abraço, BOM FIM DE SEMANA, até a próxima.

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

DEPOIS DO TEMPORAL


Sempre vem o majestoso sol,
Apagando um dia cinzento e tenebroso,
Trazendo luz a toda parte,
A natureza mostra toda sua beleza,
Os pássaros voltam a cantar,
As pessoas saem de dentro das casas,
Todos sentem mais dispostos,
Depois do temporal,
A vida parece ser mais alegre e divertida.

Autor: Andrio Cardoso Pereira



quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

CINE HISTÓRIA: O TEMPO E O VENTO (2013)


FICHA TÉCNICA

Título Original: O Tempo e o Vento 
Duração: 127 min.
Ano: 2013
Diretor: Jayme Monjardim  
País: Brasil
Idiomas disponíveis e legendas: Português e Castelhano 
Gênero: Aventura/ Épico/ Guerra/ Drama Histórico
Temática: Formação Cultural, Geográfica e Histórica do Rio Grande do Sul/ Sete Povos das Missões/ Guerra contra os Castelhanos/ Revolução Farroupilha/ Revolução Federalista

SINOPSE (Fonte: Adoro Cinema)

 Rio Grande do Sul, final do século XIX. As família Amaral e Terra-Cambará são inimigas históricas na cidade de Santa Fé. Quando o sobrado dos Terra-Cambará é cercado pelos Amaral, todos os integrantes da família são obrigados a defender o local com as armas que têm à disposição. Esta vigília dura vários dias, o que faz com que logo a comida escasseie. Entre eles está Bibiana (Fernanda Montenegro), matriarca da família que recebe a visita de seu falecido esposo, o capitão Rodrigo (Thiago Lacerda). Juntos eles relembram a história não apenas de seu amor, mas de como nasceu a própria família Terra-Cambará.

COMENTÁRIO

 Épico dirigido pelo cineasta Jayme Monjardim, essa superprodução do cinema brasileiro é baseada na obra imortal de Érico Veríssimo, mais especificamente em O Continente, primeira parte da trilogia O Tempo e o Vento, uma das mais conhecidas dessa obra, devido a presença de personagens carismáticos como Ana Terra, Pedro Missioneiro, Bibiana e Capitão Rodrigo, muita aventura, romance e por representar bem o espírito do povo do Rio Grande do Sul, tornando muito celebre.
 Com um elenco recheado de estrelas como Thiago Lacerda, Cleo Pires, Fernanda Montenegro, Majorie Estiano, José de Abreu e Paulo Goulart, O Tempo e o Vento tem uma belíssima fotografia, que exalta as belezas naturais do Rio Grande do Sul, cenários grandiosos e cenas de batalhas empolgantes, tornando esse filme um belíssimo espetáculo.
 Narrado do ponto de vista de Bibiana e Capitão Rodrigo, o filme narra a trajetória de uma família por 150 anos, desde meados do século XVIII até o fim do século XIX, tendo como cenário a cidade de Santa Fé, passando por todas as transformações históricas e políticas que o Rio Grande do Sul passou, participando ativamente desse longo processo, o qual culminou nas delimitações das fronteiras e da cultura que esse estado tem até os dias de hoje.
 Como é uma trama já bastante conhecida de todos, vamos agora falar resumidamente dos acontecimentos históricos que o filme retrata, para facilitar vocês leitores na localização  do enredo enquanto estiverem assistindo O Tempo e o Vento.
 O primeiro acontecimento histórico retratado no filme é os massacres realizados por tropas portuguesas e espanholas nos Sete Povos das Missões em meados do século XVIII, onde o pequeno Pedro Missioneiro é testemunha ocular e sobrevivente do banho de sangue que por lá aconteceu, além de apresentar de forma breve características do estilo de vida que os jesuítas e os índios tinham nas Missões.
 Logo após, os acontecimentos retratados são os conflitos entre os gaúchos e os castelhanos ocorridos entre o fim do século XVIII e início do XIX, gerando violentos massacres por toda parte, motivados por conquistar definitivamente as fonteiras do sul do Brasil, sendo esse um dos pontos mais estratégicos da América do Sul na época.
 Como não podia deixar, a Revolução Farroupilha é o fato histórico com grande destaque em O Tempo e o Vento. Conflito ocorrido no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina de 1835 e 1845, durante o período regencial, estanceiros gaúchos enfrentaram as forças imperiais, em um dos conflitos mais longos e sangrentos da História do Brasil. No filme, a família Terra-Cambará representam os idéias farroupilhas, enquanto a família Amaral representa os interesses imperiais.
 Finalizando o filme, o último fato histórico retratado em O Tempo e o Vento é a Revolução Federalista, conflito sangrento que aconteceu no sul do brasil entre 1893 e 1895, de um lado estavam os republicanos (chamados de chimangos ou pica-paus, vestiam lenço branco) defendendo o governador Júlio de Castilho, de outro os federalistas (chamados de maragatos, vestiam lenço vermelho), que faziam oposição e pretendiam tirar ele do poder. No enredo do filme,  os Terra-Cambará defendem os ideais republicanos, já os Amaral defendem os federalistas.
 Desde o primeiro minuto do filme, nota-se uma grande dualismo durante a desenvolvimento do enredo, sendo apresentado a vida e morte, amor e ódio, vingança e reconciliação, guerra e paz, alegria e tristeza, bem e mal e derrota e vitória, tornando o filme mais interessante e divertido.
 Tendo uma linguagem próxima da teledramaturgia, O Tempo e o Vento é uma obra cinematográfica obrigatória a todos os fãs dos livros de Érico Veríssimo e que querem conhecer um pouco mais da História do Rio Grande do Sul e também do Brasil, sendo uma grande aula de História realizada pelo cinema, simplesmente um filme imperdível. Abaixo confiram o filme na integra, é só preparar a pipoca, refrigerante, guloseimas, apertar o PLAY e curtir essa superprodução do cinema brasileiro:


