domingo, 30 de setembro de 2012

MINHA DOCE


Você apareceu sem querer em minha vida,
Não pudi evitar teu sorriso lindo,
Me conquistou de primeira,
Sabe, perco a respiração quando te vejo.

Não quero lembrar de coisas passadas,
Onde só há sofrimento e desespero,
Quero saber de ficar do teu lado,
Sermos felizes para sempre.

Você trouxe luz para minha escuridão,
Estou pronto para viver esse amor,
Sinto isso no meu coração.

Aceito teu jeito de ser com carinho,
Serei fiel a você, irei te fazer feliz,
Te amarei até o último dia de minha vida.

Autor: Andrio Cardoso Pereira

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

VISITA DA ESCOLA JOÃO DOS SANTOS AREÃO A CASA DE CULTURA DE SOMBRIO, DIA 27 DE SETEMBRO DE 2012



Olá caros leitores, tudo bem com vocês?

 Na tarde do dia 27 de setembro, os alunos das quintas séries da escola João dos Santos Areão, de Santa Rosa do Sul, estiveram fazendo uma visita a Casa de Cultura de Sombrio, organizada pelas professoras Angelita, Gisa e Sheila, com o objetivo de mostrar um pouco da cultura e História de nossa região.
 Acompanhados por um guia, os alunos visualizaram todo ambiente do local e as exposições de fotos, objetos e cartazes relacionadas a presença da cultura açoriana no munícipio de Sombrio e região, além de terem assistido a um pequeno show de um músico que lá estava, tocando violino, o qual encantou a todos pela belíssima apresentação. Confiram abaixo fotos:















  Vendo o encantamento desses estudantes ao visitar a Casa de Cultura de Sombrio, algumas inquietações vieram a minha mente, a principal foi: PORQUE EM SANTA ROSA DO SUL NÃO TEM UMA CASA DE CULTURA, UM MUSEU OU UM LOCAL PARA AS CRIANÇAS E ADOLESCENTES PODEREM PESQUISAR NOSSA CULTURA E FAZER CULTURA E ARTE?
 Já falei em uma postagem anterior sobre meu sonho de ver uma casa da cultura em Santa Rosa do Sul e vou lutar por isso, não por interesses pessoais, mas sim para as crianças e adolescentes daqui terem uma chance de mostrar seus talentos culturais e artísticos, além de poder realizar pesquisas históricas e culturais de Santa Rosa, quem quiser conferir as idéias que tenho sobre o assunto, CLIQUEM AQUI .
 Quero agradecer demais ao convite feito pela professora Angelita e pelo acolhimento de todas as turmas envolvidas no passeio, foi uma tarde muito bacana, e espero que essa viagem seja um começo de uma mudança na vida deles, e quem sabe futuramente, tenha uma casa de cultura aqui em Santa Rosa, para eles poderem usar quando quiserem.

Um grande abraço, até a próxima.
 


   

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

FILME: SANSÃO E DALILA (1949)







FICHA TÉCNICA

Título Original: Sansom and Delilah  
Duração: 128 min.
Ano: 1949
Diretor: Cecil B. de Mille 
País: Estados Unidos
Idiomas disponíveis e legendas: Inglês e Português
Gênero: Aventura/ Épico/ Drama Bíblico/ Romance
Temática: História do povo hebreu.

SINOPSE (Fonte: Adoro Cinema)

Na Palestina os judeus estão sendo governados pelos filisteus, mas um judeu muito forte chamado Sansão (Victor Mature) é um desafio à ordem reinante. Como este homem não casou com Dalila (Hedy Lamarr), uma mulher que o desejava muito, ela decidi descobrir a origem de sua força e assim se vingar dele. 

