sexta-feira, 31 de maio de 2013

ESPECIAL: ENTREVISTA NA MAMPITUBA 99,5 (31/05/2013)



Olá caros leitores, tudo bem com vocês?

 Hoje pela manhã tive a honra de conceder uma entrevista na emissora de rádio Mampituba (99,5), participando do programa Mampituba Notícias, apresentado pelo meu grande amigo Alex Bristot. Os assuntos que foram tratados na entrevista: a História do cinema, a importância dele na vida das pessoas, a presença do cinema na região da AMESC (especialmente Santa Rosa do Sul) e um pouco do meu trabalho cultural na internet. Quero agradecer ao Alex e a equipe da Mampituba pelo convite, a todos os ouvintes que sintonizaram, abaixo está parte da entrevista em um áudio, para todos conferirem e deixo livre para quem quiser compartilhar com seus amigos
Um grande abraço, bom fim de semana, até a próxima.

ENTREVISTA MAMPITUBA by Andrio Cardoso Pereira

quarta-feira, 29 de maio de 2013

DIAS DE TEMPORAL


Na vida, tem sempre os temporais,
Dias onde tudo fica escuro,
Ventos violentos sopram derrubando o que tiver pela frente,
Raios e relâmpagos amedrontadores para te assustar,
Granizo para quebrar suas estruturas,
Cai lágrimas do céu, chuva intensa,
As vezes, somos pegos de surpresas,
Outras nem tanto, conseguindo fugir,
Mas não devemos ter medo, sofrer por antecipação,
Como dia aquele velho ditado,
Depois da tempestade, sempre vem a bonança,
Alegrem-se, esse temporal vai passar,
Logo o sol irá voltar a brilhar.

Autor: Andrio Cardoso Pereira





segunda-feira, 27 de maio de 2013

A MÚSICA E A HISTÓRIA: MIA GIOCONDA- VICENTE CELESTINO



Olá caros leitores, tudo bem com vocês?


 Grande nome da Música Popular Brasileira, Vicente Celestino (1894-1968) era conhecido como Voz Orgulho do Brasil, teve uma carreira longa sem jamais sair do país, lançando inúmeros discos e apresentando-se em diversas emissoras de rádio. São de sua autoria sucessos como O Ébrio, Conceição, Serenata, Coração Materno e Mia Gioconda, canções as quais foram regravadas pro diversos artistas brasileiros dos mais variados gêneros musicais.
 Lançada em 1946, Mia Gioconda é uma belíssima canção que conta a estória de amor entre uma jovem italiana e um pracinha brasileiro, na Itália, durante a participação da Força Expedicionário Brasileira na Segunda Guerra Mundial. Cantada em português e italiano, a música é um verdadeiro documento histórico sobre a FEB, sendo muito próximo de um enredo cinematográfico. Confirma acima um vídeo com a canção original cantada pelo próprio vicente Celestino.
 Em 1996, Mia Gioconda fez parte da trilha sonora da novela O Rei do Gado, exibida pela rede Globo, folhetim o qual fez uma pequena homenagem a FEB, apresentado uma belíssima versão dessa canção interpretada pela dupla Chrystian & Ralf  junto com Agnaldo Rayol, resgatando a importância histórica das façanhas dos pracinhas brasileiros durante a Segunda Guerra Mundial. Abaixo está a versão feita especialmente para a novela, confiram:


Um grande abraço, uma boa semana, até a próxima. 

domingo, 26 de maio de 2013

FIM DE DOMINGO


Hoje o dia foi lindo,
Muitas aventuras maravilhosas,
Mesmo sendo de tardinha,
Ainda não acabaram as emoções,
Tem a noite toda para acontecer coisas incríveis,
Nada de deixar o tédio tomar conta,
Sempre tem que ter esperança de coisas boas,
Mesmo sendo apenas um fim de domingo.

Autor: Andrio Cardoso Pereira

sábado, 25 de maio de 2013

ESPECIAL: UM ANO DE BLOG DO PROFESSOR ANDRIO


Olá caros amigos, tudo bem com vocês?