Um grande abraço, BOA SESSÃO, até a próxima.

terça-feira, 14 de janeiro de 2014

POEMA: OLHE AO SEU REDOR



Olhe ao seu redor,
Não faça cara de nojo,
Ajude quem está precisando,
Só assim teremos um mundo melhor.

Autor; Andrio Cardoso Pereira  

segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

CONHEÇA OS VENCEDORES DO GLOBO DE OURO 2014


Olá caros leitores, tudo bem com vocês?

Aconteceu nos Estados Unidos no último dia 12 de janeiro a entrega do Globo de Ouro, prêmio da indústria cinematográfica que é considerado uma prévia do Oscar, que além de premiar os destaques do cinema, abre espaço para premiar programas de televisão. Essa é a edição de número 71 do evento, que consagrou como vencedores os filmes 12 Anos de Escravidão e Trapaça, e a já consagrada série Breaking Bad foi a grande vencedora nas categorias relacionadas a televisão. Confira abaixo a lista dos indicados e vencedores (em negrito) do Globo de Ouro:

   Cinema

Melhor filme – Drama
"12 anos de escravidão"
"Capitão Phillips"
"Gravidade"
"Philomena"
"Rush: No limite da emoção"
Melhor filme – Comédia ou musical
"Trapaça"
"Ela"
"Inside Llewyn Davis: Balada de um homem comum"
"Nebraska"
"O lobo de Wall Street"
Melhor ator – Drama
Chiwetel Ejiofor ("12 anos de escravidão")
Idris Elba ("Mandela: Long walk to freedom")
Tom Hanks ("Capitão Phillips")
Matthew McConaughey ("Clube de compras Dallas")
Robert Redford ("All is lost")
Melhor atriz – Drama
Cate Blanchett ("Blue Jasmine")
Sandra Bullock ("Gravidade")
Judi Dench ("Philomena")
Emma Thompson ("Walt nos bastidores de Mary Poppins")
Kate Winslet ("Refém da paixão")
Melhor ator – Comédia ou musical
Christian Bale ("Trapaça")
Bruce Dern ("Nebraska")
Oscar Isaac ("Inside Llewyn Davis: Balada de um homem comum")
Joaquin Phoenix ("Ela")
Leonardo DiCaprio ("O lobo de Wall Street")
Melhor atriz – Comédia ou musical
Amy Adams ("Trapaça")
Julie Delpy ("Antes da meia-noite")
Greta Gerwig ("Frances Ha")
Julia Louis-Dreyfus ("À procura do amor")
Meryl Streep ("Álbum de família")
Melhor ator coadjuvante
Barkhad Abdi ("Capitão Phillips")
Daniel Bruhl ("Rush: No limite da emoção")
Bradley Cooper ("Trapaça")
Michael Fassbender ("12 anos de escravidão")
Jared Leto ("Clube de compras Dallas")
Melhor atriz coadjuvante
Sally Hawkins ("Blue Jasmine")
Jennifer Lawrence ("Trapaça")
Lupita Nyong'o ("12 anos de escravidão")
Julia Roberts ("Álbum de família")
June Squibb ("Nebraska")
Melhor diretor
Alfonso Cuarón ("Gravidade")
Paul Greengrass ("Capitão Phillips")
Steve McQueen ("12 anos de escravidão")
Alexander Payne ("Nebraska")
David O. Russell ("Trapaça")
Melhor roteiro
Spike Jonze ("Ela")
Bob Nelson ("Nebraska")
Jeff Pope Steve ("Philomena")
John Ridley ("12 anos de escravidão")
David O. Russell ("Trapaça")
Melhor filme estrangeiro
“Azul é a cor mais quente”, da França
“A grande beleza”, da Itália