COMENTÁRIO


 Inspirado no conto bíblico retirado do livro dos Juízes, que pertence ao Antigo Testamento, esse épico é um exemplo vivo da versatilidade do diretor Cecil B. de Mille em criar obras cinematográficas grandiosas e atemporais, continuando a impressionar até hoje, tornando-se um dos maiores ícones do cinema mundial.
 Sansão e Dalila é uma das estórias românticas mais conhecidas da humanidade, aonde paixão, senso de dever, heroísmo, traição e reconciliação se entrelaçam perfeitamente numa emocionante aventura, fundindo imagens poderosas, atuações magníficas e uma trilha sonora maravilhosa assinada por Victor Young.
 A Dalila interpretada por Hedy Lamarr é extramente vingativa, sensual, audaciosa e irônica, já o Sansão de Victor Mature é um personagem carismático, forte, rebelde, ingênuo e corajoso. Também no elenco há presença de atores como George Sanders e Angela Lansbury. Após esse filme, Victor Mature e Hedy Lamarr deslancharam suas carreiras em Hollywood nos anos seguinte, Mature participou de diversos épicos históricos de grande sucesso e Lamarr de dramas e comédias.
 Contado de forma bem tradicional, esse épico recria perfeitamente a Palestina do Antigo Testamento da Bíblia, com toda suntuosidade típica de Hollywood, com cenários gigantescos, inclusive das cenas finais, apresentando a antiga luta bíblica ente judeus e filisteus, podendo ser feito um anacronismo com os conflitos atuais naquela região, porém a cautela é importante ao professor que tentar fazer isso, para não haver demonização de um lado ou outro, buscando sempre a parcialidade dos fatos.
 Além disso, Sansão e Dalila é uma produção que mostra vários costumes religiosos e socioculturais daqueles povos que viviam naquela região, a escravidão do povo naquela época, o comércio, as suntuosas festas que davam no palácio, o tratamento que o exército dava aos prisioneiros e muitos outros aspectos, que podem ser trabalhados também com outros povos da antiguidade, só que, porém é bom frisar que quando se trata de obras cinematográficas, sempre requer cuidados para não haver confusões, especialmente quando se tem leitura tradicional no enredo.
  Clássico absoluto aos fãs de filmes épicos, Sansão e Dalila tem como mensagem a esperança através do amor, mesmo com os momentos de fraqueza e de medo, não podendo desanimar e continuar nossa missão em frente, mesmo que os obstáculos sejam grandes demais para enfrentarmos com nossas forças.

Um grande abraço, até a próxima, uma excelente semana.  

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

A HISTÓRIA DO LIVRO DE RUTH ROCHA, NARRADO PELO PROFESSOR ANDRIO






Olá caros leitores, tudo bem com vocês?

video

  Esse vídeo-montagem da ANDRIOFILMES é a retomada do projeto FÁBULAS CONTADAS POR PROFESSOR ANDRIO, que há mais de um mês eu não estava mais fazendo, devido a problemas pessoais e de falta de tempos, mas agora volta com força total.
 Esse projeto desenvolvo com a turma da quinta série do turno vespertino da escola João dos Santos Areão, sob os cuidados da professora Angelita Munari, a qual vou toda quinta feira ler um livro ou contar uma estória para a turma. Essa semana contei como surgiu o livro através da obra de Ruth Rocha, a qual vocês poderão ouvir no vídeo, confiram.

Um grande abraço, até a próxima.

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

4º OPALAFEST E SHOW COM VELHOS BATUTAS


Olá caros leitores, tudo bem com vocês?

 Aconteceu em Sombrio nesse domingo (16/09), atrás da Igreja Matriz a quarta edição do Opalafest, a qual reuniu aficionados por carros antigos, especialmente o Opala, da linha Chevrolet, carro que surgiu no fim da década de 60, foi primeiro carro de passeio lançado no Brasil, sendo um sucesso de vendas desde então. O evento foi organizado pelo Clube do Opala Catarinense, o COCA, da cidade de Sombrio. Abaixo fotos dos carros apresentados no evento, confiram:








  Mesmo com muita chuva, na parte da tarde rolou o show com a banda Velhos Batutas, o qual animou a galera presente por mais de duas horas ao som de muito Rock'N'Roll, unindo gente de várias idades, e paixões diferentes, criando um clima divertido e de muita tranquilidade.
 Quero agradecer muito ao COCA de Sombrio pelo acolhimento, o evento estava bonito e divertido demais. Também quero agradecer a banda Velhos Batutas pelo carinho e amizade, vocês são exemplos de que o Rock não tem idade ou qualquer outra rotulação, valeu galera. Abaixo confiram as fotos do animado show dos Velhos Batutas, confiram:






 


 Um grande abraço a todos, uma boa semana, até a próxima.



  

sábado, 15 de setembro de 2012

DESABAFO DE UM APAIXONADO


Helena, somos de mundos diferentes,
Moramos longe um do outro,
Mesmo assim, você conquistou meu coração,
Trazendo esperança a esse coração sofrido.