 Aniversário é a data mais especial que pode existir, vai muito além de festas, presentes e homenagens, é o dia mais importante para uma pessoa, projeto, empresa ou instituição, é simplesmente uma celebração da vida e do esforço empreendido para alcançar uma conquista.
 Nesse sentido, com grande alegria, essa semana o Blog do Professor do Andrio está de aniversário, completando um ano de existência. Tudo começou no dia 19 de maio de 2012, quando fiz a primeira postagem, dando início as atividades desse portal, dando boas vindas a vocês leitores e explicando um pouco da metodologia que eu usaria para escrever aqui, cliquem AQUI para ver a postagem.
 Comecei esse blog pensando apenas com intenção de entretenimento educativo, mas sempre com dedicação e carinho, naquela época eu estava trabalhando na biblioteca da Escola do João dos Santos Areão. Passando o tempo, fiquei desempregado, comecei a usar o blog como um anti-stress e um alternativa para fazer algo útil, enquanto passa essa fase desagradável, me dedicando ao máximo, indo muito além do passatempo, uma forma de manifestar o conhecimento que adquiri ao passar dos anos.
 Mesmo ainda estando numa situação desconfortável, estou feliz,  vejo que hoje estou começando a colher os frutos que estou plantando, o blog conseguiu até o momento mais  21.380 visualizações, chamando a atenção do público cada vez mais, recebendo inclusive convite para palestras e entrevistas em emissoras de rádio, para falar sobre os temas que escrevo no blog.
 Agradecer a todos pelo apoio e carinho, é o minimo que posso fazer, pois se cheguei até aqui, foi por cada de vocês, caros leitores, e para nossa alegria, irei me esforçar cada vez mais, para fazer um trabalho cada vez melhorar, conquistando ainda mais um público seleto e sedendo por conhecimento.

MUITO OBRIGADO PESSOAL,SUCESSO, PAZ, AMOR E ALEGRIA A TODOS.

VIVA O BLOG DO PROFESSOR ANDRIO, PARABÉNS PARA MIM, KKKK

UM GRANDE ABRAÇO A TODOS, ATÉ A PRÓXIMA.


segunda-feira, 20 de maio de 2013

A MÚSICA E A HISTÓRIA: COMO NOSSOS PAIS- ELIS REGINA


Olá caros leitores, tudo bem com vocês?


Um das vozes mais conhecidas da MPB, Elis Regina (1945-1982) foi a cantora como maior versatilidade musical do Brasil, unindo com perfeição o erudito com o popular, a qual conquistou tanto a crítica como o público, além de ter um temperamento muito forte, algumas vezes polêmico, tinha uma formidável presença de palco, realizou uma vasta discografia, mesmo morrendo precocemente, aos 36 anos.
 Muitas canções de Elis Regina são verdadeiros documentos históricos, os quais registram o período de maior repressão da Ditadura Militar, apresentando os males causados por esse sistema, mostrando o engajamento político de Elis. 
 Fazendo parte do álbum Falso Brilhante (1977), Como Nossos Pais foi escrita brilhantemente por Belchior e interpretada de forma emotiva por Elis Regina, essa canção critica duramente a violenta repressão feita pelo Regime Militar, deixando a juventude sem vontade de lutar, deixando-os completamente sem ação, parados no tempo.
 Acima está o clipe original de Como Nossos Pais feito por Elis para o programa Fantástico, o qual mostra toda sua vibrante presença de palco, cantando de forma furiosa e emotiva, dando um tom mais crítico a canção. Prestem bem atenção na letra e na performance de Elis, um verdadeiro clássico da Música Popular Brasileira.

Um grande abraço, até a próxima, uma excelente semana. 


sexta-feira, 17 de maio de 2013

DIA DE INVERNO



Na rua sopra um vento gelado,
Bom para estar em casa bem agasalhado,
Comer comidas quentes,
Ver um bom filme,
Ler um livro bem bacana,
Estar com quem ama, bem juntinho,
Com toda aquele clima romântico,
É maravilhoso demais,
Porém é ruim demais para acordar,
Assim é um dia de inverno.