“A caça”, da Dinamarca
“O passado”, do Irã
“Vidas ao vento”, do Japão
Melhor canção original
"Atlas", de Chris Martin ("Jogos vorazes: Em chamas")
"Let it go", de Kristen Anderson Lopez e Robert Lopez ("Frozen: Uma aventura congelante")
"Ordinary love", do U2 ("Mandela: Long walk to freedom")
"Please Mr. Kennedy", de Ed Rush, George Cromarty, T Bone Burnett, Justin Timberlake, Joel Coen e Ethan Coen ("Inside Llewyn Davis: Balada de um homem comum")
"Sweeter than fiction", de Taylor Swift ("One chance")
Melhor trilha original
"All is lost"
"Mandela: Long walk to freedom"
"Gravidade"
"A menina que roubava livros"
"12 anos de escravidão"
Melhor animação
"Os Croods"
"Frozen: Uma aventura congelante"
"Meu malvado favorito 2"
TV
Melhor série de TV – Drama
"Breaking bad"
"Downton Abbey"
"The good wife"
"House of cards"
"Masters of sex"
Melhor ator em série de TV – Drama
Bryan Cranston ("Breaking bad")
Liev Schreiber ("Ray Donovan")
Michael Sheen ("Masters of sex")
Kevin Spacey, ("House of cards")
James Spader ("The blacklist")
Melhor atriz em série de TV – Drama
Julianna Margulies ("The good wife")
Tatiana Maslany ("Orphan black")
Taylor Schilling ("Orange is the new black")
Kerry Washington ("Scandal")
Robin Wright ("House of cards")
Melhor série de TV – Comédia ou musical
"The big bang theory"
"Brooklyn nine-nine"
"Girls"
"Modern family"
"Parks and recreation"
Melhor ator em série TV – Comédia ou musical
Jason Bateman ("Arrested development")
Don Cheadle ("House of lies")
Michael J. Fox ("The Michael J. Fox show")
Jim Parsons ("The big bang theory")
Andy Samberg ("Brooklyn nine-nine")
Melhor atriz em série de TV – Comédia ou musical
Zooey Deschanel ("New girl")
Edie Falco ("Nurse Jackie")
Lena Dunham ("Girls")
Julia Louis Dreyfus ("Veep")
Amy Poehler ("Parks and recreation")
Melhor minissérie ou filme para TV
"American horror story: Coven"
"Minha vida com Liberace"
"Dancing on the edge"
"Top of the lake"
"The white queen"
Melhor ator em minissérie ou filme para a TV
Matt Damon ("Minha vida com Liberace")
Michael Douglas ("Minha vida com Liberace")
Chiwetel Ejiofor ("Dancing on the edge")
Idris Elba ("Luther")
Al Pacino ("Phil Spector")
Melhor atriz em minissérie ou filme para a TV
Helena Bonham Carter ("Burton and Taylor")
Rebecca Ferguson ("The white queen")
Jessica Lange ("American horror story: Coven")
Helen Mirren ("Phil Spector")
Elisabeth Moss ("Top of the lake")
Melhor ator coadjuvante em série, minissérie ou filme para a TV
Josh Charles ("The good wife")
Rob Lowe ("Minha vida com Liberace")
Aaron Paul ("Breaking bad")
Corey Stoll ("House of cards")
John Voight ("Ray Donovan")
Melhor atriz coadjuvante em série, minissérie ou filme para TV
Jacqueline Bisset ("Dancing on the edge")
Janet McTeer ("The white queen")
Hayden Panattiere ("Nashville")
Monica Potter ("Parenthood")
Sofia Vergara ("Modern family")