O tempo passa, mas o que sinto por você fica mais forte,
Algo díficil demais de explicar em palavras,
É algo que nunca senti antes em minha vida,
Sinceramente, estou completamente apaixonado por você.

Meu anjo, por que temes tanto me amar ou dizer ou que sentes por mim pessoalmente?
Não precisa ter medo meu amor, Vamos nos encontrar para conversar?
Vamos decidir aquilo que é o melhor para nós dois.

Hoje me decidi, vou lutar pelo teu amor até o fim,
Quero poder ter a chance de me declarar na sua frente, olhando para teus olhos,
Mesmo que eu chore, é porque eu amo profundamente você.

Autor: Andrio Cardoso Pereira








sexta-feira, 14 de setembro de 2012

FILME: O HOMEM DA CAPA PRETA (1986)





FICHA TÉCNICA

Título Original: O Homem da Capa Preta
Duração: 120 min.
Ano: 1986
Diretor: Sérgio Rezende 
País: Brasil
Idiomas disponíveis e legendas: Português
Gênero: Aventura/ Policial/ Drama Político
Temática: Quadro político do Brasil das décadas de 50 e 60/ Populismo.

SINOPSE (Fonte: E-Pipoca)

  Tenório Cavalcanti foi um polêmico e reacionário político da Baixada Fluminense dos anos 50 e 60, que com sua metralhadora apelidada de Lurdinha desafiava a corrupção e os poderosos que dominavam o munícipio.
 
COMENTÁRIO

 Baseado na vida do deputado Natalício Tenório de Albuquerque Cavalcanti, conhecido como o "homem da capa preta e da Lurdinha" ou "deputado pistoleiro", esse filme é um grande clássico do cinema da década de 80, sendo o grande vencedor do Festival de Cinema de Gramado em 1986 e traz uma das melhores interpretações da carreira do ator José Wilker no cinema.  
 Com um ritmo alucinado, O Homem da Capa Preta apresenta o complexo quadro da política nacional dos anos 50 e 60, especialmente a chamada política populista, a qual Tenório Cavalcanti era um profundo adepto e dos acontecimentos políticos como a volta de Getúlio Vargas, a renúncia de Jânio Quadros a presidência da República e o golpe de 1964, o qual gerou a ditadura militar no Brasil, período o qual Tenório foi enfraquecido e teve suas armas apreendidas, nunca mais conseguindo se eleger novamente.
 Apresentado em forma de uma aventura policial entremeada com um drama político, essa obra retrata um político fora do comum, que não tinha medo do perigo e defender as camadas mais populares, usando inclusive da força bruta, motivo o qual despertou a ira de muitos poderosos. 
 Sofreu diversos atentados durante sua vida, conseguindo sobreviver a todos, criando o mito de que tinha corpo fechado, por esse motivo sempre andava com seguranças e armado com sua Lurdinha, que nada mais era uma submetralhadora MP40, de fabricação alemã, a mesma usada pelo exército nazista na Segunda Guerra Mundial, um presente o qual Tenório Cavalcanti ganhou do general Góis Monteiro.
  A trajetória dos retirantes nordestinos no Rio de Janeiro também é retratada na película, mostrando as favelas e a violência que os populares sofriam dos poderosos. O filme também mostra a vida boêmia daquela época, a corrupção policial e os bastidores de uma campanha política, que podem ser feito uma ponte com a realidade de agora, pois praticamente os esquemas políticos são idênticos.
  Na época em que esse filme foi lançado, Tenório Cavalcanti ainda era vivo, estava com 80 anos e para a surpresa, foi na estréia do filme no Rio de Janeiro. Ele ficou emocionado em ver sua estória de vida ser contada nas telonas e com o carinho do público. Faleceu em 1987, devido a uma forte pneumonia, meses após o lançamento do filme.
  Mesmo com toda polêmica em torno da figura de Tenório Cavalcanti, inclusive sobre sua conduta violenta em relação aos poderosos, o qual foi acusado de bandido, esse personagem pode ser considerado um herói pela defesa dos mais fracos e mais pobres, não media esforços para trazer melhorias a todos populares de sua comunidade. 
  Mas é bom frisar que os métodos usados por ele não podem ser considerados democráticos ou éticos, pois o uso da força é algo inaceitável, em hipótese deve ser feita, por mais difícil que seja a situação. A grande mensagem desse filme é a valorização da nossa História, pois o povo que não conhece seu passado é como uma árvore sem raízes.