Autor: Andrio Cardoso Pereira





sexta-feira, 10 de maio de 2013

SANTA ROSA DO SUL ESPECIAL: DE POVOADO A MUNICÍPIO, A EVOLUÇÃO DE SANTA ROSA DO SUL (1932-2013)

Foto atual da vista área de Santa Rosa do Sul (Fonte: http://www.santarosadosul.sc.gov.br/home/index.php?)

Olá caros leitores, tudo bem com vocês?

 Na edição passada de Santa Rosa do Sul Especial, foi contada um pouco da evolução do povoado de Santa Rosa, desde a chegada das primeiras famílias de imigrantes, os nomes que a localidade já teve  (Morro das Mortes, Três Alfredos) até a construção da capela de Santa Rosa de Lima, santa a qual deu originou o nome do nosso município.
 Continuando nossa aventura pela História de Santa Rosa do Sul, chegamos agora na década de 1930, período em que na Europa surge regimes totalitários, como o nazismo e o fascismo, no Brasil começa a era do presidente Getúlio Vargas através da Revolução de 1930 e consolidada com Revolução Constitucionalista de 1932. Enquanto isso, Santa Rosa era um pequena vilarejo a qual pertencia ao município de Araranguá.
 Nessa época, era muito comum a passagem dos tropeiros pela região, que traziam produtos de outras regiões do Brasil, especialmente da serra gaúcha, para Santa Rosa, abastecendo o comércio local, havendo um grande fluxo de pessoas que por aqui passavam. Como é de se imaginar, a grande maioria das famílias viviam basicamente da agricultura, especialmente do cultivo da mandioca, surgindo então grandes engenhos onde era fabricados a farinha e o polvilho.
 O tempo foi passando, o povoado foi crescendo, até se tornar uma pequena e aconchegante vila. Com a emancipação política de Sombrio, ocorrida em 1953, Santa Rosa passou a pertencer a esse munícipio. Dois anos depois, após pressão popular, o prefeito sombriense Santelmo Borba, através da Resolução 01/55 de 24 de Novembro de 1955, transforma Santa Rosa em distrito de Sombrio.
 A partir dos anos 80, devido o forte desejo da população de Santa Rosa pela emancipação política do distrito, surge o movimento emancipacionista. Criando um diretoria para trabalhar pela criação do munícipio, o movimento emancipacionista realizou um plebiscito com a população no dia 18 de outubro de 1987, a qual a grande maioria votou SIM pela emancipação.
 Após ser ratificada pela Assembléia Legislativa do Estado, o então governador Pedro Ivo Campos tentar vedar o pedido de emancipação, mas o veto acaba sendo derrubado pela Assembléia. Assim, abriu caminho para Santa Rosa e outros seis distritos catarinenses se transformaram em municípios.
 Finalmente no dia 04 de janeiro de 1988, o distrito de Santa Rosa emancipa-se de Sombrio, ganhando o nome de Santa Rosa do Sul, começando assim oficialmente a História política do município. A primeira eleição foi marcada para o dia 16 de abril de 1989, com a posse prevista para o dia 01 de junho daquele mesmo ano. Abaixo vem os nomes de todos os prefeitos e vice que governaram a cidade de 1988 até 2012, confiram:

Primeiro Mandato (1989-1992)

Prefeito: José Aquino Isoppo
Vice:  José Pereira da Rosa

Segundo Mandato (1993-1996)

Prefeito: José Pereira da Rosa
Vice: José Moacir Bez

Terceiro Mandato (1997-2000)

Prefeito: José Aquino Isoppo
Vice: Geci Gertrudes de Oliveira Casagrande

Quarto Mandato (2001-2004)

Prefeito: Nelmo Emerim
Vice: Antônio Juvenal Varela

Quinto Mandato (2005-2008)

Prefeita: Geci Gertrudes de Oliveira Casagrande
Vice: Nelson Cardoso de Oliveira

Sexto Mandato (2009-2012)