Prêmio Cecil B. DeMille
Woody Allen
 Agora é só esperar sair as indicações ao Oscar, e esperar quem será o grande vencedor da estatueta mais cobiçada da industria cinematográfica mundial, será o que vai acontecer? Quem irá vencer? Terá novidades? Repetirá os mesmos vencedores do Globo de Ouro? Essas perguntas serão respondidas brevemente, façam suas apostas e quem vença o melhor.
Uma boa semana, grande abraço, até a próxima.

domingo, 12 de janeiro de 2014

POEMA: CONTROLAR A RAIVA


Controlar a raiva,
Não deixar que os outros te façam de palhaço,
Não usando a violência,
Assim resolveremos nossos problemas.

Autor: Andrio Cardoso Pereira

sábado, 11 de janeiro de 2014

COBERTURAS FEITAS PELO BLOG DO PROFESSOR ANDRIO FORA DE SANTA ROSA DO SUL EM 2013


Olá caros leitores, tudo bem com vocês?

 O ano de 2013 foi um ano bastante especial para o Blog do Professor Andrio, além de cobertura de diversos eventos ocorridos em Santa Rosa do Sul, percorri a região, cobrindo eventos bem legais, os quais tiveram grande repercussão, consolidando o tremendo sucesso que esse blog tem hoje. Vamos começar uma retrospectiva de tudo o que apareceu de eventos fora de Santa Rosa do Sul, que tiveram cobertura desse humilde blog.

3º OPALA BEACH, BALNEÁRIO GAIVOTA 03/02



 Primeiro evento feito pelo blog fora de Santa Rosa do Sul em 2013, o Opala Beach é organizado pelo Clube do Opala Catarinense (COCA) em Balneário Gaivota, teve uma exposição magnífica de Opalas e outros carros antigos, tendo para finalizar, show com a banda Velhos Batutas, como podem conferir no vídeo acima.

CARNAVAL DE RUA EM BALNEÁRIO GAIVOTA 08/02


Uma semana após o Opala Beach, estive novamente em Balneário Gaivota, participando do Carnaval de Rua, desfilando no bloco Os Sobreviventes, o qual foi uma experiência única e maravilhosa, onde tive a oportunidade de conhecer a criatividade e a alegria que a juventude dessa região tem, a qual relatei todas as emoção aqui no blog.

FESTIVAL INTERNACIONAL DE BALONISMO DE TORRES 01/05 A 05/05


 Um dos eventos mais incríveis que eu já cobri me quase dois anos de blog, o Festival Internacional de Balonismo de Torres além de ser um evento esportivo de beleza única, também tem muitas manifestações culturais, esportes radicais e show musicais de excelente qualidade, tornando um dos eventos mais bonitos de todo o Brasil.

FESTA EM HONRA A SANTO ANTÔNIO DE PÁDUA, SOMBRIO 13/06


 Em junho, estive em uma das maiores festas religiosas da região da Amesc, a em honra a Santo Antônio de Pádua, na cidade de Sombrio, onde além de manifestações bonitas de fé, teve exposições e shows com diversas bandas e missa especial no dia 16 de junho com a presença do Padre Robson de Oliveira, reunindo milhares de pessoas, sendo um evento cultural forte nesse munícipio.

EXPOSIÇÃO: HERANÇA AÇORIANA, MUSEU DE ARARANGUÁ 29/08




No fim do mês de agosto, estive no Museu Histórico de Araranguá para conferir a exposição Herança Açoriana, a qual faz um grande tributo cultural deixado pelos açorianos no munícipio de Araranguá e também no litoral sul de Santa Catarina, sendo uma exposição muito bonita, a qual pode ser conferida no vídeo acima.

6ª MARFEST, BALNEÁRIO GAIVOTA 19/09 A 22/09


 Mais um evento em Balneário Gaivota, a Marfest traz como temática a vida no mar, atraindo um público grande com atrações culturais, esportes e shows de bandas do porte de Nenhum de Nós, Dazaranha e Velhos Batutas, animando a galera, mesmo com uma intensa chuva que predominou durante a realização desse belíssimo evento.