Um grande abraço, bom fim de semana a todos, até a próxima.

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

7 DE SETEMBRO, DIA DA INDEPENDÊNCIA DO BRASIL


Olá caros leitores, tudo bem com vocês?

 Na última sexta feira, todos nós brasileiros assistimos perplexos as comemorações ao dia 07 de setembro, considerada pela maioria das pessoas e pelos historiadores que vivem em nosso país como o dia da Independência do Brasil.
 Como no Descobrimento do Brasil, existem inúmeras hipóteses sobre o acontecimento, algumas são mais aceitas pelos historiadores, outras são mais de cunho mítico ou patriótico, sendo muitas vezes maldosas, preconceituosas e irônicas.
 A versão mais aceita, só foi revelada mais de 50 anos depois, quando a República foi proclamada em 1889, através do relato escrito por um padre que estava na expedição de Dom Pedro I numa viagem até São Paulo para sufocar uma tentativa de rebelião, no dia 07 de setembro de 1822, relatou que após receber duas cartas alertando sobre as intenções da Coroa Portuguesa,  nas margens do Rio Ipiranga, e levantou a espada e gritou a famosa frase; INDEPENDÊNCIA OU MORTE, emancipando o Brasil do domínio de Portugal. Esse episódio foi imortalizado nas artes plásticas (a pintura acima feita por Pedro América é a mais conhecida sobre o acontecimento), música, livros de História, cinema, televisão e até em histórias em quadrinhos.
 Todos anos nessa data, feirado nacional, são realizadas muitas homenagens ao acontecimento, como os tradicionais desfiles cívicos que ocorrem na grande maioria das cidades brasileiras, inclusive aqui em Santa Rosa do Sul, reunindo milhares de pessoas nas ruas, onde desfilam prefeituras, escolas. órgãos públicos, forças armadas e outras instituições públicas, contando um pouco da História do munícipio onde vive, do Brasil e algumas vezes, protestos contra os males que afligem o nosso país, como a corrupção,  violência, drogas, etc.
  Mesmo com toda essa crise de patriotismo que vivemos atualmente, devido a tantos escândalos políticos, corrupção, violência e criminalidade, devemos acreditar em nossa pátria, darmos nosso grito de independência e não esquecermos de nossas origens históricas, pois um país sem identidade cultura é como uma árvore sem raízes.

Um grande abraço, até a próxima.  

sábado, 8 de setembro de 2012

AMOR NÃO CORRESPONDIDO



Uma dor tenebrosa demais de sentir,
Complicada de descrever e de aceitar,
Leva muito tempo para cicatrizar, díficil de esquecer,
Uma verdadeira tortura para a alma e o coração.

Ter vontade de amar, mas não poder,
Querer expressar teu sentimento, mas ser ignorado,
Estar apaixonado, se sentir reprimido,
Querer poder dizer bem alto eu te amo, e sua voz não ser ouvida.

Amor não correspondido, uma crueldade do destino,
Leva as pessoas as lágrimas, ao sofrimento,
Mas serve de aprendizagem para a vida.

Quem já passou por isso sabe bem,
O amor é lindo, mas as vezes judia, machuca,
Para podermos sermos pessoas melhores.

Autor: Andrio Cardoso Pereira

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

DESFILE CÍVICO DE 7 DE SETEMBRO, SANTA ROSA DO SUL


Olá caros leitores, tudo bem com vocês?

 Como na maioria das cidades brasileiras, aconteceu hoje em Santa Rosa do Sul, o desfile cívico em alusão ao dia 07 de setembro, data em que comemoramos a data da Independência do Brasil, proclamada por Dom Pedro I nas margens do rio Ipiranga, cidade de São Paulo, há 190 anos atrás.
 Em termos gerais, foi um desfile muito bonito, a qual reuniu milhares de pessoas na avenida Damásio Peres, tendo a presença de praticamente todas as instituições e organizações que tem presença no munícipio, além de ter duas bandas marciais vindas de fora convidadas, que deram um brilho a mais ao evento. Abaixo uma pequena apresentação em vídeo da banda marcial de Capão da Canoa, que deu um show a parte, peço desculpa pelo amadorismo, confiram:

video

Para encerrar, abaixo está as fotos do evento, confiram. Um grande abraço a todos, bom fim de semana.