Prefeita: Geci Gertrudes de Oliveira Casagrande
Vice: Geovano Cândido Gomes

Sétimo Mandato (2013-2016)

Prefeito: Nelson Cardoso de Oliveira
Vice: Nelmo Emerim

 De 1988 até o atual momento, Santa Rosa do Sul vem crescendo em grande escala, deixando de ser aquela vila dos tempos primitivos, tornando-se um munícipio ativo na região sul de Santa Catarina. Relembrar sua evolução histórica as novas gerações é criar raízes de identidade com o lugar, portanto nunca devemos de deixar que essa nossa História morra.
 Agora, começa um novo capítulo da História de Santa Rosa do Sul, o quais nós começamos a escrever, e as novas gerações irão conhecer e admirar. Portanto, devemos plantar coisas positivas, para que no futuro, nossos filhos e netos colham bons frutos, essa é a missão de todos os sul santarosenses.

Um grande abraço, bom fim de semana, até a próxima.  





    

domingo, 5 de maio de 2013

ESPECIAL: FESTIVAL DE BALONISMO, TORRES, RS 2013


Olá caros leitores, tudo bem com vocês?

 Aconteceu na cidade de Torres entre os dias 01 e 05 de maio de 2013, a vigésima quinta edição do Festival Internacional do Balonismo, no Parque do Balonismo, agitando o fim de semana no litoral norte do Rio Grande do Sul e sul de Santa Catarina.
 Tendo como atração principal as tradicionais competições com balões, o festival também abre espaço para outras modalidades esportivas, como o paraquedismo, motocross, xadrez, capoeira, skate, futevôlei, escotismo, tornando a festa uma grande celebração do esporte.




 Além disso, o evento também abre espaço para feiras industriais, museus, atividades culturais, prestações de serviços, uma grandiosa praça de alimentação e shows musicais dos mais variados gêneros, em uma grandiosa estrutura, atraindo um público diversificado.





 Sendo uma festa de nível internacional, o Balonismo é um exemplo a ser seguido por outros eventos Brasil a fora, de organização em todos os sentidos, desde as estruturas, atendimento e escolhas das atrações, que merece o nosso respeito e aplauso, especialmente a quem organiza esse evento belíssimo. Agora é esperar 2014 para ver como será a vigésima sexta edição do Festival Internacional de Balonismo.

Um grande abraço, boa semana, tudo de bom. 



      

sexta-feira, 3 de maio de 2013

SANTA ROSA DO SUL ESPECIAL: MORRO DAS MORTES A SANTA ROSA, NOMES DO NOSSO MUNICÍPIO


Capela Santa Rosa de Lima, década de 40 (Fonte: Paroquia de Sombrio Padre Raulino Reitz, 1948, pg. 70)

Olá caros leitores, tudo bem com vocês?