FEIRA DO LIVRO DE TORRES 10/11 A 17/11



 Encerrando o ano de 2013, estive no mês de novembro na décima terceira edição da Feira do Livro de Torres, onde reuniu inúmeros fãs da leitura e da cultura, aproveitando o feriadão de 15 de novembro (Proclamação da República), tendo muitas atrações na programação. O vídeo acima dá uma idéia desse evento incrível.
 Para encerrar essa postagem especial, queria agradecer a todas as pessoas que me ajudaram de uma forma ou de outra durante esses eventos que participei em 2013, foram experiências maravilhosas e que contribuiriam demais com minha aprendizagem. 2014 está só começando, terão muitas novidades vindo por aí, AGUARDEM  e não percam nenhuma postagem desse blog.

Um grande abraço, bom fim de semana, tudo de bom.

sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

PRECISAMOS DE PAZ E AMOR




Precisamos distribuir flores invés de bombas e tiros,
Levar palavras de conforto e esperança a todos, não de discursos políticos mentirosos,
Alimentar as pessoas mais necessitadas, invés de usar drogas,
Ser instrumentos da paz, não mensageiros da destruição,
Precisamos ser livres, invés de sermos escravos de filosofias utópicas,
Levar a luz do conhecimento a todos, invés de distribuir violência,
Respeitar todas as pessoas, não pregar o ódio e o preconceito,
Dizer coisas agradáveis, invés de levar más notícias,
Ser alguém muito alegre, não estar de mau com tudo ou com todos,
Semear o amor por onde passa, invés de discórdia,
Iluminar aonde está reina a escuridão,
Acalmar os corações em conflito,
Chega de maldade e daquilo que não serve,
Precisamos apenas de duas palavras para mudar o mundo: 
PAZ E AMOR.

Autor: Andrio Cardoso Pereira





quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

ELEIÇÃO DO PAPA FRANCISCO


Olá caros leitores, tudo bem com vocês?

 No dia 13 de março de 2013, o então Arcebispo de Buenos Aires, Jorge Mario Bergoglio foi eleito o novo papa da Igreja Católica, após a renúncia do Papa Bento XVI no dia 28 de fevereiro de 2013, adotando o nome de Francisco, sendo o primeiro papa nascido no continente americano, quebrando a tradição de papas de origem europeia, além de ser o primeiro papa jesuíta da História da Igreja Católica.
 Eu sendo católico acredito que esse Papa fará um grande mandato, seguindo um pouco daquilo que João Paulo II iniciou há mais de 30 anos atrás, tenho grande fé, é uma pessoa super carismática, ligado as questões ecológicas e sociais, simples e tranquilo, com dialogo que une todas denominações religiosas, é sem dúvida o líder que estávamos precisando.


Grande abraço, até a próxima! 

quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

CINE HISTÓRIA: LAWRENCE DA ARÁBIA (1962)



FICHA TÉCNICA

Título Original: Lawrence of Arabia
Duração: 216 min.
Ano: 1962
Diretor: David Lean
País: InglaterraEstados Unidos
Idiomas disponíveis e legendas: Inglês e Português
Gênero: Aventura/ Épico/ Guerra/ Drama Histórico
Temática: Primeira Guerra Mundial/ Unificação da Arábia.

SINOPSE (Fonte: Adoro Cinema)

 Em 1935, quando pilotava sua motocicleta, T.E.Lawrence (Peter O'Toole) morre em um acidente e, em seu funeral, é lembrado de várias formas. Deste momento em diante, em flashback, conhecemos a história de um tenente do Exército Inglês no Norte da África, que durante a 1ª Guerra Mundial, insatisfeito em colorir mapas, aceita uma missão como observador na atual Arábia Saudita e acaba colaborando de forma decisiva para a união das tribos árabes contra os turcos. 

COMENTÁRIO


  Obra-prima do cinema mundial, dirigido pelo mestre David Lean, esse clássico conta a trajetória real de T. E. Lawrence, um aventureiro excêntrico com opiniões dúbias, ora em favor dos ingleses, outra da causa dos árabes, que acabou tendo papel fundamental na formação de um novo país, a Arábia Saudita, baseado no seu livro autobiográfico Os Sete Pilares da Sabedoria.
 Conhecido por uma filmografia recheada de grandes épicos, como Doutor Jivago e A Ponte do Rio Kwai, também pelas grandes tomadas de câmera, David Lean criou esse épico de forma magistral, apresentando a grandiosa do deserto (sendo filmado inclusive nos locais aonde aconteceram os fatos), suas tribos e recheado de perigos, a trilha sonora poderosa de Maurice Jarre (pai do músico Jean Michel Jarre) e o elenco carismático, com Anthony Quinn, Alec Guiness (ator recorrente na filmografia de Lean), Claude Rains, Omar Sharif (ator egípcio fez sua estréia em Hollywood nesse filme), além é claro, da atuação inesquecível de Peter O'Toole como Lawrence, fazem que os 216 minutos de duração passem voando, tornando esse filme uma experiência inesquecível, sendo vencedor de 7 Oscar, inclusive de Melhor Filme.
 Feito nos moldes dos filmes épicos realizadas na época, esse filme retrata quatro episódios da vida de Lawrence, em sua estadia na Arábia durante a Primeira Guerra, além é claro de apresentar sua morte e enterro na Inglaterra (tudo contado em forma de flashbacks): a agonizante conquista de Aqaba (uma das tomadas mais impressionantes do filme, contando com milhares de figurantes); seu aprisionamento pelos turcos em Deraa, sendo torturado por eles; o massacre da cidade de Tafas; e o fim do sonho dos árabes conquistarem Damasco.
  Além de mostrar a vida aventureira de Lawrence e sua paixão pelos povos do deserto, esse clássico apresenta detalhada a cultura das tribos árabes, seus costumes com os estrangeiros, suas formas e estratégias de lutar, também fala das ambições colonialistas inglesas no Oriente Médio com noções cartográficas da região e das tramas para vencer a guerra (Primeira Guerra) contra os turcos e alemães.
  Vale a pena frisar que David Lean para dar um realismo quase documental a esse filme, decidiu que o set de filmagem seria na região aonde os fatos realmente aconteceram, inclusive a equipe de produção encontrou fragmentos de artefatos que foram utilizados na sabotagem de um trem turco, durante a conquista de Aqba, a qual Lawrence participou efetivamente. Segundo Steven Spielberg, que participou da remasterização do filme para DVD, fã e inspirado pela obra de David Lean, ousou dizer que a produção desse filme nos dias de hoje custaria aproximadamente 285 milhões de dólares, vindo de um especialista em filmes grandiosos como Spielberg, difícil em não acreditar que esse filme é uma das produções mais caras da História.
  Sendo um misto de aventura colonial e épico de guerra, Lawrence da Arábia foi concebido para ser um dos filmes épicos mais populares do cinema, devido a sua trama envolvente e sua produção de orçamento ciclópico, com o passar do tempo se tornou um clássico, que conseguiu mostrar uma visão realista de um povo que lutou com a ajuda de um aventureiro apaixonado, que decidiu ajudar os árabes a unificar todos os povos num só país, a Arábia Saudita, e a lutar contra os invasores turcos, fez que a trajetória de Lawrence se tornasse tão lendária quanta as areias do deserto, um filme inesquecível no sentido amplo da palavra. Cliquem no link abaixo para assistir o filme completo:

Assista ao filme Lawrence da Arabia gratuito online - Crackle

Um grande abraço, tudo de bom, até a próxima.

terça-feira, 7 de janeiro de 2014

A MÚSICA E A HISTÓRIA: MOSCA NA SOPA- RAUL SEIXAS



Olá caro leitores, tudo bem com vocês?

 Maior expoente do Rock nacional nos anos 70, Raul Seixas dispensa qualquer apresentação, todas suas músicas são verdadeiros clássicos da MPB, além de ter toda uma mística e irreverência bem original em suas letras, tornando-o em um mito da cultura brasileira.
 Lançada em 1973, Mosca na Sopa é um de seus hits mais conhecidos, tanto pela letra bem chiclete e irreverente, como pelo ritmo da música que mistura Rock com ritmos de origem afro-brasileiros, como a capoeira e a dos pontos cantados nos terreiros de Umbanda e Candomblé.
 Usando da metáfora e do humor, Raul Seixas em Mosca na Sopa dispara uma poderosa crítica a censura patrocinada pela Ditadura, dizendo que nem mesmo usando o método mais cruel, não conseguirá calar a voz das massas oprimidas, podiam matar um, dois ou mais, viria outros substituírem e incomodar cada vez mais, ou em outras palavras, a mosca é a representação povo e dos grupos de oposição, o homem que tem seu sono perturbado é o Regime Militar e seus aliados. Abaixo confiram um vídeo da música e divirtam-se com esse clássico do saudoso Maluco Beleza:


Grande abraço, até a próxima.

segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

TRADIÇÃO DO TERNO DE REIS




Olá caros leitores, tudo bem com vocês?