 Sexta passada, o Blog do Professor Andrio contou a História do primeiro nome da localidade onde hoje está situado o munícipio de Santa Rosa do Sul, o qual era conhecido pelos moradores mais antigos como Morro das Mortes. Para quem não teve a oportunidade de ler o artigo da semana passada, Cliquem Aqui e confiram na integra. Vamos agora continuar nossa viagem histórica pelos nomes do munícipio.
 Em 1893 eclode no Rio Grande do Sul uma nova e sangrenta guerra civil a qual ultrapassa as fronteiras gaúchas, a qual durou até 1895. Após passado o conflito, muitos imigrantes vieram para  Santa Catarina, inclusive criando núcleos de povoamento.
 Nesse contexto, Morro das Mortes (Santa Rosa) começa receber a primeira leva de imigrantes vindos do Rio Grande do Sul, os quais fixaram moradia nessa localidade, que aos poucos começava ganhar ares de vilarejo. Mesmo com poucas casas, aqui desenvolveu-se um pequeno povoado, liderado por três grandes famílias.
 Os chefes dessas famílias eram: Alfredo Teixeira da Rosa, Alfredo José dos Santos e Alfredo Calazans Emerim. Curiosamente, os patriarcas tinham coincidentemente o mesmo nome, Alfredo. A população naquela época dizia que iam nos Alfredos (Santa Rosa), quando perguntavam onde estavam indo, com o tempo o local passou a se chamar Três Alfredos.
 Ambos comerciantes, os Alfredos ajudaram para o crescimento do povoado juntamente com as famílias que aqui estavam chegando, tornando-os pessoas muito conhecidos em toda região, consolidando a localidade em um ponto comercial.
 Sendo um povoado o qual a grande maioria professava a fé católica, iniciou na década de 1920 um movimento para a construção de uma capela, sendo autorizada pela Mitra Arquidiocesana em 1928, através do padre Antônio Luiz Dias. Antes disso, as celebrações religiosas eram realizadas na casa de Alfredo Emerim.
 Ao mesmo tempo em que acontecia a construção da capela, foi feito uma pesquisa para escolher o padroeiro ou padroeira para o local, logicamente havendo muitas sugestões. Como a família Teixeira da Rosa era numerosa e fervorosamente católica, padre Antônio decidiu por Santa Rosa de Lima a padroeira da capela. Cliquem aqui  para conhecer a trajetória de Santa Rosa de Lima. 
 No dia 30 de agosto de 1932, a capela foi finalmente inaugurada com uma belíssima festa, sendo o festeiro Alfredo Teixeira da Rosa. Novamente, devido a capela, o vilarejo mudava de nome e passava a se chamar Santa Rosa. A partir daí, o vilarejo começa a crescer rapidamente, mas isso é uma outra estória.

Um bom fim de semana, grande abraço, até a próxima.
  


quinta-feira, 2 de maio de 2013

CURTA-METRAGEM: MEMÓRIA VISUAL E MUSICAL, MUSEU HISTÓRICO DE ARARANGUÁ (2011)



Olá caros leitores, tudo bem com vocês?


 Realizado durante uma visita minha ao Museu Histórico de Araranguá, o curta metragem acima apresenta a exposição Memória Visual e Musical: Registro de um Tempo, ocorrida em 2011, a qual mostrava toda a História do cinema, música e fotografia na cidade de Araranguá e região, sendo um sucesso de público durante os meses que aconteceu.
 De forma bem sucinta, o curta conta um pouco da História audiovisual da Amesc, mostrando os objetos que estavam sendo exposto e com pequenas informações históricas. Tive a ajuda da minha amiga Marta Tessaro durante a gravação do curta, a qual quero mandar um caloroso abraço.
 Em outra oportunidade, contarei a trajetória do Museu Histórico de Araranguá e falar da importância dele para toda a região da Amesc, mostrando a todos que pode sim criar museus, casas de cultura e arquivos históricos em qualquer munícipio catarinense. Confiram o vídeo acima

Um grande abraço, até a próxima  

quarta-feira, 1 de maio de 2013

HOMENAGEM AO DIA DO TRABALHO


Olá caro leitor, tudo bem com vocês?

 Hoje é 01 de maio, feriado em diversos países, inclusive no Brasil, em alusão ao Dia do Trabalhador. Essa data surgiu devido as manifestações operárias que surgiram em todo mundo entre o fim do século XIX, sendo que o primeiro país a adotar essa data foi a França, depois seguido por outras nações.
 Como não poderia deixar de ser, esse blog faz uma homenagem a todos os trabalhadores do nosso Brasil, com a música Trabalhadores de Padre Zezinho e um poema de minha autoria. A imagem acima é uma cena do filme Tempos Modernos (1935) de Charles Chaplin, que retrata o mundo do trabalho de forma cômica, satirizando os males causados pela exploração.

video
  
TRABALHADOR

Você merece respeito,
Com seu suor, sustenta toda família,
Cria as estruturas de uma capital,
Dá alimento para o povo do interior e da cidade grande,
Edifica nossa sociedade,
Hoje é seu dia, parabéns,
Sem você trabalhador, o Brasil não vai pra frente.

Autor: Andrio Cardoso Pereira

PARABÉNS A TODOS OS TRABALHADORES DO BRASIL

Um grande abraço, até a próxima.