 Dentro das festividades do Natal no litoral catarinense, o Terno de Reis (Folia de Reis ou Reisado em outros estados) é uma das manifestações folclóricas mais conhecidas e celebrados até os dias atuais em vários municípios de Santa Catarina, inclusive no Vale do Araranguá.
  O Terno de Reis surgiu em Portugal e foi trazido ao Brasil no início de sua colonização pelos imigrantes açorianos e portugueses. Celebrada entre o dia 24 de dezembro ao dia 06 de janeiro (dia de Santos Reis), essa manifestação faz alusão ao nascimento de Jesus e a visita dos reis magos ao presépio em Belém, através de grupos de cantoria, alguns com danças e apresentações teatrais que vão de casa em casa anunciando o Natal.
   Em termos musicais, os instrumentos usados nas cantorias são praticamente os mesmos da música sertaneja: o violão, a viola, a gaita, tambor e o violino (conhecido também por rabeca), podendo variar de um grupo para o outro. Outra característica importante é a presença de um mestre, que é aquele responsável pela folia e pela criação dos versos, depois repetidos pelos foliões (coro), o qual há uma voz especial que dá todo tom acaipirado da cantoria: o típe, que faz o famoso e estridente “ai” no fim dos versos, podendo haver dois ou mais.
  Aqui na região em algumas comunidades do interior, essa tradição permanece viva, e geralmente na missa do dia 24 de dezembro, a chamada Missa do Galo, há sempre apresentação de Terno de Reis, fazendo um resgate cultural dessa tradição, que com o passar dos tempos, morre aos poucos, devido à influência de outras culturas que vem de fora, e ficando restrito ao pessoal mais idoso e admiradores dessa linda manifestação cultural.
  Santa Rosa do Sul atualmente existem algumas manifestações isoladas de Ternos de Reis, segundo alguns moradores mais antigos, algumas décadas atrás essa tradição foi mais forte, tendo períodos de grande atividade, mas com o passar do tempo, assim como em outros municípios, agoniza e tem grande possibilidade de sumir, caso não seja feito um resgate cultural de forma adequada imediatamente. Essas manifestações de Terno de Reis aqui no munícipio ocorrem muitas vezes na tradicional Missa do Galo ou em eventos culturais.
 Sou um grande entusiasta do Terno de Reis, sempre defenderei com unhas e dentes que essa tradição não morra e se torne cada vez mais forte, especialmente em meu município e na região onde vivo, pois isso faz parte de nossa História e cultura.
 Quero deixar aqui para todos poderem ver e ouvir, exemplos de Terno de Reis, começando pelo grupo Família Dias, que são os maiores expoentes dessa tradição em Santa Catarina e no Brasil, tendo canções próprias e clássicos da música sertaneja, confiram o DVD completo desse grupo de Blumenau que encanta a todos com sua música folclórica:



Como é uma das raízes da música sertaneja, diversos artistas como Chitãozinho & Xororó, Christian & Ralf, Pena Branca & Xavantinho, Trio Parada Dura e tantos outros já gravaram Terno de Reis, conforme a tradição dos seus estados de origem, vamos abaixo conhecer quatro versões maravilhosas dessa tradição:


REISADO- PENA BRANCA & XAVANTINHO


FOLIA DE REIS- TRIO PARADA DURA

HINO DE REIS- CHRISTIAN & RALF

QUE NOITE TÃO BONITA- VOZES BUGRAS

 Para encerrar essa postagem com chave de ouro, quero postar um vídeo feito por mim de uma apresentação do grupo de Terno de Reis do bairro Lagoão, da cidade de Araranguá, o qual resgata e divulgação a tradição do Terno de Reis em nossa região, confiram:




Um grande abraço a todos, até a próxima.